PR1507 – A Ilha dos Monstros

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

c1507

‘Com Atlan em Teffon – uma “monstruosidade” é descoberta’

Título Original: Die Insel der Monster

Autor: K. H. Scheer

Tradutor: Marcos Roberto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 09/07/1990

Publicação no Brasil: Janeiro de 2018

Época: Dezembro de 1169 NCG a Janeiro de 1170 NCG

Local da ação: Reino linguide

Personagens principais: Atlan, Kassian, Maynti Herkrol, Cisoph Tonk, Luetfiye Kuecuektekin, Aramus Shaenor

Resumo

A KARMINA chega em dezembro de 1169 NCG ao sistema Simban, onde Atlan quer examinar mais perto a atuação dos linguides junto aos blues tentras. Durante sua visita ao segundo planeta, Roost, Atlan é acompanhado por Kassian, da casa Orbanaschol. O jovem arcônida adora Atlan e faz parte dos arcônidas que adorariam vê-lo novamente no topo do novo reino arcônida, o Segundo ou Novo Império Arcônida. Mas a visita aos blues não traz novas informações. Os tentras não compartilham a suspeita do antigo portador de ativador celular e, ao contrário dele, não consideram sua cessão de sistemas solares, em troca dos serviços dos pacificadores, como uma insidiosa forma de conquista dos linguides.

Um pouco mais tarde, Atlan recebe de Lutfiye Kuecuektekin, um clone blue omni da série 600, que encontra secretamente a informação de que em uma ilha em Teffon, no sistema Sedeider, existem linguides abominavelmente deformados. Suspeita-se de fracassadas experiências de clonagem dos pacificadores. Primeiro a KARMINA parte para o ponto de encontro com a ODIN, a CIMARRON e a HARMONIA, ficando alguns dias em posição de espera. Depois de quatro dias, Atlan deixa uma mensagem para as outras naves e voa para o sistema Sedeider. Um reparo no propulsor metagrav atrasa a viagem, de modo que a KARMINA chega a Teffon apenas em 15 de janeiro de 1170 NCG.

Teffon é um mundo aquático com algumas ilhas. Em uma delas, Atlan e Kassian realmente encontram seres monstruosos. Os clones blues omnis da série 600, guardas de segurança da ilha, agem com extrema brutalidade contra as criaturas. Convencido de ter encontrado uma prova de suas reservas contra os linguides, Atlan e Kassian observam a chegada de Aramus Shaenor e, pouco depois, é rastreado e atacado pelos clones blues. Os pacificadores conseguem deter o ataque e convidam os dois intrusos para um debate.

Shaenor informa que a perda do kima foi o que transformou os linguides nestas criaturas monstruosas. Uma pequena parte deles foi vitimada por transmissores e transições, mas a maioria nasceu sem kima. Os clones blues omnis 600 eram usados como guardas, porque os próprios linguides são incapazes disso. Entretanto, a radiação celular tem um impacto negativo sobre os clones blues, o que ocasionalmente resulta em violência. Contudo, Atlan está convencido de que as observações de Shaenor são destinadas apenas para acalmar os galácticos e distraí-los de suas verdadeiras intenções. Ele ameaça os pacificadores, indicando que a contínua expansão territorial dos linguides também acabaria por afetar os interesses do Império Arcônida.

Em 19 de janeiro de 1170 NCG, após a chegada da ODIN, da CIMARRON e da HARMONIA, é realizada outra reunião com os pacificadores da VAROAR. Perry Rhodan oferece o apoio do Galacticum no cuidado e tratamento dos linguides sem kima. Mas Shaenor rejeita qualquer interferência do Galacticum. No dia seguinte, as quatro naves deixam Teffon.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir