PR1509 – A Escuridão e Sua Sombra

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

c1509

Encontro no mundo de mineração – na intersecção de linhas de força letais

Título Original: Der Dunkle und sein Schatten

Autor: H. G. Ewers

Tradutor: Marcos Roberto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 23/07/1990

Publicação no Brasil: Janeiro de 2018

Época: Janeiro de 1170 NCG

Local da ação: Gropnor, Tantros

Personagens principais: Gesil, Nikki Frickel, Loydel Shvartz, Per-E-Kit, David Kalackai

Resumo

Gesil voa com a TABATINGA para Tantros, seguindo a trilha do desconhecido que a tinha levado para M13 empregando uma mensagem falsificada. Durante o voo ocorre uma falha do projetor Grigoroff e a nave de Gesil retorna para o espaço normal. Para seu alívio, a tripulação constata que a TABATINGA retorna ao universo padrão, nas imediações do aglomerado globular M13. Como querem determinar as causas do fracasso do projetor antes de continuar o voo, procuram um planeta próximo que pareça ser apropriado para uma inspeção. Acredita-se que este tenha sido encontrado no terceiro dos oito planetas de um sol branco-amarelado. O banco de dados da rede de sintrônicas leva a nave para Gerfriede Szar, um sistema que foi colonizado por arcônidas, dois mil anos antes, por cerca de 30 anos.

Em órbita, percebe-se que se trata de um mundo de mineração. Mas parece abandonado, pois ninguém do planeta responde às tentativas de contato da TABATINGA. Portanto, Gesil decide pousar com a TA-3, pilotada por Gemsine Acheron, no planeta provisoriamente chamado de mundo de mineração. Ela é acompanhada por Per-E-Kit. Durante a aproximação, a piloto localiza uma área demarcada, em cuja vizinhança ela pousa o escaler. A próxima tentativa de contato com os habitantes do planeta também falha, pois o grupo de Gesil cai em um poço vulcânico profundo, escondido sob uma duna. Eles acabam em um sistema de túneis que os levam mais para o fundo do planeta. Somente quando o picosin de Gesil soa o alarme e aponta para temperaturas cada vez mais altas, ela percebe que foi mentalmente afetada. Ao assumir que o kontidense é o responsável por isso, ela aponta seu multirradiador para Per-E-Kit, que então desaparece na escuridão do poço. Os sensores de ultrassom localizam o fugitivo e retomam o eco fugaz de uma figura humanoide nas proximidades, mas este desaparece sem deixar vestígios. Gesil e Gemsine Acheron topam com o kontidense inconsciente quando tomam o caminho para retornar para a superfície. Ao longo do caminho, elas descobrem que o poço é formado em parte por inquelônio; pouco depois elas encontram um grupo de garimpeiros que vem ao seu encontro. Eles se autodenominam gropies, com base no nome do planeta Gropnor. A primeira troca de informações com os colonos é interrompida quando estes recebem uma mensagem da superfície informando sobre um ataque à área demarcada. Os atacantes são humanoides, semelhantes ao visto por Gesil no poço do vulcão, que são chamados pelos garimpeiros de puppies. Seu comportamento agressivo é considerado atípico pelos nativos. A batalha causa várias mortes. Na confusão da luta, Per-E-Kit desperta e se afasta do grupo.

De volta a bordo da TABATINGA, Gesil sonha com um planeta chamado Achadai e um espírito conhecido como Manuthe. Quando ela chega mais tarde à central de comando está em curso uma ligação. A KISHMEE, uma nave estaleiro comandada pelo humanoide Nanark recebeu a chamada de emergência automática da TABATINGA e se oferece para ajudar, o que é aceito por gratidão. Então Gesil e Ismalde Deuser partem a bordo do space-jet TANGO. Junto com a piloto Juliane Runetra, as mulheres partem em busca de vestígios dos puppies e do desaparecido Per-E-Kit. Então elas encontram o ertrusiano David Kalackai, que representa os interesses de um grupo de siganeses que se estabeleceu em Gropnor. Estes cooperam com os prospectores e tornam possível a extração do inquelônio. Para tanto, eles modificaram geneticamente a forma de vida presente no sistema Noschosch. As bactérias conhecidas como Sitis Ausis, ou comedores de Maverick, engolem o metal no interior quente do planeta e o regurgitam em seu caminho de volta para a superfície do planeta.

Os siganeses, cujos antepassados colonizaram Zaltertepe, recebem muito bem Gesil e suas companheiras e, após a mediação, as colocam novamente em contado com o kontidense. Ele tinha procurado abrigo no pequeno assentamento e relata para Gesil sobre uma compulsão hipnossugestiva a que se viu exposto. Ele deveria esperar por alguém e fazer algo com ele que tem alguma coisa a ver com um fantasma chamado Manuthe. Os paralelos com seu próprio sonho fazem Gesil recuperar a confiança em Per-E-Kit.

A bordo da TABATINGA, Loydel Shvartz relata a existência de conflitos de competência com as unidades de Nanark e a manipulação do propulsor metagrav, o que causou a falha. Ele suspeita que o sabotador foi Per-E-Kit, mas não pode provar. Enquanto isso, o kontidense volta a se comportar de forma suspeita e se move na KISHMEE obviamente sob influência alienígena. Juliane Runetra o segue até a central de comando da nave estaleiro e lá testemunha eventos que a confundem. Per-E-Kit alega que Nanark é Assu-Letel. A entidade que controla o kontidense se autodesigna como membros do povo djuury, originário de Tarkan, e como investigador enviado pelo deus Manuthe. Assu-Letel, muito enfraquecido porque os comedores de Maverick atacam seu complexo interno, pede que a piloto mate a entidade alienígena.

Durante o entrevero na central de comando da KISHMEE, a bordo da TABATINGA é detectado um impulso hexadimensional – semelhante a um PEM1. A tripulação observa Per-E-Kit vindo da nave desconhecida, carregando o corpo sem vida de Assu-Letel. Ele também tem um aparelho de gravação que registrou a ação de Juliane Runetra na KISHMEE. Sob influência alienígena, aparentemente a própria piloto deixou a nave por um transmissor, com destino desconhecido. Após Gesil ler o porta-dados, a KISHMEE desaparece misteriosamente, deixando para trás como guardas Charlie Siker e Michael Zaitsev.

Finalmente, os siganeses informam Gesil que a ação dos comedores de Maverick foi a responsável pela agressividade dos puppies. Eles devem agora ser extensivamente desintegrados. Com isso, os garimpeiros já não conseguirão extrair o inquelônio. Como o metal, no entanto, se depositou nos ossos e não degrada lentamente, eles querem usar sua resistência e influência recém-descoberta como um meio de subsistência nos próximos anos, atuando como lutadores profissionais. Há também uma boa notícia de Loydel Shvartz: o propulsor Grigoroff voltou a operar.

Durante o voo para Tantros, Shvartz pesquisa o alvo da TABATINGA e descobre que, em dezembro de 1169 NCG, entre outros, esteve por lá um investigador de Kontid. Isso o leva a acreditar que Per-E-Kit é o remetente misterioso da mensagem que levou Gesil a M13. Mas a esposa de Rhodan não acredita em suas advertências. A pesquisa em Tantros é infrutífera. Depois de uma semana, Gesil e o kontidense desaparecem sem deixar vestígios. As últimas palavras de Gesil, que Loydel Shvartz e Nikki Frickel puderam encontrar em uma mensagem de rádio são: “Você precisa ver isso! É tão incrível, tão maravilhoso...”.

1Nota do tradutor: PEM – pulso eletromagnético.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir