• Home

PR1521 – Os Lutadores de Efrem

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

c1521

Eles defendem seu lar – contra os ocupantes de Topsid

Título Original: Die Streiter von Efrem

Autor: Peter Griese

Tradutor: Augustus César

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 15/10/1990

Publicação no Brasil: Junho de 2018

Época: Abril a Agosto do ano de 1170 NCG

Local da ação: Efrem, Terra

Personagens principais: Freder Masoviek, Noran Kosterny, Ragnan-Peto, Perry Rhodan, Kelamar Tesson

Resumo

Em abril de 1170 NCG, Efrem é um dos dez mundos colonizados por terranos que são reivindicados pelos tópsidas sob a alegação de mais espaço vital. Freder Masoviek, caçador de répteis e figura de proa da colônia localizada nas proximidades da Terra, toma conhecimento disso em 14 de abril, enquanto se recupera de um acidente de caça. Nos dias seguintes, ele se preocupa intensamente com a crise tópsida e conclui que o conflito vai escalar ao longo do tempo. Então, ele decide reativar o “Punho de Efrem”. A organização de resistência foi fundada durante o século da escuridão, a fim de enfrentar os esperados ataques dos Senhores das Estradas.

Em meio a uma região de selvas de montanha os combatentes da resistência adquirem o “Pináculo”. O quartel-general do “Punho”, a cerca de 220 quilômetros ao norte da capital Georgetown, foi construído no subsolo. De lá, uma rede planetária de transmissores é ativada e envia um satélite de observação em órbita. O grupo inicialmente se restringe a observar as atividades dos tópsidas. Isso muda por volta do final de julho do ano de 1170 NCG, quando provocadores tópsidas começam a destruir as plantações e colheitas dos moradores.

Todos estes atos de sabotagem têm apenas a finalidade de desviar a atenção do verdadeiro projeto dos lagartoides. Perto de Georgetown, eles começam a construir um segundo assentamento. Quando eles equipam o local com balizas para permitir o pouso de espaçonaves, os resistentes passam para a ofensiva. Enquanto vários grupos cometem atos de sabotagem contra os primeiros assentamentos tópsidas, conhecidos como Ghurrach-Tuq ou Lizard City, uma equipe liderada por Elvira Mueterig realiza o trabalho real.

Os ocupantes reagem com contramedidas maciças aos ataques e eliminam tanto a conexão de transmissores perto de Ghurrach-Tuq quanto um dos dois satélites de monitoramento. Mas também os moradores enxergam negativamente as novas represálias e as mudanças de humor dentro da população até então muito prudente e comportada. Na noite entre 2 e 3 de agosto, a situação foge completamente do controle. Quando sete transportadores tópsidas descarregam mais colonos em Efrem, eles são severamente danificados por explosivos ocultos no campo de pouso. Nos dias seguintes, começa uma caçada tópsida contra os membros do “Punho”, que têm de evacuar até mesmo a sua base. Para exercer mais pressão, os lagartoides tomam como reféns cinco membros do Conselho regente, incluindo o Presidente Noran Kosterny e ameaçam matá-los no caso de novos ataques.

Em 5 de agosto de 1170 NCG, Perry Rhodan é informado que as pistas deixadas por Alaska Saedelaere, Ernst Ellert e Testare levam a Fornalha. Antes de seguir os buscadores de AQUILO com a ODIN, ele recebe um pedido de Kallio Kuusinen, que pede ajuda por causa de uma questão de emergência. No dia seguinte, o Primeiro Terrano relata a escalada em Efrem. Juntos, ele e Rhodan decidem pedir ajuda aos linguides e fazem uma requisição formal.

Já em 7 de agosto, dez pacificadores chegam à Terra e explicam que já estão se preparando para agir nos mundos ocupados. Em troca de seus serviços, eles exigem cópias dos registros que os antigos imortais haviam feito em outubro de 1169 NCG com seus SERUNs em Peregrino. Rhodan concorda depois de pensar um dia.

Os pacificadores partem em seguida; apenas Kelamar Tesson permanece na Terra. O linguide queria intervir nos conflitos em Efrem, mas uma inesperada sequência de acontecimentos o impede de partir. Enquanto os combatentes da resistência do Punho tentam sem sucesso libertar os reféns dos tópsidas, um enorme objeto voador aparece no sistema Opra. Quando ele desaparece, Perry Rhodan parte imediatamente com a ODIN, para investigar in loco a situação. Parece que os tópsidas, devido ao aparecimento do objeto, desistiram da ocupação de Efrem e partem de mãos vazias. Quando os registros dos sistemas de localização são avaliados, verifica-se o objeto estranho é o mundo artificial Peregrino. Obviamente a superinteligência AQUILO interveio no conflito e, em seguida, desapareceu de novo.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir Email

Você não tem permissão para comentar. Faça seu login no site ou se registre, caso não tenha um login no site.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.