• Home

A Residência Solar

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

residencia solar pqEstrutura e Construção:

A Residência Solar está dividida em seis seções principais. A haste e cinco pétalas. As cinco pétalas são, por sua vez divididas basicamente em duas seções, a área inferior com a técnica do abastecimento de energia, armazenamento de energia, área de hangar e armazéns. Cada uma das seções superiores, embaixo de um envoltório transparente, representam áreas de vida. Nas áreas de vida há escritórios administrativos, museus e acomodações públicas.

As áreas comuns são estritamente separadas das áreas técnicas e administrativas. As áreas comuns são de fato distribuídas por toda a Residência Solar, mas o acesso às áreas técnicas e administrativas está fechado.

Especificações técnicas:

Altura: 1.010 metros
Diâmetro máximo: 575 metros
Potência: reatores Nugas (acomodados nas pétala C e E, sete geradores Daellian, modificados), reatores de fusão de emergência.
Unidade superluminal: 14 HAWK VI modificados (Conversão para HAWK V planejada)
Aceleração: até pelo menos 300 km / s2
Superluminal: desconhecido
Alcance: desconhecido
Armamento defensivo: campo paratrônico múltiplo, Campos defensivos SAE e escudos de impacto, escudos de defesa hipermagnéticos, Campo de sombra paratrônica e outros dispositivos desconhecidos.
Armas ofensivas: não disponíveis ou não conhecidas
Naves auxiliares: cinco corvetas especiais, 50 space-jets (diâmetro de 20 metros), vários planadores e 200 drones (caçadores robóticos de 10 metros de comprimento)

Residencia Solar

Legenda:

  1. A área de vida B com cobertura transparente (cor variável)
  2. Plataforma superior com terraço e área de desembarque
  3. Área técnica B com ancoragem de corvetas, planador e hangares de drones, fornecimento de energia e armazenamento de energia primária.
  4. Nível de comando, incluindo: componente secundário LAOTSE além disso: projetores para campo de defesa hipermagnético.
  5. Alojamento da tripulação e centros administrativos. Positrônica de LAOTSE (atrás do alojamento da tripulação)
  6. Abastecimento central de energia (gerador Daellian)
  7. Propulsores de empuxo gravotron (Principalmente na área de máquinas dos setores C e E)
  8. Robustos jatopropulsores (7 como redundância nas seções B, D e F)
  9. Área pública do museu com um grande salão. As salas individuais e setores podem ser divididos. Em caso de emergência, os setores podem ser utilizados como alojamentos de emergência.
  10. Setores defensivos: conversor paratrônico e geradores do campo defensio SAE e projetores, conjuntos para gerar um campo de sombra paratrônica e geradores de escudo e projetores defletores.
  11. Conversor HAWK IV (quatro unidades na área A e dois em cada pétala)
  12. Geradores gravitacionais
  13. Armazém de peças de reposição e compartimento de robôs
  14. Propulsores de transição (duas unidades)
  15. Área de fornecimento de energia de emergência A (reatores de fusão)
  16. Absorvedor de pressão, propulsor antigravitacional.
  17. Área de recepção inferior, o acesso do público para a plataforma de pouso e Restaurante Marco Polo. Terraços extensíveis (comprimento de 70 metros) tornam possível, se necessário, a criação de uma ampla plataforma de observação.

Desenho e Texto: Mark Fleck, Abril de 2015.
Tradução: Márcio Inácio Silva, Agosto de 2015.

Imprimir Email

Você não tem permissão para comentar. Faça seu login no site ou se registre, caso não tenha um login no site.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.