• Home

Ciclo 17 - A Armada Infinita

Episódios 1100 a 1199 – Período da história: 426 a 427 NCG (4013 a 4014)
Data de publicação na Alemanha: 1982 a 1984
Ciclo ainda inédito no Brasil

A Frota Galática encontra-se com a Armada Infinita, uma gigantesca frota composta por incontáveis espaçonaves que procurava há milhões de anos o Rubi de Gelo, também conhecido como Cosmonucleotídeo Triicle-9. Triicle-9, agora degenerado, havia sido manipulado por SETH-APOPHIS. Enquanto Perry Rhodan executa o plano dos ambiciosos Ferreiros da Armada e vence SETH-APOPHIS, a Cosmocrata renegada VISHNA ataca a Terra. Apenas a intervenção do Cosmocrata TAUREC consegue acabar com a dominação de VISHNA, que busca a reconstrução do “Viral”, um hipercomputador criado pelos Cosmocratas há bilhõesde anos. Para impedir que Perry Rhodan, no comando da Armada Infinita, ativasse os Cronofósseis, os inimigos dos Cosmocratas mobilizam o Decálogo dos Elementos.



Na época cósmica em que se desenvolvem os acontecimentos, o universo conhecido transformou-se num imenso campo de batalha, no qual as forças do caos se defrontam com as forças construtivas.

A Humanidade, que criou um enorme império sideral, pertence ao esquema de poder da superinteligência conhecida como “Aquilo”. Uma das tarefas mais importantes de Perry Rhodan consiste em consolidar este esquema de poder e protegê-lo dos ataques das superinteligências inimigas.

No momento o inimigo mais perigoso do ser chamado “Aquilo” (e, portanto, da Humanidade) é a superinteligência negativa SETH-APOPHIS.

As forças que comandam a ordem (trata-se dos Cosmocratas, que vivem além das fontes de matéria) conferiram a Perry Rhodan o título e o status de Cavaleiro das Profundezas, que lhe permite investigar os três problemas fundamentais que a Humanidade enfrenta na luta em prol do ser denominado “Aquilo”. São os problemas fundamentais:

1) O que é o Rubi de Gelo?
2) Onde começa e onde termina a Armada Infinita?
3) Quem criou a Lei, e qual é seu conteúdo?

Já se sabe que o Rubi de Gelo é uma gigantesca massa negra situada entre a Via Láctea e outra galáxia que fica a 60 milhões de anos-luz de distância. SETH-APOPHIS usou o Rubi de Gelo para provocar algumas novas. Trata-se de explosões cósmicas de proporções inimagináveis. Com isto SETH-APOPHIS pretende abalar outras concentrações de poder das superinteligências positivas, para tirar proveito de sua destruição. O objetivo de SETH-APOPHIS consiste em chegar além das fontes de matéria – mais precisamente, aos Cosmocratas. Mas o que acontecia no Rubi de Gelo, antes que SETH-APOPHIS se apoderasse dele? O que vem sendo feito em seu interior?

Perry Rhodan saiu com a Frota Galática para resolver o mistério.

Mas quando chega ao destino defronta-se com um perigo muito maior: a Armada Infinita. Ninguém sabe quantos milhões de anos-luz esta Armada já viajou. E não se sabe de quantos povos é formada. Trata-se de uma tremenda concentração de forças, cujos membros querem encontrar Triicle 9. No centro da Armada existe uma zona que é tabu: o coração da Armada. Pelo que se diz, esta zona é governada por Ordoban, uma criatura inconcebível que, segundo se diz, dirige a Armada desde o início.

Os inúmeros membros da Armada não se conhecem uns aos outros, mas se reconhecem quando se encontram, porque a chama da Armada, que nunca se apaga, trêmula sobre suas cabeças. Esta chama lhes é dada no nascimento.

Jercygehl An, o comandante da unidade 176 da Armada, composta por 50.000 espaçonaves, é o primeiro armamentista que vê à frente dos seus olhos o objetivo procurado há tanto tempo. Mas neste momento de triunfo também vê a Frota Galática. Perry Rhodan e seus companheiros são quase impotentes diante da Armada Infinita, mas nem por isso desistem do objetivo a que se traçaram: encontrar a resposta a um grande número de perguntas.

Enquanto pretendem penetrar na área da Grande Armada, surge uma criatura misteriosa: TAUREC. Esta encarnação Cosmocrata, vinda de além das fontes de matéria, foi expulsa pelos outros Cosmocratas para os mundos do nosso lado das fontes devido a uma falha, e procura uma maneira de retornar ao seu espaço vital. Ele percebe que o Rubi de Gelo pode ser uma maneira de atingir seus objetivos, e para isso ele utiliza em sua missão um equipamento sem igual, desde a nave SYZZEL até o perigoso “quartel” que traz no bolso.

TAUREC desafia Perry Rhodan. Sente-se superior a ele e quer forçar uma decisão na área do Rubi de Gelo. Ele diz a Rhodan que o Rubi de Gelo é uma formação pentadimensional, um tipo de universo em miniatura, com uma parte no contínuo espácio temporal normal.

Mas finalmente Rhodan consegue subir a bordo da SYZZEL e ir com TAUREC ao lugar mais perigoso do universo: o interior do Rubi de Gelo.

Os dois chegam a um lugar assustador. Perry Rhodan defronta-se com os misteriosos agentes de SETH-APOPHIS. Como se isto não bastasse, Perry Rhodan e TAUREC descobrem o caminho que leva a uma galáxia distante, mas não desconhecida, onde fica o depósito de SETH-APOPHIS. Rhodan chega lá mais depressa do que pretendia. Mas Perry, sua frota e a Armada Infinita são lançados no chamado Efeito Confete, que os deixa numa situação desesperadora. Nos arredores da galáxia estranha decide-se o destino não somente da Humanidade, mas da Armada Infinita, de Triicle 9, de STAC e seus adeptos e de SETH-APOPHIS. Durante os conflitos travados encontram-se alguns velhos conhecidos, que de forma alguma esperava-se ver ali.

Enquanto tudo isso se passa, os Cosmocratas agem numa ilha sideral distante, chamada Norgan Tur, onde promovem a reconstrução de um império de vírus. Esperam encontrar com isso a resposta a várias perguntas difíceis e enfrentar de forma mais eficaz os poderes do caos. Muitos pesquisadores de vírus, entre eles Quiupu, estão trabalhando na tarefa imensa. Ninguém, nem mesmo os Cosmocratas, seria capaz de imaginar que com isso também criam uma coisa terrível, uma força diabólica, que só esperava o momento de ser chamada novamente à vida.

A consciência de Ernst Ellert recebe um corpo sintético feito com substâncias de vírus, tornando-se um metamorfo.

Finalmente é descoberta a natureza da Armada Infinita: na realidade, a Armada é apenas uma outra designação para o misterioso Código de Moral. A gigantesca frota, saída há milhões de anos da galáxia Behaynien, o local de origem do Rubi de Gelo, tem procurado todo este tempo pelo Rubi (também conhecido como Triicle 9) e tem como objetivo colocá-lo de volta em sua posição original.

O local onde Triicle 9 estava há milhões de anos se tornou uma negasfera, um gigantesco setor espacial onde as leis naturais não prevalecem mais e o caos rege em sua forma pura. Ali também é o espaço vital do Senhor dos Elementos, um Caotarca (um ser oposto aos Cosmocratas), que tenta impedir os planos de retorno do Rubi a todo custo.

Na galáxia M-82 os terranos finalmente obtém a vitória sobre SETH-APOPHIS. Após incontáveis lutas e muitas derrotas, a superinteligência negativa é destruída em seu mundo central Aitheran.

Na Terra surge uma entidade que também pertence ao Poder Mais Elevado, a Cosmocrata rebelde VISHNA. Ela perdeu o poder que teve antigamente e envia sete pragas sobre a Humanidade, com o objetivo de subjugá-la. No último segundo TAUREC consegue vencê-la, e ela retorna para atrás das fontes de matéria. Entretanto, Gesil, uma das três encarnações Cosmocratas deixadas por VISHNA em nosso universo, continua junto aos terranos, e ela casa-se pouco tempo depois com Perry Rhodan.

Veja abaixo os detalhes em nossos resumos!

Não há artigos nesta categoria. Se há subcategorias mostradas nesta página, elas podem conter artigos.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.