• Home

Ciclo 39 - Domínios Intemporais

Episódios 2800 a 2874 – Período da história: 1517 a 1519 NCG
Data de publicação na Alemanha: 2015 a 2016
Ciclo ainda inédito no Brasil


Na Terra registra-se o outono do ano 1517 do Novo Calendário Galáctico (NCG). Os Humanos habitam todas as partes da Via Láctea, milhares de mundos estão na Liga dos Terranos Livres. Eles negociam com os outros povos da Via Láctea, e na medida do possível há paz entre as estrelas.

Mas os Humanos não são realmente livres. Elas estão – como todos os outros moradores da galáxia – sob o domínio do Tribunal Atópico. Os chamados Juízes Atópicos, afirmam que somente eles e o seu poder militar podem garantir a paz na Via Láctea.

Para que Perry Rhodan e seus companheiros lutem contra esse poder, eles precisam saber de onde vem os juízes. Sua origem está no Espaço Atemporal, uma região do universo da qual até agora ninguém sabe nada.

Os terranos pretendem avançar neste espaço misterioso: com a RAS TSCHUBAI e uma equipe ousada, Perry Rhodan parte em um voo para o desconhecido. Mas então tudo dá errado – os companheiros entram em um sinistro plano temporal...



Após a captura da CHUVANC, a nave do juiz atópico Chuv, Atlan tornou-se o piloto da nave. Porém, ele é muito mais do que um simples piloto: na verdade, ele tornou-se uma parte essencial da nave atópica. Após a morte de Chuv, a “alma” da nave, chamada de Anc, estabeleceu uma conexão com o arcônida, e, desde então, a CHUVANC passou a se chamar ATLANC. Em 17 de novembro de 1517 do Novo Calendário Galáctico (NCG), a ATLANC penetra na Sincronia, um tipo de “segundo tempo” que conecta o universo normal aos Domínios Intemporais, o local de origem do Tribunal Atópico. A RAS TSCHUBAI, a mais moderna nave dos terranos, a acompanha dentro dela, miniaturizada. A nave do Tribunal Atópico possui as chamadas sincavernas, dimensões artificiais que aumentam exponencialmente a capacidade de carga da nave, tornando-a capaz de transportar objetos muito maiores do que ela. Numa outra sincaverna, viaja a LARHATOON, uma nave comandada pelo lare Avestry-Pasik, que deseja ajudar os terranos em sua luta contra o Tribunal Atópico.

Porém, logo no início do voo, algo completamente inesperado acontece: os lares a bordo da LARHATOON manipulam Atlan, que involuntariamente conduz a nave ao ano 20.103.191 a.C. Durante essa viagem ao passado, surge uma gigantesca “Fenda Temporal”, uma anomalia energética que atravessa toda a Via Láctea. Avestry-Pasik e seus companheiros fogem da ATLANC com sua nave LARHATOON, e sua missão é clara: eles desejam impedir o desaparecimento da Primeira Civilização Lare, o que poderá criar um paradoxo temporal que anulará a existência da Humanidade. Enquanto Atlan prossegue viagem rumo aos Domínios Intemporais com a ATLANC, Rhodan decide permanecer no passado com a RAS TSCHUBAI para tentar impedir os planos de Avestry-Pasik.

O passado: Perry Rhodan no ano 20.103.191 a.C.

No passado distante, os terranos a bordo da nave portadora RAS TSCHUBAI são testemunhas da guerra de aniquilação dos tiuphores contra os povos daquela época. Esse povo nômade, que viaja de galáxia em galáxia em suas fortalezas estelares, tem sua cultura baseada na guerra e na morte, o que os leva a destruir planetas inteiros em suas "campanhas", guerras temporárias que visam integrar o maior número possível de constantes FRESS dos inimigos mortos nos gigantescos cristais sextadim existentes na proa de suas naves. Tais cristais são símbolos de status entre os tiuphores, armazenando tanto as almas de seus inimigos quanto as dos guerreiros tiuphorenses que mais se destacaram na batalha, garantindo-lhes assim a imortalidade. Porém, enquanto as almas dos tiuphores vivem em relativa tranquilidade, as almas dos inimigos sentem dores lancinantes em seu estado imaterial, o que as faz desejar constantemente a morte definitiva.

Os tiuphores possuem duas tecnologias que lhes dão uma vantagem tática decisiva durante as campanhas: o hipermanto e os doutrinadores. O hipermanto, também chamado de hipercamuflagem, é a capacidade de suas naves de operar normalmente num estado semidesmaterializado, durante o qual elas tornam-se imunes a sistemas de rastreamento e à maioria das armas conhecidas. Já os doutrinadores são nanorrobôs semimateriais que conseguem atravessar campos defensivos e controlar qualquer tipo de tecnologia. Os tiuphores utilizam essas duas tecnologias de forma inescrupulosa para destruir planetas inteiros e integrar bilhões de almas em seus cristais sextadim.

Após testemunhar um ataque dos tiuphores, Perry Rhodan toma a arriscada decisão de ajudar um dos povos atacados por eles, o que poderia causar um paradoxo temporal. Durante o processo, ele entra em contato com o Códice, uma aliança de povos que luta contra os tiuphores. Um dos povos do Códice são os raiones, os antepassados dos onriones. Dessa forma, descobre-se que os onriones são, na verdade, sobreviventes da guerra do Códice contra os tiuphores, que ocorreu há mais de vinte milhões de anos.

Durante a perseguição à LARHATOON, a RAS TSCHUBAI chega ao Sistema Solar, que nessa época possuía dois planetas adicionais: Zeut, cujos destroços formariam o anel de asteroides entre Marte e Júpiter, e Sheheena, que seria lançado para fora do sistema e se tornaria o “mundo escuro” Medusa. O Sistema Solar é muito importante para o Códice, pois, na Terra daquela época, viviam os Guardiões do Tempo, mutantes que conseguiam prever o futuro, servindo assim como um sistema de alarme contra os ataques dos tiuphores. A LARHATOON utiliza o metal TEP existente em Zeut para tornar-se uma nave CEV. Depois disso, ela parte para a galáxia Noularhatoon, a pátria dos lares. Uma parte da frota tiuphorense a segue, bem como a RAS TSCHUBAI.

A RAS TSCHUBAI e a LARHATOON chegam à galáxia natal da Primeira Civilização Lare. Em Noular, o planeta original dos lares, os tripulantes da LARHATOON revelam ser do futuro e afirmam querer deflagrar a “revolução temporal”, um paradoxo temporal que poderá salvar os lares. Porém, as fortalezas estelares dos tiuphores chegam a Noularhatoon e atacam incontáveis planetas, inclusive Noular, provocando bilhões de mortes. Para salvar pelo menos um dos planetas habitados pelos lares, a RAS TSCHUBAI e a LARHATOON retornam à Via Láctea, onde conseguem junto ao Códice um “abismo púrpura”, um transmissor de matéria móvel que consegue transportar um planeta inteiro no tempo e no espaço. Dessa forma, eles evitarão o extermínio precoce da raça lare pelos tiuphores, o que seria um paradoxo temporal ainda maior do que a “revolução temporal” de Avestry-Pasik.

Um asteroide habitado por vinte mil lares é transferido por meio do abismo púrpura para o ano 99.781 a.C. A RAS TSCHUBAI também é transferida, porém a LARHATOON permanece no passado. Os lares batizam seu novo lar de Larhat, e Rhodan é testemunha da chegada de um enviado de AQUILO ao planeta, o que garantirá a sobrevivência da nova civilização lare e evitará um paradoxo temporal de grandes proporções.

A RAS TSCHUBAI começa um voo de dilatação relativística para retornar ao ano 1518 NCG. Porém, ele é interrompido no ano 8050 a.C., pois a tripulação percebe que a nave havia sido infiltrada por doutrinadores. Nessa época, os arcônidas e os maahks estão envolvidos na lendária Guerra do Metano. Os terranos entram na guerra e conseguem obter geradores de hiperfrio, que retardam a replicação dos doutrinadores. Dessa forma, a RAS TSCHUBAI volta a fazer seu voo relativístico rumo ao futuro. Contudo, ela é forçada a desacelerar novamente no ano 971 NCG após detectar os sinais de uma sonda deixada nessa época pela ATLANC que continha informações adicionais sobre os doutrinadores. Após avaliar a situação, Rhodan percebe que é só uma questão de tempo até a nave ser completamente controlada pelos doutrinadores, e dessa forma decide rumar para o planeta Medusa, onde esconde a nave numa enorme caverna. Os 35 mil tripulantes da RAS TSCHUBAI são colocados num estado de hibernação, e os geradores de hiperfrio são ligados ao máximo, congelando toda a nave. Como Rhodan sabe que o planeta seria descoberto por volta do ano 1518 NCG, ele acredita que os terranos do presente descobririam a nave e a salvariam dos doutrinadores.

Enquanto isso, três fortalezas estelares dos tiuphores atravessam a Fenda Temporal e chegam ao presente...

O presente: a invasão dos tiuphores no ano 1518 NCG

Em dezembro de 1517 NCG, três fortalezas estelares chegam através da Fenda Temporal às proximidades do planeta Olimpo. Porém, os tiuphores sentem imediatamente os efeitos da alta hiperimpedância, que desabilitam vários sistemas de suas naves. Apesar disso, o hipermanto ainda funciona, e, sob sua proteção, eles conseguem roubar computadores positrônicos que contêm valiosos dados sobre a hiperimpedância, que serão fundamentais para que eles consigam adaptar suas fortalezas estelares às novas condições hiperfísicas. Em abril de 1518 NCG, os tiuphores conseguem enviar os dados para seus semelhantes no passado através da Fenda Temporal, e, pouco tempo depois, uma enorme frota tiuphorense, plenamente adaptada à hiperimpedância, começa a invasão da Via Láctea. Inúmeros planetas são atacados, inclusive Maharani, o planeta central da Liga dos Terranos Livres.

A Fenda Temporal é analisada pelos terranos, que descobrem que viagens para o passado não são possíveis, apenas passagens do passado para o presente. Para enfrentar a ameaça tiuphorense, os terranos criam a Patrulha Tiuphorense, uma frota especial composta por naves terranas e arcônidas. O juiz atópico Matan Addaru Jabarim revela que a chegada dos tiuphores ao presente ameaça a cronocoerência da Galáxia, o que significa que tal invasão nunca foi relatada pelos historiadores do futuro.

Os terranos descobrem sinais do fenômeno da “deriva discronal”, uma manipulação temporal que reescreve vários fatos históricos. Essa cronomanipulação ocorre devido à superposição de realidades diferentes, ou seja, entre “o que aconteceu” e “o que poderia ter acontecido”. Uma das fontes da deriva discronal é o planeta Medusa, onde se encontra a RAS TSCHUBAI. Em maio de 1518 NCG, o planeta é descoberto pelos terranos, que encontram a caverna com a nave e conseguem salvar sua tripulação, que estava em estado de hibernação desde o ano 971 NCG para tentar se salvar da devastadora ação dos doutrinadores.

Em junho de 1518 NCG, o imperador arcônida Bostich tenta fazer uma aliança com os tiuphores contra o Tribunal Atópico, porém essa tentativa fracassa. Durante sua visita a uma fortaleza estelar, ele descobre que alguns povos auxiliares do Tribunal Atópico estão fugindo da Via Láctea, pois eles interpretaram a deriva discronal como o início da Ecpirose, a destruição da Via Láctea prevista pelo Tribunal. Alguns dias depois, Bostich ordena um ataque em grande escala à Fenda Temporal para tentar fechá-la, porém a energia liberada no ataque apenas aumenta ainda mais o tamanho e as emissões energéticas da Fenda...

O futuro: o voo de Atlan através da Sincronia

A viagem através da Sincronia é muito mais complicada e cansativa do que Atlan havia imaginado. Anc, a “alma” da nave, questiona o rumo definido o tempo todo, e Atlan tem a sensação de que um dedo gelado aperta seu coração. Ela também vasculha a parte da mente de Atlan que permanece inacessível para ele desde sua estadia além das fontes de matéria. O processo consome as forças do arcônida, que recorre a todo tipo de drogas e sedativos para se manter ativo e motivado durante o voo.

Subitamente, a nave é atacada, chegando inesperadamente ao ano 2577 NCG. Nessa época, os terranos e os tefrodenses formaram a Nova Lemúria, que domina toda a Galáxia. Seu líder e ditador absoluto é o imortal Vetris-Molaud. Nesse futuro possível, Perry Rhodan e a maioria dos outros imortais já morreram há séculos. Atlan percebe que esse é o futuro reservado para a Via Láctea caso ele não consiga chegar aos Domínios Intemporais e completar sua missão. Após inúmeros contratempos nesse “falso futuro”, a ATLANC retorna à Sincronia, recomeçando seu voo para os Domínios Intemporais a partir do ano 1518 NCG.

Mais de 700 anos se passam até a ATLANC alcançar o planeta anelar Andrabasch, que possui um portal de ligação com os Domínios Intemporais. O sofrimento de Atlan durante a viagem continua, e durante todo esse tempo a tripulação da nave aumentou para mais de cem mil pessoas, sendo a maioria delas formada por transterranos, seres humanos criados através de diversas formas de manipulação genética. Há diferentes grupos de transterranos, e a convivência entre eles nem sempre é pacífica.

Em Andrabasch, Atlan encontra-se com o piloto de outra nave atópica, que revela que o criador e senhor dos Domínios Intemporais é Thez, uma entidade muito mais evoluída que os cosmocratas e os caotarcas. Segundo ele, Thez criou os Domínios Intemporais “do nada”, sendo uma entidade incompreensível até mesmo para superinteligências.

Após passar por vários testes em Andrabasch, Atlan finalmente recebe autorização para ir aos Domínios Intemporais. Em 2271 NCG (segundo o calendário da ATLANC), Atlan, Julian Tifflor e mais alguns tripulantes da ATLANC embarcam num transporte atópico e chegam aos Domínios Intemporais.

Veja abaixo os detalhes em nossos resumos!

PR2800 - Fenda Temporal

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2800

Capa principal:  Perry Rhodan e a cientista Sichu Dorksteiger

"Os terranos Iniciam uma missão para o desconhecido – mas seu voo leva ao desastre"

Título Original: Zeitriss

Autor: Michelle Stern

Tradutor:

Artista da capa alemã: Arndt Drechsler

Publicação na Alemanha: 17/04/2015

Publicação no Brasil:

Época: 17 a 21 de novembro de 1517 NCG

Local da ação: Via Láctea

Personagens principais: Perry Rhodan, Gucky, Sichu Dorksteiger, Atlan da Gonozal, Farye Sepheroa, Maecc

Características especiais:

  • O livro vem com mais páginas que o normal, 92 páginas, e contém um suplemento especial de oito páginas, com gravuras de Arndt Drechsler, intitulado “A RAS TSCHUBAI – a mais nova nave portadora do Perryverso”
  • Um trecho está disponível para download, ou como um livreto de 16 páginas em formato A6 na semana que se inicia em 07 de abril de 2015 como amostra grátis em diversos lojistas e lojas especializadas.
  • O livro tem duas imagens de capa diferentes. A capa padrão mostra Sichu Dorksteiger como companheira de Perry Rhodan. No lugar dela, uma pessoa do povo tiuphore e exibida na capa alternativa. Livros com a capa alternativa só estão disponíveis em varejistas selecionados.
  • Pela primeira vez, desde o PR 2200, os subtítulos são colocados na capa do livro, ao invés da parte de dentro.
  • A imagem título de Perry Rhodan no cabeçalho tem os itens básicos destacados por meio de impressão de alto-brilho.
  • A edição de aniversário (capa variante 1) foi produzida com volta ao redor da capa.

PR2800 V2

Capa alternativa: Perry Rhodan e um tiuphore

Visão Geral

Resumo

PR2800 poster1

Durante o voo da ATLANC (A consciência da nave, se chama ANC. Ela formava com o Juiz Chuv, em suas próprias palavras, uma unidade indissolúvel, a nave se chamava assim – composta por dois nomes – CHUVANC. Como Chuv em meados de Novembro de 1517 NGZ, no decorrer do projeto Ultimo Margo, foi morto durante o sequestro da nave, esta unidade foi dissolvida. Depois de um curto e intenso luto o ANC decidiu formar uma unidade com Atlan, a nave passou a ser chamada desde então ATLANC) ao espaço atemporal em 17 de novembro de 1517 NCG, distúrbios inexplicáveis ocorrem. Flashes de luz são observados na central de comando, há distorções do tempo e o ANC da ex-nave do Juiz Atópico inicialmente não parece cooperar. Algo está errado com Atlan, a única pessoa que pode encontrar o seu caminho através da Sincronia. No final das contas, Perry Rhodan tem sucesso em convencer a ANC a estabelecer contato através do acesso remoto com a RAS TSCHUBAI. Uma conexão de transmissores entre as duas naves é estabelecida por Gholdorodyn (keloskiano). Quase todos os membros da tripulação estão sofrendo com o aumento dos fenômenos temporais. Avan Tacrol (halutense) enlouquece e se volta contra seus amigos. De repente, ele flutua no meio da central de comando – Gucky o segura telecineticamente. Encantado o rato-castor reconhece que ele tem suas velhas paracapacidades plenamente de volta. O médico chefe, Matho Thoveno, tem que pôr um atenuador na euforia após uma investigação no rato-castor. Os paradons de Gucky estão flutuantes. Não está claro se e em que nível eles vão se estabilizar.

Imprimir Email

PR2801 - O Código

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

PR2801

"A RAS TSCHUBAI em um espaço estranho – terranos reúnem incógnitas conhecidas"

Título Original: Der Kodex

Autor: Uwe Anton

Tradutor:

Artista da capa alemã: Arndt Drechsler

Publicação na Alemanha: 24/04/2015

Publicação no Brasil: 

Época: 20.103.191 aC (21 a 25 de novembro de 1517 NCG no tempo de bordo da RAS TSCHUBAI).

Local da ação: Sistema Achalabat

Personagens principais: Perry Rhodan, Gucky, Tatsu Feydursi, Goyro Shaccner

Visão Geral

Resumo

Em busca da LARHATOON, a RAS TSCHUBAI faz uma parada no sistema Achalabat, o lar dos chemebochavis, em 21 de novembro de 1517 NCG hora da nave. Assim, os galácticos são acidentalmente testemunhas de mais um ataque dos tiuphores. Uma arca estelar aguarda na borda do sistema, enquanto uma esquadrilha consistida de saltadoras estelares voa para o planeta Chemeb. Perry Rhodan assume que os tiuphores erradicarão completamente os indefesos habitantes deste mundo da mesma forma que eles já fizeram com os joppachios. Isso Rhodan não pode permitir. Ele dá a ordem para o ataque. A RAS TSCHUBAI e suas naves auxiliares usam o elemento surpresa, incapacitando a arca estelar e destruindo todas as saltadoras estelares, exceto uma que conseguiu escapar. Os galácticos não contavam com a mentalidade dos tiuphores. Eles preferem morrer a aceitar a derrota, e optam pela autodestruição da arca estelar.

Imprimir Email

PR2802 - Bastião da Estrela Mark

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2802

"Eles chegam ao mundo teste – terranos lutando contra os tiuphores"

Título Original: Bastion der Sternenmark

Autor: Hubert Haensel

Tradutor:

Artista da capa alemã: Arndt Drechsler

Publicação na Alemanha: 30/04/2015

Publicação no Brasil: 

Época: 20.103.191 aC (26 a 28 de novembro de 1517 NCG no tempo de bordo da RAS TSCHUBAI).

Local da ação: Vennbacc

Personagens principais: Perry Rhodan, Gucky, Goyro Shaccner

Visão Geral

Resumo

Perry Rhodan voa com o BJO BREISKOLL para o bastião estelar Vennbacc no sistema Cyoterri. A RAS TSCHUBAI os segue com uma certa distância. Vennbacc é um planeta semelhante à Terra e fica na borda do sistema dos raiones na estrela Rayonat. Goyro Shaccner já está lá com a TICCNYT quando os terranos chegam. O cruzador de batalha chega no tempo de bordo de 26 de novembro de 1517 NCG no espaçoporto que pertencente à cidade de Mictorry Micto Four. Os funcionários do governo com quem Rhodan deve se encontrar são esperados apenas em dois dias. Até então, os terranos devem permanecer em sua nave. No entanto Shaccner está disposto a levar Rhodan e Farye Sepheroa num voo de visita a cidade. Os raiones não têm nem suspeitas que Gucky, Sichu Dorksteiger e Licco Yukawa (comandante do BJO BREISKOLL) também estão na cidade. O experiente rato-castor age diligentemente. Ele lê os pensamentos de várias pessoas que estão cheios de gratidão pelos lares, pois eles apoiam o Código na luta contra o tiuphores. Também foram vistos lares em Vennbacc. Gucky consegue rastrear os lares. Existem membros da tripulação de LARHATOON, Pey-Ceyan está entre eles. Gucky descobre que a LARHATOON está no espaçoporto que é divido em dois.

Imprimir Email

PR2803 - Sob a Faixa Sextadim

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2803

"Eles chegam ao mundo teste – terranos lutando contra os tiuphores"

Título Original: Unter dem Sextadim-Banner

Autor: Marc A. Herren

Tradutor:

Artista da capa alemã: Arndt Drechsler

Publicação na Alemanha: 08/05/2015

Publicação no Brasil:

Época: 20.103.191 aC (1 de dezembro de 1517 NCG no tempo de bordo da RAS TSCHUBAI).

Local da ação: Vennbacc

Personagens principais: Perry Rhodan, Gucky, Goyro Shaccner, Poxvorr Karrok, Aurélia, Licco Yukawa

Visão Geral

Resumo

Perry Rhodan, Sichu Dorksteiger e Gucky encontram-se no palácio da profundidade com Vecctur Mocell, um membro do Governo dos raiones, e com o incumbente Pyzhurg Conntor Kouccoy. Rhodan culpa os lares da LARHATOON pelo surgimento da fenda do tempo, que os raiones agora já identificaram como a causa da falha dos guardiões dos tempos. Devido à boa reputação que beneficia os lares deste período entre os povos do Código, Mocell e Kouccoy reagem com ceticismo. De acordo com suas informações, os lares querem se ocupar somente do comércio. Caso contrário, o raione pelo menos dá cobertura a Rhodan e não revela que os terranos vêm do futuro. Chega uma mensagem importante do planeta Zeedun. Os guardiões dos tempos previram um ataque maciço dos tiuphores dentro dos próximos oito a doze dias. Uma vez que o roxo profundo só poderia ser concluído em quatro semanas Vennbacc deve ser evacuada. Os raiones querem saber dos terranos se estes podem ajudar com a evacuação.

Imprimir Email

PR2804 - Os Guardiões do Tempo

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2804

"Rumo ao Sistema Solar – uma pista no mistério do passado."

Título Original: Hüter der Zeiten

Autor: Michael Marcus Thurner

Tradutor:

Artista da capa alemã: Dirk Schulz

Publicação na Alemanha: 15/05/2015

Publicação no Brasil:

Época: 20.103.191 aC (início de dezembro de 1517 NCG no tempo de bordo da RAS TSCHUBAI).

Local da ação: Sistema Mitraia

Personagens principais: Perry Rhodan, Gucky, Goyro Shaccner, Poxvorr Karrok, Oupeg

Visão Geral

Resumo

Por razões diferentes, três grupos estão a caminho do sistema Mitraia: os proto-hetostes, que querem adquirir metal TEP a fim de converter a sua espaçonave LARHATOON, em uma invencível nave CEV. Os terranos, que querem saber mais sobre os guardiões do tempo e o planeta Zeedun, assim como explorar o mundo escuro Medusa (que leva o nome de Sheheena no ano de 20.103.191 aC). Os tiuphores da TOIPOTAI também estão interessados nos guardiões do tempo, no entanto, eles estão interessados em transferir as constantes FRSR destas criaturas para as faixas sextadim de sua arca estelar e fazer com que os irritantes informantes do Código se tornem inofensivos. Um comando avançado sob o comando de Tnoxa Yaffs, ao qual também pertence Poxvorr Karrok, analisa as forças de defesa do sistema. Esta operação é a última chance de Karrok finalmente entrar em Inhorig. Quando sequestraram uma nave mercante dos lagartos motomunis ele realmente é bem-sucedido. Karrok praticamente sozinho conquistou a nave esférica, agora os tiuphores preparam a nave como um naufrágio e chegam infiltrados ao sistema Mitraia. No local, eles ocupam uma nave raionense que veio em auxílio dos motomunis, e podem assim, avançar despercebidos.

Imprimir Email

PR2805 - Parapatrulha

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2805

"No misterioso mundo Zeedun – um guardião do tempo é testado."

Título Original: Para-Patrouille

Autor: Michael Marcus Thurner

Tradutor:

Artista da capa alemã: Dirk Schulz

Publicação na Alemanha: 22/05/2015

Publicação no Brasil: 

Época: 20.103.191 aC (06 de dezembro de 1517 NCG no tempo de bordo da RAS TSCHUBAI).

Local da ação: Kerout, Zeedun

Personagens principais: Perry Rhodan, Gucky, Poxvorr Karrok, Poungari, Farye Sepheroa, Gholdorodyn

Visão Geral

Resumo

No ataque em Larinvhar Tnoxa Yaffo sucumbe. Poxvorr Karrok assume o comando do grupo de ação, no qual é aceito sem restrições por seus companheiros, porque ele luta melhor do que qualquer outro, desde que atingiu o estado de Inhorig. Os tiuphores torturam o prefeito Rovshin-Aam até a morte e conseguem dessa maneira descobrir quem são os guardiões do tempo e onde eles estão localizados. A maior parte dos tiuphores retorna com a espaçonave raione conquistada de volta à TOIPOTAI para passar essa informação para o Tomcca-Caradocc, Xacalu Yolloc. Karrok permanece com oito voluntários em Kerout. Eles penetram a bordo de uma nave lare que voa para Zeedun.

Imprimir Email

PR2806 - A Partir da Fenda Temporal

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2806

"Jogos de Poder em Olimpo – Uma Ameaça Monstruosa Para um Mundo"

Título Original: Aus dem Zeitriss

Autor: Christian Montillon

Tradutor:

Artista da capa alemã: Dirk Schulz

Publicação na Alemanha: 29/05/2015

Publicação no Brasil:

Época: Fim de Dezembro de 1517 NCG.

Local da ação: Estrela de Boscyk, Fenda do Tempo

Personagens principais: Indre Capablanca, Jael Gunebakan, Caradocc Accoshai, Martynas Deborin, Yoqord

Curiosidades: O "vestido" de Indre Capablanca, ilustrado na capa do PR2806 é seu seu simbionte, Ftempar!

Visão Geral

Resumo

Durante uma conferência de imprensa no final de dezembro de 1517 NCG, que envolve a possível conexão do complexo de Olimpo com a nova Tamânia tefrodense, o casal imperial recebe uma mensagem urgente de Jael Gunebakan, a comandante da FURST DAGOREW. A nave portadora da classe NETUNO faz parte de uma frota que monitora a Fenda do Tempo. A fenda percorre toda a Via Láctea, se aproxima perigosamente de Olimpo e agora foi atravessada por três gigantescas naves cilíndricas. Indre Capablanca e Martynas Deborin-Argyris retiram-se sob um pretexto, antes ainda de descobrirem através de Tesqiren Yoqord que Matan Addaru Jabarim aprovou a retirada da frota orionense do sistema da Estrela de Boscyk – que era a condição dos olimpianos para a aceitação da oferta dos tefrodenses. O casal imperial embarca na FURST DAGOREW. Pouco tempo depois, um dos estranhos se manifesta através da conexão de rádio. Ele se apresenta como Caradocc Accoshai e afirma que suas naves foram surpreendidas pela fenda no espaço e tinham sido tragadas. Ele age amigavelmente e fala de problemas técnicos a bordo, mas que estão em grande parte sob controle. Não será necessária ajuda.

Imprimir Email

PR2807 - Saltadoras Estelares Sobre Swoofon

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2807

"No coração da Liga dos Terranos Livres – o mundo dos microtécnicos irá tornar-se o alvo"

Título Original: Sternspringer über Swoofon

Autor: Leo Lukas

Tradutor:

Artista da capa alemã: Dirk Schulz

Publicação na Alemanha: 05/06/2015

Publicação no Brasil:

Época: Janeiro de 1518 NCG

Local da ação: Swoofon

Personagens principais: Accoshai, Merve Lowengart, Appac Cengerroy, Injel Harrfog, Barynan Daegem, Swolcadiu Khessner, Pino Gunnyveda

Visão Geral

Resumo

Appac Cengerroy, comandante onrione responsável por Swoofon está desesperado. Ele foi delegado ao bloco espacial, potencial território inimigo, a fim de fazer cumprir o Ordo Átopico e proteger a Estela do Ordo instalada no planeta – mas ele e seu povo não têm nada para fazer. Os swoons se mantêm passivos e mais ou menos cooperativos. Eles não fazem nada que possa ser punido de alguma forma. No entanto, eles roubam do onrione o resto dos nervos! Eles aborrecem a Estela com inúmeras ninharias que são processadas no obelisco estoicamente a contento de todos, também há pouca razão para os onriones tomarem quaisquer medidas, pelo fato de que os anões swoon em sua vida e trabalhos subterrâneos (os chamados “buraco de coelho”) são praticamente intangíveis para os ocupantes. As tentativas de explorar a toca do coelho com sondas falham miseravelmente devido as contramedidas inteligentes dos moradores. Três tesquires já quebraram a cara com os homens pepino. Cengerroy tenta manter suas tropas ocupadas com manobras infindáveis e exercícios táticos, mas em algum momento ele não conseguirá mais. Frustrado, ele solicita pessoalmente ajuda dos xenos sociólogos onriones, Barynan Daegem e Injel Harrfog.

Imprimir Email

PR2808 - A Guarda Tiuphore

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2808

"Eles Investigam um fenômeno cósmico – um ataque a Via Láctea é eminente"

Título Original: Tiuphorenwacht

Autor: Marc A. Herren

Tradutor:

Artista da capa alemã: Swen Papenbrock

Publicação na Alemanha: 12/06/2015

Publicação no Brasil:

Época: 15 de Janeiro a 29 de março de 1518 NCG e 14 de junho de 1468 NCG

Local da ação: Entre outros locais, Nuvem Hapatash e Sistema Pharyx

Personagens principais: Anna Patoman, Heydaran Albragin, Pino Gunnyveda, Hotorr Traccax, Taran Nesser, Troy Nesser

Visão Geral

Resumo

Os terranos respondem à ameaça representada pelos tiuphores formando uma frota mista terrano/arcônida para controlar as três arcas estelares. A coronel Anna Patoman é designada em 15 de janeiro de 1518 NCG como a comissária de uma frota composta por 20 supernaves de guerra da classe NETUNO, 50 naves fragmentárias pos-bi e 130 naves EPPRIK da frota arcônida e caracteriza um nome para essa frota formada para questão dos tiuphores: “Guarda Tiuphore”, Patoman coopera com o arcônida Heydaran Albragin. O chamado “Regente de Robôs” é responsável por controlar as naves totalmente robotizadas da classe EPPRIK. Pino Gunnyverda, que pode recolher experiências de primeira mão sobre os agressores de Swoofon vindos da fenda temporal, pertence a equipe. O homem é um agente capaz da USO; seu comportamento arrogante como “negociante de informações” é só camuflagem. Patoman Armande recebe detalhes sobre a fenda temporal ao entrar em contato com Armand Sentaire, um especialista algustranense em fenômenos temporais, professor da Academia Waringer e atualmente diretor científico de uma frota que está explorando os 630 mil quilômetros da fenda temporal para encontrar zonas semelhantes.

Imprimir Email

PR2809 - Visitas

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2809

“A Guarda Tiuphorense acredita que a luta acabou - em uma de suas naves espaciais, ela só começa”

Título Original: Heimsuchung

Autor: Oliver Fröhlich

Tradutor: 

Artista da capa alemã: Swen Papenbrock

Publicação na Alemanha: 19/06/2015

Publicação no Brasil: 

Época: 29 a 31 de março do ano 1518 NCG

Local da ação: Via Láctea

Personagens principais: Anna Patoman, Heydaran Albragin, Pino Gunnyveda, Topper Chimes, Sitor Tapanuli, Myala Làs-Therin, Dirikdak

Visão Geral

Resumo

Os tiuphores se foram, mas eles deixaram para trás uma coisa: os doutrinadores que foram lançados na GALBRAITH DEIGHTON V. Despercebidas, as micromáquinas começaram a tomar os sistemas (incluindo botes, robôs e SERUNs). Depois de um curto período de tempo, os doutrinadores colocam o PLC1 da nave sob seu controle. Após um curto período de tempo, os doutrinadores colocam o PLC da espaçonave sob seu controle. No dia após o ataque a Vaar alguns membros da tripulação encontram erros inexplicáveis que consideram inofensivos. Heydaran Albragin analisa os registros do curso de batalha, porque ela acha estranho que uma das três arcas estelares só disparou um único tiro na GAL e depois se retirou. Pino Gunnyveda equipa o regente de robôs para uma visita. Ele acredita que seu alojamento está assombrado. Ambos informam Anna Patoman. Uma vez que é determinado que nas últimas 24 horas foram recebidos um número extraordinário de mensagens de falha de natureza semelhante, a comandante dá o alerta amarelo.

Imprimir Email

PR2810 - Cabeça de Ponte Laudhgast

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2810

“Invasão dos tiuphores – o presente é vítima do passado”

Título Original: Brückenkopf Laudhgast

Autor: Uwe Anton

Tradutor: 

Artista da capa alemã: Swen Papenbrock

Publicação na Alemanha: 26/06/2015

Publicação no Brasil:

Época: 29 de abril até 03 de maio do ano 1518 NCG

Local da ação: Laudhgast

Personagens principais: Anna Patoman, Accoshai, Ciphrian Pescrud, Oleksis Samoanoa, Skoo Samoanoa, Rutan Argroncc

Visão Geral

Resumo

Quatro semanas se passaram desde a destruição da GALBRAITH DEIGHTON V, e não houve mais nenhum avistamento de tiuphores. Muitos duvidam da periculosidade das arcas estelares restantes, mas Anna Patoman não baixa a guarda. Em 29 de abril do ano 1518 NCG, ela assume o comando da nave sucessora com o número VI. Ele é a construção da classe Portadora Saturno com uma peculiaridade. Dois sistemas positrônicas redundantes ou biopositrônicas autônomos (chamados de SLEEPER I e II), de cuja existência a PLC não tem conhecimento, que deveriam intervir no caso de uma tomada da rede por vírus de computadores hostis. A guarda tiuphore foi ampliada novamente para 181 unidades após as perdas recentes. Agora a sua ordem está ainda mais difícil de cumprir do que antes, porque as passagens de penetração se movem ao longo da fenda temporal.

Imprimir Email

PR2811 - O Mensageiro dos atópicos

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2811

“Julian Tifflor no sistema de Árcon — um juiz apresenta uma proposta”

Título Original: Bote der Atopen

Autor: Wim Vandemaan

Tradutor:

Artista da capa alemã: Alfred Kelsner

Publicação na Alemanha: 03/07/2015

Publicação no Brasil:

Época: Abril do ano 1518 NCG

Local da ação: Sistema Baag

Personagens principais: Julian Tifflor, Attilar Leccore, Fenckenzer, Matan Adaru Jabarim

Visão Geral

Resumo

O assassinato do juiz atópico Chuv por Perry Rhodan e Atlan tornou-se conhecido pelos cardeais fractores e anunciado na Via Láctea inteira. A morte de Chuv fez com que as ações do Tribunal Atópico começassem a vacilar. A subdivisão da Via Láctea em domínios não faz nenhum progresso, a limitação de alcance de todas as naves dos povos da Via Láctea não é mais acelerada. Vetris-Molaud usa a inatividade do Tribunal para anexar outros estados à sua Nova Tamânia.

Imprimir Email

PR2812 - Bem-vindo a Tamânia!

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

2812

“JUm mundo que não pode ser verdade — e ainda assim, é realidade”

Título Original: Willkommen im Tamanium!

Autor: Andreas Eschbach

Tradutor:

Artista da capa alemã: Arndt Drechsler

Publicação na Alemanha: 10/07/2015

Publicação no Brasil: 

Época: 3 a 4 de novembro do ano de 2577 NCG (23 a 25 de novembro do ano de 1517 NCG, tempo de bordo da ATLANC)

Local da ação: Sincronia, sistema Baag, Thiasan-III

Personagens principais: Atlan, Jawna Togoya, Miuna Lathom, Thyan Meverdatis

Visão Geral

Resumo

Atlan novamente está livre do vírus. No entanto, ele se sente mal durante o voo com a ATLANC através da sincronia. Isto acontece por causa da sua exaustão associada com a habilidade especial que lhe permite conduzir a espaçonave do juiz para os Domínios Intemporais. Praticamente, a nave pergunta pelo trajeto a cada três segundos. Para Atlan isso parece como se dedos gelados tocassem seu coração. O processo consome sua força e ele não pode influenciá-lo. Aparentemente, a ANC acessa a parte da consciência de Atlan, que não lhe é acessível desde a permanência além das fontes de matéria. Avan Tacrol também sente certo mal-estar ao voar, porque ele tem a sensação de participar de um processo perverso. Jawna Togoya, pelo contrário, acha a viagem "geometricamente emocionante". Em 23 de novembro do ano de 1517 NCG, tempo de bordo; Atlan sente que algo está errado. A ANC é questionada e indica que uma armadilha temporal foi ajustada para a nave, da qual é impossível escapar. Atlan reage imediatamente e interrompe o voo. A ATLANC materializada no sistema Baag1 e é atacada. Além disso, descobre-se que a nave novamente efetuou uma viagem temporal. 1.000 anos se passaram — se registra novembro do ano de 2577 NCG!

Imprimir Email

PR2874 - Thez

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PR2874

“Atlan no Lago dos Fauths — Perry Rhodan está lutando pela sobrevivência do Sistema Solar”

Título Original: Thez

Autor: Wim Vandemaan e Christian Montillon

Tradutor:

Artista da capa alemã: Arndt Drechsler

Publicação na Alemanha: 16/09/2016

Publicação no Brasil:

Época: Janeiro do ano 1519 NCG

Local da ação: Sistema Solar, Lago dos Fauths

Personagens principais: Atlan, Julian Tifflor, Perry Rhodan, Gucky, Hekéner Sharoun

Visão Geral

Resumo

Enquanto Atlan e Julian Tifflor são conduzidos no desembarque nos Domínios Intemporais, por Glossberc sobre o Lago dos Fauths1, eles falam sobre questões cósmicas. Atlan aprende muito sobre o início e o fim do Universo, bem como sobre Thez e o seu desenvolvimento. Entre outras, Thez recuperou uma máquina para destilação da energia vital de um caotender abatido. O Lago dos Fauths consiste do Licor Vital produzido com ele. Thez e os Domínios Intemporais formam uma unidade indivisível. Quando perguntado sobre a atitude da superinteligência AQUILO dirigida a Thez, Tifflor sugere que poderia haver uma espécie de acordo entre os dois. Tifflor também admite que ele pode providenciar a retirada do Tribunal Atópico da Via Láctea, mas ele é leal a Thez e está convencido da veracidade das suas ações.

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.