LONDON

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

LONDONA LONDON é após seu comissionamento no ano 1285 NCG, a espaçonave capitânia da Liga Hanseática Cósmica. Os estudos iniciais para a “espaçonave das Maravilhas” foram iniciados no ano 1271 NCG e levou à colocação da quilha no casco no ano 1273 NCG.

Devido ao desenho invulgar, a montagem planetária do casco não é possível, por conseguinte, a LONDON é completamente montada no estaleiro SUSSIX em órbita acima da terra.

A Liga Hanseática Cósmica supostamente teria desenvolvido o projeto completamente por conta própria. Tudo devia ser “Made in Terra” — uma afirmação, no entanto, a qual a Liga Hanseática não podia corresponder de forma alguma. Arno Gaton confiou a gestão do projeto a um consórcio sob a liderança das Indústrias Shorne, que consistia de uma variedade de empresas distribuídas em toda a Via Láctea.

Através da LONDON, a espaçonave de cruzeiro de luxo a imagem manchada da Liga Hanseática devia melhorar, como uma estratégia de marketing recém-desenvolvida, para dar glória ao antigo grupo econômico. Arno Gaton esperava que o sucesso da LONDON, catapultasse o preço das ações da Liga Hanseática nas bolsas de valores galácticas a novas alturas, e ele acabaria por ser nomeado o “Gestor do Século”.

Especificações

Comprimento: 1.600 metros

Largura: 554 metros

Altura: 787 metros

Propulsão: propulsor metagrav

Aceleração: 1.317 km/s2

Fator ultraluz: 79 milhões de anos-luz

Armamento ofensivo e defensivo: 1 canhão MHV na proa, escudo protetor paratrônico.

 

Mais dados

Salão Estrela: 137 metros de altura, cerca de 430 x 430 metros de largura, profundidade.

Torres: 117 metros (Torre A), 187 metros (Torre B) 217 metros (Torre C)

Tripulação: 1.200

Passageiros: 15.000

 

A tripulação da LONDON

Comandante: Capitão James Holling

1º oficial: Wyll Nordment (Navegação)

2º oficial: Evan Rudocc (Navegação)

3º oficial: Garl Spechdt (localização)

4º oficial: Bogo Prollig (segurança)

5º oficial: Mugaba Sparks (comunicação)

6º oficial: Hostav Tablot (médico da espaçonave)

7º oficial: High Gellar (oficial de reserva)

 

Outros tripulantes

Gerente de cruzeiro/ passageiro: Terna Ambyl

Designer/diretor Científico: Alex Moindrew

Chefe de segurança adjunto: Uto Lichtern

 

Projeto

A LONDON é uma espaçonave de cruzeiro de luxo modelado a partir dos antigos navios marítimos da Terra, do final do século 20, (ver seção seguinte). A construção segue o mesmo princípio, de acordo com o qual estes navios foram construídos:

Estrita separação entre os membros da tripulação “simples” dos passageiros ricos.

Já através da construção da espaçonave devia ser assegurado que os super-ricos poderiam se mantidos entre si. De fato, foi enfatizado na publicidade como uma característica marcante da nova espaçonave capitânia da Liga Hanseática Cósmica, que no cuidado dos passageiros “humanos” seria empregado apenas o pessoal que derivava da linhagem genética lemurense. Seres extraterrestres usados apenas para o trabalho braçal e geralmente não entravam em contato com os passageiros. Este princípio é quebrado apenas no cuidado dos seres não humanos, por exemplo, um blue no cargo de mordomo para os membros do Fórum Raglund.

Aqui, as cabines de passageiros estão localizadas acima do convés principal, enquanto a inteira tecnologia foi relegada para a “barriga” do casco. Para reforçar a impressão de “uma espaçonave estelar”, toda a área de acesso dos passageiros é protegida por um “painel de vidro” em relação ao espaço. Esta área é inundada com uma atmosfera de oxigênio, para que os passageiros possam ter a impressão de andar ao ar livre no convés sem trajes de proteção no espaço.

O salão central da espaçonave pode ser considerado a joia de toda a estrutura, que é pomposamente chamado de o “Salão Estrela”. É significativo que todos os conveses dos camarotes vêm por conta dos preços elevados exclusivamente para os passageiros ricos, comecem deste salão. Aqui é o centro cultural da espaçonave. Aqui os contatos comerciais são realizados e bilhões e bilhões de galax atravessam a Via Láctea e estão sempre em busca do planeta, onde o lucro recuperável é a mais alto.

 

História

O design da LONDON remonta às ideias que o porta-voz hanseático Arno Gaton desenvolveu durante seus estudos na Escola de Economia Intergaláctica na metrópole comercial da velha Londres na Terra. Gaton era fascinado pela elegância e o estilo dos iates antigos e os navios de cruzeiro da era pré-espacial de seu planeta natal. Ele percorria os museus de Londres no tempo livre, e começou a esboçar a sua “espaçonave dos sonhos”, uma réplica estilizada dos velhos navios. Desde que as ações do capital do pai permitiram a sua rápida ascensão dentro da hierarquia da Liga Hanseática Cósmica, ele esteve à procura de maneiras de realizar seu sonho de infância. Na pessoa do genial, mas considerado como um engenheiro totalmente excêntrico e físico Alex Moindrew, ele encontrou o engenheiro, que estava disposto a desafiar todos os princípios e experiência da moderna construção de espaçonaves. Juntamente com Moindrew, o porta-voz hanseático desenvolveu um estudo de projeto, com o qual ele procurou outros investidores na Terra, por muito tempo em vão, uma vez que o ambicioso projeto ameaçava destruir todos os orçamentos.

Só quando ele entrou em contato com o governante mashratano coronel Kerkum no ano 1272 NCG, e foi apresentado ao magnata terrano Willem Shorne durante uma “viagem de lazer” por Mashratan, a maré virou. Shorne ficou extremamente interessado no projeto e prometeu desembolsar capital de risco o suficiente para financiar o “Monumento à Genialidade Terrana”. Mas os imensos custos de desenvolvimento levaram a Liga Hanseática à beira da ruína financeira. Nesta situação, foi novamente Shorne quem salvou a cabeça de Gaton, através de suas ligações com a liderança política da LTL, no âmbito do Primeiro Terrano Medros Eavan, para quem então, explicou o projeto inteiramente novo de espaçonave de cruzeiro para o prestígio da Liga Hanseática, e através de empréstimos generosos impediu a ruína. Ele também fez campanha entre os grandes industriais que estavam perto de seu governo, para que pudessem participar financeiramente na construção da LONDON.

Com isto, a Liga Hanseática Cósmica que uma vez foi fundada por Perry Rhodan como uma garantia de unidade política e um instrumento de cooperação econômica entre os povos da Via Láctea, finalmente se tornou uma corporação puramente terrana, o que também se refletiu no fato de que a Liga Hanseática se tornou a sede do governo da LTL desde Buddcio Grigor.

Nos anos seguintes o projeto da “espaçonave sem precedentes” foi promovido com o apoio de Eavan e os círculos atrás dele empurrando, Gaton finalmente começou a sua ascensão que acabaria por terminar em sua eleição como o primeiro porta-voz da Liga Hanseática.

No ano 1285 NCG Gaton acredita na meta de seus sonhos, o sucesso do lançamento e o voo inaugural esgotado da LONDON parece cumprir todas as esperanças e levam a Liga Hanseática de volta para uma empresa respeitável e bem-sucedidas.

Imprimir