PR0105 - A Frota-Fantasma

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PRBR 0105

Contra os fantasmas, Rhodan e seus amigos usam a astúcia e a persistência.

Título Original: Die Geisterflotte

Autor: Clark Darlton

Tradutor: S. Pereira Magalhães

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 06/09/1963

Publicação no Brasil: 1978

Época: 2102

Local da ação: Árcon III, Terra

Personagens principais: Perry Rhodan, Geral Khor, major Bullefjord, cadete Rumpus, sargento Meister, Gucky, Reginald Bull, Tanor, Gagolk

Resumo

Tudo está calmo em Terrânia, a capital do Império Solar. Enquanto isso, uma espaçonave decola do Sistema Azul em uma missão desconhecida. Rhodan espera um novo ataque aconense, mas de que forma isso ocorreria? Atlan o informa que uma misteriosa espaçonave aterrissou sem incidentes em Árcon III - a localização do arsenal arcônida e do regente positrônico, cruzando todas as defesas sem encontrar a menor resistência! Rhodan decide viajar para o planeta com sua nave capitânia, a DRUSUS, deixando Bull na Terra para lidar com os assuntos internos.

Durante seu voo para o sistema Arcônida, a DRUSUS é contatada por Geral Khor, um arcônida que está em Salex IV. Ele pede a Rhodan para acompanhá-lo, a fim de confiar-lhe uma mensagem urgente para Atlan. No planeta, Rhodan descobre que nada mais funciona e que o Regente não emite mais impulsos e como resultado disso todas as máquinas e naves pararam por completo. Pouco tempo depois, Atlan o contata e confirma que o Regente, assim como toda Árcon III, está cercado por um desconhecido e impenetrável campo de energia. Todas as instalações industriais e as naves - em suma, tudo o que está realmente controlado pelo Regente - não funcionam e o caos ameaça tomar conta...

Ao mesmo tempo, o major Bullefjord que comanda a KENIA, um cruzador da Frota Terrana, mantem sob vigilância o Sistema Azul. Ele descobre o surgimento de um buraco no campo de proteção do Sistema Azul no momento da saída da espaçonave misteriosa e recebe autorização para atravessar com a KENIA antes do buraco se fechar novamente.

A DRUSUS chega a Árcon I com Rhodan e os mutantes. A nave capitânia então começa sua viagem para Árcon III, mas todas as tentativas de Tschubai e Kakuta de teleportar através do campo energético se revelam inúteis. Apenas Gucky consegue se teleportar para a superfície de Árcon III com a ajuda do transmissor fictício.

Em Árcon III, Gucky não reconhece mais o planeta nem qualquer um de seus pontos de referência. Investigando em todos os lugares, ele descobre que os aconenses chegaram com sua espaçonave dois dias antes e erigiram um campo temporal que devolveu o planeta a 15.000 anos atrás na época do Imperador Metzat III. Os aconenses convenceram Metzat que um povo beligerante do Sistema Solar se aproximou perigosamente de Árcon.

Como costumava ser naquela época, o Imperador quer enviar uma frota de 30.000 espaçonaves para o Sistema Solar a fim de trazer seus habitantes à submissão.

Dez horas se passaram desde a partida de Gucky. As colônias do Império Arcônida perceberam que o Regente está fora de serviço e, como resultado, eles começam a levantar-se e a apreender espaçonaves robotizadas desativadas. Por seu lado do campo temporal, Gucky consegue embarcar em uma espaçonave que está saindo para uma missão de reconhecimento no Sistema Solar. Isto permite-lhe atravessar o campo temporal e informar Rhodan da situação.

Desde que Metzat III quer conquistar o Império Solar e não destruí-lo, Rhodan pede a Bull para não reagir à frota arcônida hostil que se aproxima dele. Isso se torna eficaz uma vez que com a chegada da Frota Arcônida no Sistema Solar, seu comandante Gagolk não encontra resistência e hesita sobre como proceder.

Na DRUSUS, Rhodan descobre graças ao cérebro positrônico de Vênus, que havia, cerca de 15.000 anos atrás, uma espaçonave que sobrevoou duas vezes Árcon III e então partiu depois de deixar uma cratera única de 2 km de diâmetro no planeta. Ele deduz desta informação de que uma espaçonave equipada com o novo sistema de propulsão linear teve sorte em cruzar o campo temporal. Ele então embarca na RALPH TORSTEN pilotado por Bullefjord. Gucky é encarregado de depositar uma bomba no planeta onde a espaçonave aconense está localizada.

A RALPH TORSTEN acelera em direção a Árcon III e atravessa o campo temporal sem incidentes. Gucky se teleportar para a superfície do planeta, enquanto a espaçonave inicia a sua segunda órbita no planeta.

Na Terra, Gagolk desembarca e exige um encontro com o chefe do Império Solar pedindo-lhe para que se submeta ao Grande Império. Ele é finalmente recebido por Bull, mas a entrevista degenera rapidamente porque Bull se enfurece. Depois disso, a Frota Arcônida lança seu ataque contra a Terra e um enraivecido Bull parte para cima de Gagolk. No entanto, ele só encontra o vazio. A frota fantasma desaparece no mesmo momento em que as primeiras bombas atingem a atmosfera terrana!

Em Árcon III, Gucky consegue colocar a bomba perto da espaçonave aconense. Ele volta a bordo da RALPH TORSTEN que parte imediatamente. As bombas explodem pouco depois destruindo assim a espaçonave aconense. Como resultado, Árcon III volta mais uma vez para seu tempo presente e o Regente começa a restabelecer imediatamente a ordem no Império Arcônida.

O desastre foi evitado no último momento graças a Rhodan, a Atlan e a seus companheiros, especialmente Gucky

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir