PR0112 - O Homem de Duas Caras

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PRBR 0112

“O ser do planeta Peregrino diverte-se e dá de presente vinte e uma vidas eternas!

Título Original: Der Mann mit den zwei Gesichtern

Autor: Kurt Brand

Tradutor: Richard Paul Neto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 25/10/1963

Publicação no Brasil: 1978

Época: Julho de 2103

Local da ação: Terra, Plutão, Peregrino, I-09, IRONDUKE, BAA-LO

Personagens principais: Thomas Cardif, Reginald Bull, Allan D. Mercant, A-Thol, Brazo Alkher, Stana Nolinow, AQUILO, Rhobal

Resumo

Desde que retornou de Okul, Perry Rhodan mudou muito. Ele parece ter se tornado um estranho - não possui mais seu senso de humor e toma algumas decisões inexplicáveis, como aceitar o estabelecimento de trezentos entrepostos dos saltadores dentro da esfera de influência terrana. Uma junta médica avalia estas mudanças como o resultado do processo de Thmasson, uma terapia que permite a eliminação de traumatismo profundo. Ninguém suspeita a verdade: que Perry Rhodan é, de fato, Thomas Cardif cujo ego está protegida pelo diagrama mental do verdadeiro Rhodan. Seu estranho comportamento intriga e enfurece seus colaboradores mais próximos, inclusive Reginald Bull e Allan D. Mercant.

Cardif-Rhodan recebe um arcônida que transmite-lhe uma mensagem do anti Rhabol que quer vinte ativadores celulares. Cardif-Rhodan se recusa a atender o pedido. Pouco depois, ele anuncia sua intenção de permitir o estabelecimento de bases dos saltadores em Plutão. Bull descobre que Cardif-Rhodan obteve as coordenadas de Peregrino do cérebro positrônico em Vênus.

A IRONDUKE chega em Plutão e só Cardif-Rhodan desembarca no local. Ele conhece A-Thol, o emissário dos antis. Fellmer Lloyd detecta ondas cerebrais no anti e imediatamente o alerta é acionado. Quando uma força de desembarque chega ao local onde Rhodan se encontra, eles encontram o anti morto. Cardif-Rhodan acredita que o assassinato de A-Thol foi um ato de autodefesa de sua parte.

Quando uma greve eclode em uma fábrica onde é feito o alitivo, o próprio Cardif-Rhodan perde completamente o interesse e é Bull que deve resolver o problema. Cardif-Rhodan parte de Peregrino a bordo da corveta D-109, levando Stana Nolinov e Brazo Alkher. No planeta, Cardif-Rhodan pede vinte e um ativadores celulares ajustados especificamente para a frequência biológica de seu portador. O imortal concorda com o pedido de Cardif-Rhodan. Cardif mantém uma para si, sem saber que o ser coletivo adaptou-o para a frequência biológica do verdadeiro Perry Rhodan. Os outros vinte estão trancados em um campo temporal que apenas Cardif-Rhodan poderá abrir.

A tripulação da IRONDUKE questiona os saltadores em Plutão e determinam a sua inocência. Eles também descobrem que o anti A-Thol carregava um hipertransmissor em seu ouvido e que Cardif-Rhodan o matou a sangue frio.

Ao deixar o planeta Peregrino, a corveta D-109 é capturada por uma espaçonave dos saltadores e é inspecionada. No entanto, Alkher ainda teve tempo suficiente para abrir fogo e danificar seu sistema de propulsão conseguindo ainda enviar um SOS antes de ser capturado.

Cardif-Rhodan é confrontado por Rhabol que exige os ativadores celulares, caso contrário ele revelará sua verdadeira identidade aos terranos. Nolinov e Alkher são capturados por robôs apesar de sua tentativa de fuga. Quando a IRONDUKE se aproxima, Cardif-Rhodan é forçado a entregar os ativadores para os antis. Em seguida, ele alcança a IRONDUKE com a D-109 e imediatamente ordena um ataque contra a espaçonave dos antis. No entanto, a BAA-LO (o nome da espaçonave dos antis e dos saltadores) consegue escapar.

Cardif-Rhodan acusa Nolinov e Alkher de traição, afirmando que foram eles que revelaram aos antis o curso da corveta. Ele exige que a Defesa Solar encontre novamente a BAA-LO.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir