PR0125 - O Salvador do Império

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PRBR 0125

Uma viagem ao passado agiu no presente!

Título Original: Retter des Imperiums

Autor: K. H. Scheer

Tradutor: Richard Paul Neto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 24/01/1964

Publicação no Brasil: 1978

Época: Fevereiro de 2106, 3917 aC.

Local da ação: Terra, Esfinge, Árcon III, SOTALA, IRONDUKE

Personagens principais: Atlan, Perry Rhodan, Auris de Las-Toór, Epetran, Allan D. Mercant, Nike Quinto, John Marshall

Resumo

Três meses depois de sua deposição pelo regente e sua substituição por Carba, Atlan retorna ao sistema Árcon a bordo da IRONDUKE. Depois que escondeu um transmissor dentro do cérebro gigantesco, ele fica pronto para usá-lo a fim de colocar uma bomba que irá destruir o Regente. No último momento, ele escapa da morte certa: os aconenses descobriram o transmissor e provocaram um curto-circuito nele. Mas os dilemas para os terranos permanecem e são numerosos. Os aconenses modificaram a programação do Regente e o cérebro está prestes a lançar uma grande ofensiva contra o Sistema Solar. Como resultado, Perry Rhodan considera ainda soltar uma bomba de Árcon no planeta do Regente, Árcon III.

Na Terra, os homens mais importantes do Império Solar encontram-se no escritório de Mercant incluindo Rhodan, Bull, Quinto e Freyt entre outros. Um plano novo e ousado foi formulado por Mercant e Quinto. Em 12 de fevereiro de 6023 anos atrás (portanto, pouco antes da conclusão final do campo defensivo do Regente em formato de favo de mel), o cruzador arcônida SOTALA enviou uma mensagem urgente ao Imperador Tutmor IV e foi destruído pouco depois. Os terranos da defesa galáctica construíram uma cópia idêntica desta espaçonave utilizando uma espécie de “máquina do tempo” aconense (uma dessas máquinas inclusive foi usada pelos aconenses no livro 105 de Perry Rhodan, a Frota Fantasma”) que considera voltar para o passado a fim de viajar para Árcon III e colocar uma bomba no coração do Regente antes de seu avançado campo defensivo ser ativado. A bomba será definida de modo que ela irá explodir 6023 anos depois. Reginald Bull é encarregado de ocupar os grandes esquadrões de naves robóticas que se tornarão inativos assim que o robô Regente seja destruído.

Rhodan faz uma visita oficial a Esfinge, o planeta natal dos aconenses. Na realidade, porém, os comandos especiais ajudados pelos mutantes trabalham nas sombras. Sendo seu objetivo tomar o último conversor do tempo existente e sequestrar os quatro cientistas aconenses capazes de usá-lo. A fim de roubar o conversor, eles invadem o museu onde levam junto com eles os quatro cientistas aconenses hipnotizados por Kitai Ishibashi, para depois viajar de volta no tempo cerca de 4000 anos atrás, mover a máquina a poucos quilômetros no lugar exato onde a IRONDUKE será posicionado no futuro e voltar para o tempo presente. Resta apenas carregar a máquina a bordo da IRONDUKE para fazer o trabalho e eles também tiveram sucesso em destruir o museu camuflando assim o roubo da máquina com muita habilidade.

Auris de Las Toor suspeita o que realmente aconteceu e embarca sem o conhecimento do seu povo a bordo da IRONDUKE objetivando a libertação de um dos cientistas que é também o seu tio. Na verdade, ela permite a Marshall saber de seus verdadeiros pensamentos (particularmente em relação a Perry Rhodan) e avisa os terranos que uma frota de naves robotizadas está a caminho de interceptá-los. Rhodan executa uma decolagem de emergência com a IRONDUKE juntando-se a SOTALA: a verdadeira missão está começando nesse momento.

10 de fevereiro de 2106 a 6023 anos atrás. Rhodan, Atlan, Marshall, Kalup, Quinto e uma grande parte do Exército de Mutantes encontram-se disfarçados como membros da tripulação arcônidas a bordo da SOTALA e estão ouvindo mensagens trocadas por esquadrões da frota de Tutmor IV a 6023 anos atrás. Sua espaçonave realmente agora se encontra no passado. Em dois dias a verdadeira SOTALA enviará sua mensagem antes de ser destruída três horas depois. Uma vez que este evento de fato aconteceu dois dias depois, no dia 12 de fevereiro, os terranos assumem o papel da SOTALA e aterrissam em Árcon III muito próximos do Regente, cuja construção está quase concluída: a primeira parte da missão é um sucesso e eles ainda têm dois dias para colocar a bomba.

Os mutantes partem para uma missão de reconhecimento, mas são incapazes de “hipnotizar” o grande cientista arcônida e o criador do robô Regente Epetran, e infelizmente este por sua vez, parece ter detectado sua presença apesar da camuflagem. Pouco depois, um estranho veículo vem “bisbilhotar” em torno da SOTALA antes de sair. Finalmente Epetran, interessado pela informação técnica que lhe foi enviada por Atlan sobre as unidades de propulsão e transições mais eficientes, convida Atlan e seus seguidores para uma reunião. Rhodan, Atlan e Marshall aceitam seu convite e se impressionam com o grande cientista. Após o seu regresso, os três têm a sensação de terem sido desmascarados. Marshall explica-lhes que na verdade, durante a reunião com Epetran, eles foram hipnotizados e seus conhecimentos sobre o futuro “absorvidos” por ele. Eles percebem que, em um período muito curto de tempo Epetran possuirá todo o conhecimento de seus planos e até mesmo da história da Humanidade.

Atlan e Rhodan saltam com Gucky e Ras Tschubai para o interior do Regente para colocar a bomba, mas parece-lhes um pouco fácil demais. Uma vez que eles colocam a bomba acabam sentindo uma dor atroz que dura alguns minutos: o campo temporal cessa e se encontram mais uma vez no gigantesco cérebro no dia 15 de fevereiro de 2106 com uma bomba que está programada para explodir em 17 minutos!

Uma luta encarniçada ocorre entre os quatro membros do Império Solar, os aconenses e os antis e numerosas explosões são ouvidas de dentro do regente. A mensagem telepática é captada por Gucky: um pequeno veículo automático surge em frente dos quatro que os levam para fora do computador em segurança. Epetran, depois de ter estudado minuciosamente suas memórias, concebeu um programa que provocou a autodestruição do Regente, assim que os quatro regressassem a seu tempo presente.

Do lado de fora Rhodan assiste à destruição das naves de combate aconenses presentes em Árcon III por esquadrões terranos e o desembarque das tropas do Império Solar. Infelizmente, a SOTALA acabou sendo destruída durante os combates e a último conversor de tempo é destruído. Ainda mais trágico para Rhodan é a morte de Auris de Las Toor neste processo. Rhodan não teve muita sorte com as mulheres até este ponto de sua história, sem dúvida.

Além disso, os terranos tomam imediatamente as 20.000 naves robotizadas assumindo o controle dos principais centros administrativos do império enquanto que Atlan reassume o cargo de imperador de Árcon após Carba morrer em combate. O destino dos dois povos - arcônidas e terranos - estão mais ligados do que nunca.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir Email

Você não tem permissão para comentar. Faça seu login no site ou se registre, caso não tenha um login no site.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.