PRNeo0098 - O Sacrifício de Crest

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

c neo98

Para acabar com a espiral de violência — um sacrifício

Título Original: Crests Opfergang

Autor: Rüdiger Schäfer

Tradutor: Marcel Vilela de Lima

Artista da capa alemã: Dirk Schulz / Horst Gotta

Publicação na Alemanha: 19/06/2015

Publicação no Brasil: Maio de 2018

Época: 22 e 23 de Janeiro do ano de 2038

Local da ação: Terra

Resumo

Ainda Zelador do Grande Império para o Protetorado Larsaf III, Satrak está em fuga. A arcônida Thora da Zoltral e o halutense Fancan Teik o salvaram de uma tentativa de assassinato por parte de seu chefe militar, o reekha Chetzkel. Agora, o gigante de quatro braços Teik cava um caminho através dos túneis do metrô de Dortmund. Em um estacionamento subterrâneo, um local de encontro secreto da organização rebelde Free Earth, os três encontram dois homens maltratados. Quando o Zelador descobre que são os mutantes Wuriu Sengu e Olf Stagge, ele não pode acreditar. Mas sua visão de mundo é alterada quando ele descobre que Sengu, como retardador, pode diminuir a passagem do tempo ao seu redor, e que Stagge, como teleportador, pode se deslocar sem perda de tempo pelo espaço. Ele conhece os rumores sobre os paradotados, mas até então não acreditava em sua existência. Satrak está dolorosamente consciente de que seu destino está relacionado com o grupo rebelde. Ele faz uma oferta. Eles podem levar o gravemente ferido Sengu para um de seus pontos de apoio secretos. Que ele tinha mandado a IA Aito preparar tendo em vista as possíveis dificuldades que Chetzkel poderia preparar para ele e os humanos. Um depósito está localizado no meio da área de segurança que a frota criou ao redor da Arena Ruhr. Chegar à superfície é impossível; por isso é novamente Fancan Teik quem novamente salva a situação com sua enorme força. Ele escava um túnel até o depósito e rapidamente come parte dos rejeitos, transformados em energia em seu estômago conversor. Neste meio tempo, o membro da resistência Orome Tschato, o eruchino Asir Keithea e o mutante Josué Moncadas juntaram-se ao grupo. No bem equipado depósito, Wuriu Sengu é tratado por uma unidade médica. Thora e os outros se informam sobre a situação nos holos de notícias. Eles presenciam um discurso do Zelador interino Chetzkel, no qual ele anuncia retaliações devido ao sequestro de Satrak e à morte de arcônidas. Mas Thora sofre um golpe ao ver uma nave esférica viajando pelo Atlântico em direção a Dortmund. Ela reconhece imediatamente a IQUESKEL. A nave repetidamente envia uma mensagem pública para Chetzkel. Ela percebe imediatamente que se trata de uma oferta de seu pai adotivo Crest da Zoltral. Com sua oferta ao reekha, ele quer dar uma chance para os humanos e, talvez, até resgatar sua filha adotiva, mesmo que isso lhe custe a vida. Ela retém as lágrimas com dificuldade, antes de determinar a nova direção da marcha. Satrak fica surpreso com a obediência incondicional dos humanos, normalmente tão rebeldes, à arcônida. De repente, a configuração básica da sua positrônica Aito se manifesta em sua retina. Ela criou uma cópia descentralizada de si e está disponível para o Zelador sempre que necessário. Ela imediatamente envia más notícias. O halutense emite um sinal 5-D que o pessoal de Chetzkel poderia seguir. Quando conta isso, Satrak levanta a suspeita de que deseja quebrar o grupo. Mas Fancan o livra desta suspeita. O sinal de localização é enviado para Asskor Tavirr, que sempre quis saber onde se encontrava o Guardião do Mundo Oculto. Ele se separa de Thora, Satrak e os outros e abre caminho para a superfície. Isso causa uma caçada selvagem ao halutense e aos rebeldes, que querem alcançar a IQUESKEL. Para vencer a força primitiva de Teik, o próprio Chetzkel não impede o uso de armas pesadas. De repente Thora retira seu pai adotivo do meio do campo de batalha e consegue salvar Crest, que está perto da morte, protegendo-o com seu próprio campo defensivo. Bem a tempo, porque os canhões térmicos de uma corveta abrem lacunas nas fileiras de arcônidas e humanos. A IQUESKEL aparece e leva Thora e Crest com raios tratores para bordo, enquanto o halutense chama atenção para si mesmo. Pouco tempo depois, eles estão fugindo.

Chetzkel, reekha da 312ª Patrulha de Fronteira Avançada e comandante-chefe da frota do Protetorado Larsaf se tornou Zelador interino. Ele mandou erigir uma zona de segurança de 5 quilômetros ao redor da Arena Ruhr. Lá ele quer reunir novamente os combatentes da Free Earth e os prisioneiros de guerra fugidos. Com um discurso para a frota, ele fortalece sua moral. Mas esse discurso é dirigido muito mais para os humanos. Ele faz com que estes percebam o que devem esperar se não se submeterem a ele. Posteriormente, ele manda um comando especial para libertar Asech Kelange da prisão de alta segurança em Hazelton / West Virginia. O próprio Chetzkel participa da caçada à resistência. Um chamado de Jemmico, Coordenador para a Segurança da União Terrana e enviado da imperatriz Emthon V, lembra à serpente que ele não é de modo algum o governante absoluto da Terra. O celista, que pede moderação, ainda está a caminho. Ainda enquanto a campanha de limpeza está em andamento, Sabur o médico-chefe da AGEDEN chega a Mirktron e relata a Chetzkel suas descobertas sobre o estranho gigante que interveio no processo de julgamento ao lado de humanos, ferrônios e naats. Posteriormente, ele tinha fugido, com a antiga comandante da AETRON e o Zelador, para os subterrâneos da cidade. Além da resistência extrema desse ser biológico, Sabur descobriu algo ainda mais interessante. Ele transmite um sinal 5-D em determinados intervalos. Chetzkel capta a chance de que isso possa levá-lo aos seus companheiros. Quando ele quer continuar a caçada, intervém um famoso cientista do Império, Crest da Zoltral. Por meio de uma oferta feita em todos os canais de distribuição, Crest oferece ao Zelador em exercício informações que podem ser vitais para a imperatriz e talvez até para o Grande Império. Da Zoltral solicita uma reunião. Por outro lado, é relatada a chegada de uma frota imperial, aparentemente trazendo as peças anunciadas por Jemmico. Mas isso não importa nada para o reekha. Ele ordena que a comandante do comboio, Ajashu da Etasis, assuma posição de espera em órbita de Marte, pois ele conta com um ataque da nave esférica de 850 metros que destroçou o couraçado ISS’ANGET. Mas antes de tudo, o chefe militar quer se dedicar a Crest da Zoltral, mesmo que sua oferta não seja muito útil para ele. Para estar no lado seguro de uma posterior investigação de suas ações, o reekha aceita. Ele se defronta com um homem doente, à beira da morte, que aparentemente fala coisas confusas. É ainda mais surpreendente que ele tenha algo importante. A Justiça do Imperador original, a arma dos imperadores, está de posse dele. A chance de obtê-la e de colocá-la aos pés de Emthon V é muito tentadora. Ele está a ponto de pegá-la quando o gigante de quatro braços explode para fora do solo, desencadeando uma escaramuça selvagem. Há soldados por todo lado, espreitando o gigante e os rebeldes. Então Chetzkel mostra as cartas, mas perde. Ele manda o canhão polar de uma corveta disparar sobre amigos e inimigos. A IQUESKEL resgata os dois da Gonozal e foge graças à sua maior manobrabilidade e velocidade. Seu último trunfo, o estranho visitante, é recolhido por uma nave de rocha saída do nada. Em seu hangar aberto, está Reginald Bull, junto com uma múmia de um só braço, que difere apenas pela cor da pele daquelas que ele encontrou em Disnomia.

Crest da Zoltral está em péssimo estado. Desde que ele tirou o ativador celular, sua decadência física progrediu consideravelmente. O fato de ter brincado brevemente com a ideia de deixar de lado os humanos, em suas horas difíceis, só piorou a situação. Então ele reúne suas últimas forças e quer dar à Humanidade uma última chance contra a sede de poder e vingança do reekha Chetzkel. Ele não pode contar seu plano para seu sentido extra ou para seus agora bons amigos, a meio arcônida Quiniu Soptor e os dois guias Che’Den e En’Imh. A Justiça do Imperador, o emblema dos imperadores arcônidas, será sua espada. Crest recebeu o original como presente do fantan Set-Yandar. O cientista quer oferecê-la para o Zelador em exercício, que não pode rejeitá-la. Mas o presente foi envenenado. Quando a IQUESKEL sai do vulcão Ponta do Pico na ilha Pico dos Açores, ele envia uma mensagem para Chetzkel por todos os canais. Este concorda com uma reunião. Nas instalações da estação central de trem de Dortmund, se defrontam os dois arcônidas tão diferentes. Na tentativa desesperada de convencer o reekha pela diplomacia, o Derengar mal consegue ficar de pé. Ele então apresenta a arma de agulhas Jiku-77 ao reekha. A perspectiva é tão tentadora para o comandante da frota que ele deixa de lado sua desconfiança e apanha a arma envenenada, mas irrompe um inferno. Surge entre os dois o halutense que Crest conheceu por meio da transmissão de vídeo de Thora. Chetzkel se esquiva. Crest não tem mais forças e perde sua preciosidade envenenada. Com dificuldade, ele se afasta do campo. Quando as forças finalmente o deixam, sua filha adotiva parece sair do nada. Ela não se preocupa com seus protestos de finalmente deixá-lo morrer. As chances de alcançar a IQUESKEL são ruins, mas o emprego dos canhões térmicos de uma corveta contra o halutense geram um caos que permitem que Quiniu Soptor, Che’Den e En’Imh resgatem Thora e Crest com raios tratores e, então, com a ajuda da superioridade técnica de sua nave esférica consigam se mandar.

Perry Rhodan e seus companheiros John Marshall, Sid González, Sue Mirafiore, Betty Toufry, Gucky, Ras Tschubai, Leyle, Charron da Gonozal e Denurion escaparam do inferno em Derogwanien. A ENGARAS os levou até o sistema de encontro da frota terrana. Então Rhodan é confrontado por Marcus Everson na VEAST’ARK com as vítimas do ataque de Chetzkel à Nova Terra. Em torno do couraçado estão as espaçonaves restantes da dizimada frota da Terra. Elas estão cheias de ferrônios, naats e humanos que puderam ser evacuados a tempo. Os pensamentos sombrios de Everson, que Rhodan quer conduzir com seu idealismo, são interrompidos por um alarme. A IQUESKEL para diante da VEAST’ARK. Quando a holocomunicação mostra o rosto de Thora, Rhodan perde a tensão que não o deixava desde a partida apressada no dia de Natal. Naquele momento, ele teve de deixar Thora no meio de uma batalha com a guarda do palácio de Satrak. A arcônida traz más notícias da Terra.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir