PR1510 – Um Passageiro Clandestino

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

c1510

O grande golpe do pequeno patife – ocorrência em três planetas

Título Original: Ein blinder Passagier

Autor: Clark Darlton

Tradutor: Marcel Vilela de Lima

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 30/07/1990

Publicação no Brasil: Fevereiro de 2018

Época: Março do ano de 1170 NCG

Local da ação: Nallus, Kembayan, Pultaf

Personagens principais: Alaska Saedelaere, Ernst Ellert, Testare, Abu Kasanski, Malaudi, Perkudi, Bretz, Zaffim

Resumo

Em março de 1170 NCG, Alaska Saedelaere, Ernst Ellert e Testare estão encalhados no planeta Nallus no Northside da Via Láctea. No caminho para Kembayan, eles pegam lá uma coca da Liga Hanseática e então analisam um caminho que os leve ao seu destino. Na estação barcônida, eles esperam poder descobrir porque Ellert e Testare ainda não recuperam as forças. Depois eles pretendem efetuar outra tentativa de convencer um nakk a levá-los para o buraco negro Paura.

Mas caminho é bem difícil, pois Kembayan não é um lugar que é servido regularmente. Então eles decidem adquirir sua própria espaçonave. Para tanto, decidem pedir a ajuda do mercador Abu Kasanski, mas sem grandes esperanças. Enquanto este estende seus tentáculos, os três continuam com seus próprios esforços e se encontram com o pultafiano Malaudi. Este alega ter tido contato prévio com os nakks e conhecer as Crônicas de Amringhar. Ele explica ter uma espaçonave pronta e convida os três para bordo. Mas sua impetuosidade excessiva torna desconfiados os buscadores de AQUILO, que deixam absolutamente claro que não estão interessados em negociar com ele.

No dia seguinte, Abu Kasanski informa Ellert que o proprietário de uma nave esférica de 100 metros totalmente remodelada está interessado em vendê-la. Quando Alaska Saedelaere ouve o preço de três milhões de galax durante as negociações subsequentes, concorda imediatamente e os três iniciam os preparativos para continuar a viagem. Malaudi toma conhecimento disso e usa seu contato com o gerente de manutenção Jambus, que o ajuda a subir como clandestino a bordo da nave, que é batizada por seus novos donos com o nome QUEBRADA.

O primeiro objetivo da viagem é alcançado pelos companheiros sem incidentes. Mas em Kembayan rapidamente chegam as desilusões, pois não é possível encontrar a estação barcônida. O local onde o acesso às instalações subterrâneas deveria estar localizado é uma formação rochosa fechada; mesmo usando um rastreador de massa, a estação não pode ser localizada. Quando eles “tropeçam” em uma tabuleta de pedra depositada por Malaudi na superfície do planeta, surge para os amigos um novo destino. Este é fornecido por um texto que os três acreditam indicar a existência de mais pista em Pultaf. Acreditando que o produtor da mensagem seja Bárcon1, os companheiros partem para a Grande Nuvem de Magalhães.

No caminho, Testare se surpreende com a baixa nos suprimentos, mas a princípio não pensam fazer alguma coisa. Somente quando um sensor de calor na central de artilharia dá alarme, os três acreditam ter um clandestino a bordo. Mas, até o pouso em Pultaf, eles não conseguem localizá-lo. Na capital do planeta, Alaska, Ellert e Testare se hospedam em um hotel e planejam os próximos passos. Enquanto Testare permanece na cidade, procurando pistas sobre o paradeiro de Bárcon, Alaska e Ellert visitam as áreas povoadas do planeta.

Enquanto isso, Malaudi deixa a QUEBRADA e faz contato com seu antigo comparsa Kumpan Bretz. Quando este toma conhecimento das Crônicas e da promessa de riquezas, decide apoiá-lo em seus planos. Antes que os buscadores de AQUILO partam novamente, ele emprega uma manobra de dispersão que permite seu embarque na nave esférica. Com isso, Alaska e seus companheiros são obrigados a concordar com a necessidade de Malaudi de embarcar. Para surpresa deles, presenciam o contato do pultafiano com o nakk Udivar, o qual concorda em levá-los em sua nave-tridente para o buraco negro Paura. Mas em contrapartida exige algo aparentemente impossível de ser atendido. Para atender a essa demanda, a QUEBRADA parte para Luinad.

1Trata-se de um personagem, não do planeta de mesmo nome

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir Email

Você não tem permissão para comentar. Faça seu login no site ou se registre, caso não tenha um login no site.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.