PR1931 - Crepúsculo dos Sonhos

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PR1931

A crônica de Guu'Nevever – um físico constrói o tronizator.”

Título Original: Traumdämmerung

Autor: Ernst Vlcek

Tradutor:

Artista da capa alemã: Alfred Kelsner

Publicação na Alemanha: 25/08/1998

Publicação no Brasil:

Época: Maio a Junho de 1290 NCG

Local da ação: Puydor, Sistema Makkal

Personagens principais: Gucky, Pezzo-Orr, Vago Intaren, Garmor Kasistan, Icho Tolot, Julian Tifflor

Resumo

Gucky, Icho Tolot e Julian Tifflor tinham escapado por um triz com sua nave do ataque de Jii'Nevever. O planeta Na'Call foi conquistado pela Sonhadora e teve que ser deixado para trás. Como último recurso, os três imortais resolvem retornar à nave de gerações Intura-Tar para conseguir mais informações valiosas sobre o passado de Guu'Nevever e talvez sobre a arma com que os varmires certa vez derrotaram o irmão de Jii'Nevever.

Quando a nave dos imortais chega ao sistema Makkal, a Intura-Tar está deixando o sistema bem naquele instante. Pouco antes da nave de gerações penetrar no hiperespaço, ela tem que abaixar os escudos pentadimensionais. Esse é o momento para Gucky. Junto com Icho Tolot e Julian Tifflor, o rato-castor salta para bordo da Intura-Tar, que logo em seguida deixa o sistema Makkal. Os três imortais começam imediatamente a fazer um reconhecimento da gigantesca nave e logo encontram o rawwe Pezzo-Orr.

Pezzo-Orr, que tem o título de “Guardião Supremo de Yamma”, de início pensa que Gucky é um espírito por causa de sua aparição súbita, porém logo percebe que o rato-castor é uma criatura bem real. Quando Icho Tolot e Julian Tifflor aparecem, Pezzo-Or fica tão intimidado com a visão do halutense que concede de livre vontade aos três imortais acesso a uma positrônica especial da nave. O objetivo dos imortais é obter informações sobre o passado da nave e o paradeiro de Guu'Nevever...

No passado: a Intura-Tar é apenas mais uma das naves de gerações dos rawwes. Guu'Nevever considera a nave como sua base de operações e usa-a para todas as operações no espaço de Puydor. Na popa da nave há uma área delimitada, equipada com grande quantidade de trônio-azinte, na qual Guu'Nevever passa a maior parte do tempo. Uma de suas missões leva Guu'Nevever até os gojomeranos. Os gojomeranos são um povo promissor, que possivelmente virá a ocupar o lugar dos nevevers num futuro distante. Como Guu'Nevever sabe que o chamado dos Altos Poderes alcançará a ele e a sua irmã um dia, ele promove o desenvolvimento dos gojomeranos de acordo com isso. A preferência pelos gojomeranos não tinha passado despercebida aos varmires, inimigos ferrenhos de Guu'Nevever. Portanto é de esperar que os varmires escolham os gojomeranos como alvo em potencial para seus ataques. Quando Guu'Nevever voa para o sistema dos gojomeranos após uma mensagem de alarme, já é tarde demais. Milhares de naves-cruzes dos varmires já tinham atacado os planetas do sistema e destruído as cidades e a infraestrutura.

Quando Guu'Nevever tenta interromper a batalha com seus impulsos de sonhos, seus esforços não surtem efeito. Os varmires não dão meia-volta, mas sim mantém a nave de gerações sob fogo cerrado. Com isso, toda a popa da grande nave é destruída, exatamente na área em que Guu'Nevever costumava ficar. Quando o comandante da Intura-Tar rende-se às forças dos varmires, a nave é abordada e os rawwes que vivem a bordo dela são aprisionados. Pouco antes do comandante da Intura-Tar ser executado pelos agressores, o rawwe fica sabendo como Guu'Nevever foi vencido pelos varmires. Os atacantes tinham simplesmente enviado para a batalha naves robotizadas. Dessa maneira, Guu'Nevever não pôde fazer nada com seus impulsos de sonhos...

Quando Gucky, Icho Tolot e Julian Tifflor requisitam mais informações, eles obtém uma outra pista sobre a existência de uma arma contra os Sonhadores. Os varmires tinham construído um certo “tronizator”, um instrumento que podia carregar o trônio-azinte e dessa forma torná-lo uma armadilha para os Sonhadores. Ao serem apanhados num desses blocos modificados de trônio-azinte, os Sonhadores não conseguiam mais escapar.

Quando os três imortais pesquisam mais dados da positrônica especial, eles descobrem toda a verdade. Guu'Nevever não tinha sido morto pela explosão da popa da Intura-Tar, mas sim escapado por uma ponte de trônio-azinte até o planeta dos gojomeranos. No planeta havia um estoque de trônio-azinte que tornara possível a fuga. Porém, os varmires tinham contado com essa reação e tinham carregado o trônio-azinte com o tronizator. Quando Guu'Nevever percebe seu engano, já é tarde demais. O Sonhador cai na armadilha. Com suas últimas forças, ele envia um impulso a Jii'Nevever que é interpretado erroneamente pela Sonhadora como um impulso de morte.

Gucky, Icho Tolot e Julian Tifflor não conseguem encontrar mais pistas que possam dar informações sobre o paradeiro de Guu'Nevever. Os três imortais começam a suspeitar porém que a Intura-Tar e o culto a Yammamihu tenham uma ligação mais estreita com o Sonhador perdido do que eles suspeitaram de início. Gucky, Icho Tolot e Julian Tifflor resolvem então participar do vôo da Intura-Tar rumo ao “centro do universo”.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir