PR0069 – A Morte Espera no Semiespaço

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PRBR 0069

"A incalculável aventura no espaço intermediário."

Título Original: Im Halbraum lauert der Tod

Autor: Kurt Mahr

Tradutor: S. Pereira Magalhães

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 28/12/1962

Publicação no Brasil: 1977

Época: 2042

Local da ação: Planeta Peregrino

Personagens principais: Perry Rhodan, Reginald Bull, Atlan, Nathan, Ras Tschubai, Mike Tompetch, AQUILO, Llandrindod

Visão Geral

Resumo

A DRUSUS chega ao local onde o planeta Peregrino deveria estar, mas não encontram nada. O detector estrutural reage como se um objeto estivesse constantemente tentando sair do hiperespaço e o tenente Rous tenta em vão passar para o outro universo com a ajuda do gerador de espaço-tempo. Ras Tschubai então tenta se teletransportar enquanto visualiza o planeta Peregrino, mas acaba se rematerializando dentro do compensador estrutural e consegue, em um terrível esforço, usar seu emissor para alertar Rhodan da sua terrível situação. No entanto, devido ao processo de alcançar seu emissor, ele acaba quebrando o braço direito.

Atlan propõe a existência de uma dimensão intermediária entre o espaço einsteiniano e o hiperespaço: ele chama de ‘semiespaço’. O ser do planeta Solitude chamado Nathan é o encarregado dessa arriscada tarefa. Sua mente deixa seu corpo e atinge a superfície de Peregrino. Nathan finalmente consegue entrar em contato com o Imortal, mas ele não consegue mais sair de Peregrino. Atlan calcula que parte do planeta Peregrino consegue voltar regularmente para o espaço normal. Bull e o tenente Tompetch usam a gazela G-203 e alcançam desta forma o planeta Peregrino. Eles são forçados a pousar e descobrem que estão a seis mil quilômetros do fisiotron (dispositivo que ativa a ducha celular) percebendo rapidamente que seus corpos continuam obedecendo às leis do espaço normal e para eles, o planeta Peregrino diminui à medida que este gira em torno de seu eixo hipergeométrico. A gazela de repente se quebra, as suas reservas de energia se esgotam e eles são forçados a continuar sua missão a pé. Seu progresso é encorajado pela distorção constante do planeta.

No mesmo momento em que Bull e o tenente Tompetch desembarcam em Peregrino, outra gazela é enviada para o mesmo planeta com a ajuda do transmissor fictício. A operação tem sucesso e esta gazela, com Rhodan a bordo, não sofre nenhuma distorção. No entanto, a gazela quebra devido à falta de energia. Ao desembarcarem, um cavaleiro medieval os recepciona e Atlan o reconhece como Llandrindod, um velho amigo seu. Depois, Rhodan e sua tripulação enxergam formas gigantescas que são logo identificados como Bull e Tompetch. O planeta Peregrino continua sua rotação sobre seu eixo e a distorção se inverte. Voltando ao tamanho normal, Bull ativa o gerador que permite a gazela de Rhodan percorrer a distância que falta para chegar ao fisiotron. Em primeiro de maio, Rhodan entra no fisiotron, logo seguido por Bull. A energia trazida pelas duas gazelas permite ao planeta Peregrino voltar completamente para o espaço normal.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir Email

Você não tem permissão para comentar. Faça seu login no site ou se registre, caso não tenha um login no site.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.