PR1910 - Perdidos em Thorrim

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PR1910

"Cidadãos de Terrânia – sob as estrelas de uma galáxia estranha."

Título Original: Gestrandet auf Thorrim

Autor: Arndt Ellmer

Tradutor: 

Artista da capa alemã: Oliver Johanndrees

Publicação na Alemanha: 31/03/1998

Publicação no Brasil:

Época: Outubro de 1290 NCG

Local da ação: DaGlausch, Thorrtimer

Personagens principais: Jar Makromeer, Corn Markée, Alaska Saedelaere, Gia de Moleon, Bortusch

Curiosidades: 

Visão Geral

Resumo

Retrospectiva: 4 de outubro 1289 NCG, Planeta Thorrim. “Os dscherros estão chegando!” Um reconhecimento que inquieta muitos thorrimers. Quando em outubro do ano 1289 a tribo dos dscherros sob a liderança do Taka Poulones pousa com o castelo GOUSHARAN no planeta dos thorrimer, os dscherros começam imediatamente com seus temidos saques. Eles roubam todos os aparelhos técnicos dos pacíficos thorrimers e os levam para o seu castelo.

Mesmo acontecendo abusos contra a população civil, o comportamento dos thorrimers faz murchar a vontade dos dscherros e diminui as agressões dos cornudos. Assim os thorrimers só sofrem poucas baixas nos primeiros dias. Grandes partes da população de Thorrim se retiraram para as cavernas nos subsolos do seu povo pouco antes a chegada dos dscherro, e os dscherros não encontram nenhum acesso para essas cavernas.

Mesmo o rei dos thorrimers, Corn Markee, foge e investe o prefeito Jar Makromeer para assumir as tarefas da administração. Makromeer trata a invasão dos dscherros nesta situação com muito jeito e impede o pior. Antes da evolução desta situação, ele entregua aos dscherros todo o “patrimônio” reclamado e evita assim uma catástrofe no planeta dos thorrimers.

A situação se agrava quando um gigantesco objeto aparece em Thorrim e inicia atividades misteriosas. O que os dscherros chamam de “Baluarte Heliotiano”, tem efeito ameaçador para os thorrimers. Quando o Baluarte Heliotiano parece ficar sem controle, todas as naves dos dscherros partem do planeta e circulam o Baluarte. Os dscherros acreditam que se trate de uma traição dos “sem corno”, que são idênticos a SHABAZZA. SHABAZZA mostrou aos dscherros o caminho para o sistema thorrtimer e prometeu ao Taka Poulones riquezas ímpares no seu saque.

Quando o Baluarte começa a escanear a superfície do planeta sem controle, os dscherros chamam todos os veículos de volta para o castelo. Apenas Bortusch, o líder de um pequeno grupo de guerreiros fica com a sua schourcht. Várias coisas acontecem em paralelo. Ao redor do castelo dos dscherros se forma uma barreira FaD e transmite GOUSHARAN para a Terra, então explode o Baluarte Heliotiano.

As naves dos dscherros que cercavam o Baluarte são enviadas à deterioração através da explosão. Em vez de GOUSHARAN, encontra-se agora uma barreira FaD na paisagem e Bortusch percebe que o seu grupo representa o último contingente dos dscherros em Thorrim. Dentro da barreira FaD encontra-se Alashan, um bairro de TerrâniaTerrâniaDefinição: Capital da Terra. Situada às margens do lago salgado de Goshun, no deserto de Gobi, a cidade foi construída em torno da então base da Terceira Potência, no local onde Perry Rhodan pousou com a nave americana Stardust após seu histórico voo lunar. Suas construções não foram realizadas ao acaso,"os edifícios e as ruas foram surgindo em conformidade com planos previamente traçados. No ano 3430, depois do ataque dos ulebs no ano 2437, já havia surgido uma nova Terrânia, mais concentrada, mais pragmática, maior — e muito mais bela....
que foi transferido violentamente para esse lugar. Uma grande área ao redor da Torre do TLD se encontra agora, para a confusão da população terrana, num planeta estranho. Gia de Moleon começa imediatamente a reduzir o caos e organizar o bairro transferido.

Também foram transferidos para Thorrim, Alaska SaedelaereAlaska SaedelaereDefinição: Terrano nascido no ano 3400, portador de máscara, conhecido como o lesado por transmissor. Tem quase dois metros de altura e é muito magro. Sua maneira de falar é aos solavancos. Em 3428, ele entrou em um transmissor de matéria, mas só chegou ao seu destino quatro horas depois; durante a dissolução total, aconteceu uma reorganização da estrutura celular atômica do seu corpo, devido a acontecimentos desconhecidos. Técnicos que na ocasião estiveram no pavilhão do transmissor foram acometidos de loucura logo depois de olhar para o rosto de Saedelaere e mais tarde morreram. Depois disso, Alaska passou a usar uma máscara chata de plástico, na qual há, como aberturas, apenas duas fendas para os olhos e uma para a boca. A explicação para o fenômeno só veio com a chegada dos cappins. Alaska tinha se fundido com uma parte de um ser daquela raça durante o uso do transmissor. No ano 3431, ele recebeu a patente de major da Segurança Solar. Em 3440, foi incorporado ao Novo Exército de Mutantes, pois possui a capacidade de rastreador cappin. Em 3443, um cyno chamado Schmitt lhe deu o misterioso Traje da Destruição. Em abril de 3444, ficou encarregado por Ribald Corello. De março a abril de 3457, participou do voo de controle para Maahkora, Estação Lookout e Mundo dos Cem Sóis. Em 3459, fez uso do Traje da Destruição na estação PP-III para destruir os esporos-cruum. Em 3531, Perry Rhodan entregou-lhe o ativador celular que fora de Betty Toufry, e, com esse gesto, elevou-o ao nível dos seres relativamente imortais. Em 3540, ele foi um dos exilado pelo regime afílico da Terra e tornou-se tripulante da SOL. Em abril de 3581, chegou a Derogwanien através do buraco negro artificial criado pelos Especialistas da Noite a bordo da SOL. Ali se encontrou com Callibso e entregou-lhe o Traje da Destruição. Em dezembro de 3581, Alaska resolveu atravessar a fonte do tempo em Derogwanien e chegou à Terra, que estava praticamente despovoada. Em março de 3582, fundou a Patrulha da Terra em Terrânia. Em julho de 3583, finalmente se reencontrou com Rhodan a bordo da SOL....
e o ArcônidaArcônidaDefinição: Habitante do sistema Árcon, localizado a 34.000 anos-luz do Sistema Solar. Os arcônidas têm a mesma origem genética dos terranos e por milhares de anos dominaram uma gigantesca porção da Via Láctea com seu Grande Império. Eles têm cerca de dois metros de altura, cabelos brancos, testa alta e olhos vermelho-dourados....
Benjameen de Jacinta. Quando os dois partem para sua primeira tentativa de sondagem, o veículo deles é derrubado por Bortusch. Alaska SaedelaereAlaska SaedelaereDefinição: Terrano nascido no ano 3400, portador de máscara, conhecido como o lesado por transmissor. Tem quase dois metros de altura e é muito magro. Sua maneira de falar é aos solavancos. Em 3428, ele entrou em um transmissor de matéria, mas só chegou ao seu destino quatro horas depois; durante a dissolução total, aconteceu uma reorganização da estrutura celular atômica do seu corpo, devido a acontecimentos desconhecidos. Técnicos que na ocasião estiveram no pavilhão do transmissor foram acometidos de loucura logo depois de olhar para o rosto de Saedelaere e mais tarde morreram. Depois disso, Alaska passou a usar uma máscara chata de plástico, na qual há, como aberturas, apenas duas fendas para os olhos e uma para a boca. A explicação para o fenômeno só veio com a chegada dos cappins. Alaska tinha se fundido com uma parte de um ser daquela raça durante o uso do transmissor. No ano 3431, ele recebeu a patente de major da Segurança Solar. Em 3440, foi incorporado ao Novo Exército de Mutantes, pois possui a capacidade de rastreador cappin. Em 3443, um cyno chamado Schmitt lhe deu o misterioso Traje da Destruição. Em abril de 3444, ficou encarregado por Ribald Corello. De março a abril de 3457, participou do voo de controle para Maahkora, Estação Lookout e Mundo dos Cem Sóis. Em 3459, fez uso do Traje da Destruição na estação PP-III para destruir os esporos-cruum. Em 3531, Perry Rhodan entregou-lhe o ativador celular que fora de Betty Toufry, e, com esse gesto, elevou-o ao nível dos seres relativamente imortais. Em 3540, ele foi um dos exilado pelo regime afílico da Terra e tornou-se tripulante da SOL. Em abril de 3581, chegou a Derogwanien através do buraco negro artificial criado pelos Especialistas da Noite a bordo da SOL. Ali se encontrou com Callibso e entregou-lhe o Traje da Destruição. Em dezembro de 3581, Alaska resolveu atravessar a fonte do tempo em Derogwanien e chegou à Terra, que estava praticamente despovoada. Em março de 3582, fundou a Patrulha da Terra em Terrânia. Em julho de 3583, finalmente se reencontrou com Rhodan a bordo da SOL....
e Bejameen ficam sob o domínio dos raivosos dscherros e são sequestrados.

Quando Gia de Moleon parte com os 20 space-jets disponíveis da Torre do TLD para procurar Alaska SaedelaereAlaska SaedelaereDefinição: Terrano nascido no ano 3400, portador de máscara, conhecido como o lesado por transmissor. Tem quase dois metros de altura e é muito magro. Sua maneira de falar é aos solavancos. Em 3428, ele entrou em um transmissor de matéria, mas só chegou ao seu destino quatro horas depois; durante a dissolução total, aconteceu uma reorganização da estrutura celular atômica do seu corpo, devido a acontecimentos desconhecidos. Técnicos que na ocasião estiveram no pavilhão do transmissor foram acometidos de loucura logo depois de olhar para o rosto de Saedelaere e mais tarde morreram. Depois disso, Alaska passou a usar uma máscara chata de plástico, na qual há, como aberturas, apenas duas fendas para os olhos e uma para a boca. A explicação para o fenômeno só veio com a chegada dos cappins. Alaska tinha se fundido com uma parte de um ser daquela raça durante o uso do transmissor. No ano 3431, ele recebeu a patente de major da Segurança Solar. Em 3440, foi incorporado ao Novo Exército de Mutantes, pois possui a capacidade de rastreador cappin. Em 3443, um cyno chamado Schmitt lhe deu o misterioso Traje da Destruição. Em abril de 3444, ficou encarregado por Ribald Corello. De março a abril de 3457, participou do voo de controle para Maahkora, Estação Lookout e Mundo dos Cem Sóis. Em 3459, fez uso do Traje da Destruição na estação PP-III para destruir os esporos-cruum. Em 3531, Perry Rhodan entregou-lhe o ativador celular que fora de Betty Toufry, e, com esse gesto, elevou-o ao nível dos seres relativamente imortais. Em 3540, ele foi um dos exilado pelo regime afílico da Terra e tornou-se tripulante da SOL. Em abril de 3581, chegou a Derogwanien através do buraco negro artificial criado pelos Especialistas da Noite a bordo da SOL. Ali se encontrou com Callibso e entregou-lhe o Traje da Destruição. Em dezembro de 3581, Alaska resolveu atravessar a fonte do tempo em Derogwanien e chegou à Terra, que estava praticamente despovoada. Em março de 3582, fundou a Patrulha da Terra em Terrânia. Em julho de 3583, finalmente se reencontrou com Rhodan a bordo da SOL....
e o ArcônidaArcônidaDefinição: Habitante do sistema Árcon, localizado a 34.000 anos-luz do Sistema Solar. Os arcônidas têm a mesma origem genética dos terranos e por milhares de anos dominaram uma gigantesca porção da Via Láctea com seu Grande Império. Eles têm cerca de dois metros de altura, cabelos brancos, testa alta e olhos vermelho-dourados....
, acontece logo após a descoberta do veículo derrubado, o primeiro contato com os thorrimers. Gestos, idiomas e a aparência diferente levam no início à irritações e mal-entendidos, mas podem ser resolvidos pela ajuda dos tradutores. Para os terranos é muito difícil entender como uma população de 23 milhões de thorrimers, que vivem só no capital Zortengaam, tem medo de cinco dscherros. Gia de Moleon reconhece que a respeito dos dscherros ela não pode contar com os thorrimers.

Neste meio tempo Alaska SaedelaereAlaska SaedelaereDefinição: Terrano nascido no ano 3400, portador de máscara, conhecido como o lesado por transmissor. Tem quase dois metros de altura e é muito magro. Sua maneira de falar é aos solavancos. Em 3428, ele entrou em um transmissor de matéria, mas só chegou ao seu destino quatro horas depois; durante a dissolução total, aconteceu uma reorganização da estrutura celular atômica do seu corpo, devido a acontecimentos desconhecidos. Técnicos que na ocasião estiveram no pavilhão do transmissor foram acometidos de loucura logo depois de olhar para o rosto de Saedelaere e mais tarde morreram. Depois disso, Alaska passou a usar uma máscara chata de plástico, na qual há, como aberturas, apenas duas fendas para os olhos e uma para a boca. A explicação para o fenômeno só veio com a chegada dos cappins. Alaska tinha se fundido com uma parte de um ser daquela raça durante o uso do transmissor. No ano 3431, ele recebeu a patente de major da Segurança Solar. Em 3440, foi incorporado ao Novo Exército de Mutantes, pois possui a capacidade de rastreador cappin. Em 3443, um cyno chamado Schmitt lhe deu o misterioso Traje da Destruição. Em abril de 3444, ficou encarregado por Ribald Corello. De março a abril de 3457, participou do voo de controle para Maahkora, Estação Lookout e Mundo dos Cem Sóis. Em 3459, fez uso do Traje da Destruição na estação PP-III para destruir os esporos-cruum. Em 3531, Perry Rhodan entregou-lhe o ativador celular que fora de Betty Toufry, e, com esse gesto, elevou-o ao nível dos seres relativamente imortais. Em 3540, ele foi um dos exilado pelo regime afílico da Terra e tornou-se tripulante da SOL. Em abril de 3581, chegou a Derogwanien através do buraco negro artificial criado pelos Especialistas da Noite a bordo da SOL. Ali se encontrou com Callibso e entregou-lhe o Traje da Destruição. Em dezembro de 3581, Alaska resolveu atravessar a fonte do tempo em Derogwanien e chegou à Terra, que estava praticamente despovoada. Em março de 3582, fundou a Patrulha da Terra em Terrânia. Em julho de 3583, finalmente se reencontrou com Rhodan a bordo da SOL....
é interrogado brutalmente por Bortusch. A atitude combatente de Alaska impressiona o dscherro e ele resolve momentaneamente não matar seus dois prisioneiros. Dentro do grupo dos dscherros surgem rivalidades e Bortusch mata um dscherro rebelde do seu grupo.

Quando os thorrimers se aproximam mais, com a ajuda técnica dos terranos, Bortusch parte com a sua schurcht e se retira dos indígenas. As condições do jovem ArcônidaArcônidaDefinição: Habitante do sistema Árcon, localizado a 34.000 anos-luz do Sistema Solar. Os arcônidas têm a mesma origem genética dos terranos e por milhares de anos dominaram uma gigantesca porção da Via Láctea com seu Grande Império. Eles têm cerca de dois metros de altura, cabelos brancos, testa alta e olhos vermelho-dourados....
Benjameen de Jacinta são críticas. As feridas do ArcônidaArcônidaDefinição: Habitante do sistema Árcon, localizado a 34.000 anos-luz do Sistema Solar. Os arcônidas têm a mesma origem genética dos terranos e por milhares de anos dominaram uma gigantesca porção da Via Láctea com seu Grande Império. Eles têm cerca de dois metros de altura, cabelos brancos, testa alta e olhos vermelho-dourados....
são piores do que Alaska confessa a Benjameen. O pedido por tratamento médico é recusado com risadas pelos dscherros. Durante uma curta fase de distração dos dscherro Alaska ativa o radar de solo do veiculo e permite assim aos space-jets perseguidores localizar o veículo dos dscherros. Os Dscherro são subjugados e Alaska e Benjameen são liberados. Pouco tempo mais tarde aparece uma nave estranha no sistema Thorrtimer, segunda a identificação, uma espaçonave espia dos dscherros, que faz uma localização e deixa o sistema. Mesmo após GOUSHARAN e os últimos dscherros desaparecerem de Thorrim, precisa-se ainda considerar os cornudos como um perigo potencial.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir Email

Você não tem permissão para comentar. Faça seu login no site ou se registre, caso não tenha um login no site.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.