Nanoferas - Glossário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Zoela – Zoela Leko Nettow Fugen, também conhecido como Tonzuc Vorgki: ele é alto, magro e esbelto. Os olhos são castanhos e o cabelo preto. Possui uma pequena cicatriz na orelha esquerda, que muitas vezes fica vermelha, quase rubra, quando fica com vergonha, e que ele esfrega distraidamente quando está pensando. A sua meta atual é construir uma força de combate capaz de ajudar a LTL a lutar contra os invasores TRAITOR. Nascido em 25/03/1294 NCG em Terrânia, Terra. Possui 1,82 metro e pesa 70 kg. Ele é um terrano, cientista genético e cosmopsicólogo criador dos nanoferas.

Lakah – Lakah Talla: como todo ara, ele é alto e muito magro e têm um crânio calvo, apontado para cima. A cabeça de Lakah tem formato pontudo, e não têm cabelo. Seus membros são extremamente finos. Os olhos são juntos. Seu pequeno nariz é severamente retorcido.

Palvorg – Palvorg Druex: ele era um dos mais conhecidos coluna-anatomistas. O feio coluna-anatomista têm apenas 1,50 metro de altura, e possui um exoesqueleto danificado. Após inúmeras operações cirúrgicas, seu corpo é desigual, mesmo entre os coluna-anatomistas, estava equipado com um terceiro olho e três excrecências em formato de cúpulas sobre a cabeça e inúmeros dentes serrilhados como um tubarão. Palvorg é conhecido, justamente pelo mesmo ser um dos principais inimigos. Grande parte dos duplo capitães que assolavam a galáxia, inclusive Dantyren o duplo formado por Roi Danton e Yrendir foram feitos por ele, junto com o anatomista Sheymor Merquin. Não possui um simples capacete anatomista. Seu corne triplo é um capacete anatomista modificado. Ele simplesmente incorporou o mesmo ao seu corpo. Ele é o único coluna-anatomista em redenção conhecido.

Rakzer – Rakzer Vawon: comandante oxtornense. Principal treinador dos nanoferas e responsável, junto com os outros oxtornenses, pelo bom humor e moral de todos.

Tonzuc – Tonzuc Vorgki: novo nome de Zoela na forma do micropaladino pos-bi.

Synor – Synor Roex: nanofera de 1ª geração, especialista em robótica e criador dos TARA-M.

Zodur – Zodur Synthnon: nanofera de 1ª geração, especialista em localização e criador da combiarma synth.

Akrys – Akrys Lashras: nanofera de 1ª geração, chefe do departamento de rádio e localização e criador do componente lash.

Machm – Machm Tharlain: nanofera de 1ª geração, mestre de hangar, criador do hovalatronital e idealizador dos oxtorpos-bis.

Ankai – Ankai Poxtron: nanofera de 1ª geração, hiperfísico e criador dos microapoiadores.

Avorg – Avorg Zac: nanofera de 1ª geração, porta-voz dos nanoferas, ele e seus descendentes estiveram intimamente envolvidos nos projetos de Synor, Zodur, Akrys, Machm e Ankai. Juntou todos os outros projetos e integrou ao SERUN-FERAL. Desenvolvedor e organizador da formação de batalha 5214. Reestruturou os microapoiadores para componentes de 1x1 cm a serem encaixados nos cintos TM e adaptou toda a tecnologia de fabricação dos galácticos miniaturizando ainda mais os componentes e mantendo o mesmo desempenho.

Oxtorpos-bis – abreviadamente chamados como oxtorpos e também conhecidos como pulgas oxtornenses: são robôs pos-bi com cérebros oxtornenses e hovalatronital. Cada um carrega um cinto com 9 compartimentos TM (CTM) com capacidade para 2.000 TM cada e um módulo central com um componente lash integrado. No coldre acoplado também há uma combiarma synth. Nas costas, carregam um conjunto de 2 microapoiadores. Os oxtorpos são como o modelo oxtornense, carecas, e possuem implante de lentes oculares ao estilo de Monkey para visão normal, telescópica, microscópica e infravermelha e um braço robótico ao estilo pos-bis para eles serem constantemente lembrados que apesar de terem no lugar da massa plasmática um cérebro oxtornense, os mesmos eram conceptos duos assim como o dr. Vorgki. Pois a personalidade oxtornense é muito forte e se não fosse isso, corriam o risco deles isolarem o componente positrônico e assim, ao longo do tempo, enlouquecerem.

Micropaladino: um micropos-bi com cérebro de terrano ultracondensado e convertido para plasma, mantendo a consciência original que forma um duo concepto com um componente positrônico miniaturizado de um pos-bi. Baseado nas especificações conhecidas de Paladino miniaturizadas ao máximo. Como não é necessário ter passageiros, foi usada toda a técnica da microtecnologia siganesa, membros sintéticos cantaros e genética coluna-anatomista para criar um micro-halutense de 30 centímetros. Devido a alta tecnologia, tinham a força e velocidade de reação de um oxtornense. Não se comparam a um halutense, mas podem enfrentar tranquilamente até mesmo um ertrusiano!

Micropaladino hovalatronital: por praticidade, simplesmente é chamado também de micropaladino. Porém, ao mesmo foi incorporada hovalatronital maleável para formar toda a estrutura dos membros sintéticos cantaros e por fora o corpo dele é praticamente um SERUN-FERAL, o que não impede o mesmo de vestir o seu próprio SERUN-FERAL, efetivamente dobrando a sua capacidade. O mesmo, apesar de continuar com 30 cm é capaz de combater até mesmo um halutense.

TARA-M: Nanorrobôs de cinco milímetros, com estrutura similar a zooides ectoproctos, seu formato permite a junção em qualquer tipo de armamento ou unidade necessária. A estrutura dos TMs é possível aproveitando-se 3 características: a descoberta de um novo material pentadimensional com características semi-hexadimensionais, dotado de uma estrutura que podia ser convertida numa estrutura de células secundárias semelhante ao metabolismo dos halutenses. O uso de nanocérebro semilógico totalmente programável a partir das garras de laboraten. A terceira característica, é que após unidos os TM podem intercambiar seus nanocérebros semilógicos. Dessa forma ao formar um robô, um micro-TARA V, por exemplo, o intercâmbio dos nanocérebros já trará o conjunto de instruções completas de qualquer robô terrano recém-construído, bastando apenas a programação básica.

Combiarma synth: a mesma é uma invenção de Zodur e solta uma chama de 3 milímetros de espessura. A mesma sai da arma com 1.000 °C e só se apaga ao ser desativada, não precisa de nenhum combustível, apenas de qualquer elemento gasoso na atmosfera que seja inflamável no mínimo ao percentual de 1%.

Componente lash: esse componente especial criado por Akrys é uma microestação positrônica de controle. Com o tempo e habilidade certa, é possível fazer qualquer programação adicional nos TMs.

Hovalatronital: com as pesquisas dos TMs, Machm reorganizou o holvagônio estruturalmente para conter características similares ao aço atronital que é 35 vezes mais resistente que o terconite — 35 x 25,880 kg / m 3 — porém, até o ponto de fusão de 81.000 °C o material é maleável.

Microapoiadores: é um dispositivo multiúso feito especialmente para os nanoferas, todo ele é uma única estrutura voltada para dar apoio ao escudo paratron dos nanoferas. Cada um contém um microgerador paratron que reforça o campo protetor do SERUN-FERAL em até 300% num período de até 30 minutos. Em casos extremos, dois podem ser ligados ao mesmo tempo. Assim o campo paratron pode ser expandido para até 30 centímetros e aguentar uma carga de 500% por até 15 s. Algo muito útil num resgate ou assistência em batalha.

SERUN-FERAL: traje de combate extraordinariamente sofisticado, desenvolvido pelos nanoferas a partir do SERUN terrano. Além de todas a funcionalidades de um SERUN “normal” o mesmo têm incorporado um cinto especial com nove CTM, nove microapoiadores, um componente lash, uma combiarma synth. O mesmo é confeccionado com hovalatronital e possui um conjunto de três picosins, cada um responsável por uma área: defesa, ataque e ajuda médica.

Imprimir