PR1405 - Os Herdeiros dos Pos-bis

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

c1405

"Parada no Mundo dos Cem Sóis – o encontro com os novos senhores"

Ciclo: Os Cantaros (21º)

Título Original: Die Erben der Posbis

Autor: H. G. Ewers

Tradutor: José Antonio Cosenza

Revisor: Projeto Traduções: Marcos Roberto Inácio Silva

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Conversão da capa brasileira: José Antonio

Publicação na Alemanha: 26/07/1988

Publicação no Brasil: Julho/2014

Época: Abril de 1143 NCG (4730 d.C)

Personagens principais: Perry Rhodan, Atlan, Iruna von Bass-Teth, Nuria Gaih Zahidi, Gorrasch, Nashredin, Assenass.

Curiosidades:

Cronofóssil – Lugar em que foi deixada uma energia psiônica positiva.

Cronodegeneração – O oposto de Cronofóssil.

Vactrain – Transporte ferroviário de alta velocidade em túneis de vácuo.

Visão Geral

Resumo

No hangar da CIMARRON, há uma tentativa tripla de penetrar por pedotransferência dentro do tubo Hamiller, Iruna von Bass-Teth, sob a supervisão do par sinergético Enza Mansoor e Notkus Kantor e do pararrealista Sato Ambush. A tentativa falha depois de alguns minutos. Ou nenhum material orgânico está localizado dentro do tubo Hamiller, que seja inteligente o suficiente para formar uma constante FSRS, ou eles falharam devido às armadilhas que o brilhante Hamiller havia construído em seu sarcófago.

Após o fim da experiência, Iruna retorna para a KARMINA. Abstraída de todos ao redor, ela vai para a câmara de sobrevivência no espaço comum da espaçonave. Em um dos medotanques de hibernação com cobertura hexagonal ela sabe que está o naat Tavoor – que Iruna salvou a vida em Bugaklis, e agora é seu Paladino. Ela entra em um sonho zero e tenta entrar em contato com a consciência sedada de Tavoor. Quando ela recobra a consciência, Iruna tem a vaga sensação de que alguma coisa estava tentando entrar em sua mente. O que não poderia ser, pois quem está no medotanque não pode, eventualmente, ser pró-ativo. Na melhor das hipóteses, ele produziria um eco de seus impulsos de pensamento.

* * *

Em 16 de abril de 1143 NCG, a formação Tarkan alcança o Mundo dos Cem Sóis, sem a TS-CORDOBA que está explorando as estações espaciais dos maahks. A frota completou suas manobras ultraluz de acordo com o plano, e meio ano-luz do mundo dos pos-bis.

Todas as naves entram em prontidão de combate, enquanto isso a CIMARRON envia sondas de reconhecimento mais rápidas do que a luz na direção do ponto de luz desbotada, que surge a partir dos 200 sóis atômicos, a partir desta distância. Vinte minutos depois, as sondas estão de volta sem serem molestados. No setor do Mundo dos Cem Sóis, muito tinha mudado. Eles não puderam localizar nenhuma nave fragmentária dos pos-bis. Em vez disso, localizam três estações espaciais que orbitam ao redor do Mundo dos Cem Sóis.

As estações espaciais são de tipo desconhecido. Plataformas circulares cônicas, com 1.500 metros e uma espessura de 600 metros. Exatamente no meio, elas são 'perfuradas' por uma espécie de torre, com uma extensão de aproximadamente 3.000 metros para baixo e que sobressaia 1.200 para cima e com duas bases com cerca de 300 metros e uma ponta com quase 100 metros. No terço superior, havia acoplado três anéis de 900 metros de diâmetro, com um espaço livre de 600 metros. Em um dos anéis está ancorada uma nave espacial em forma distinta de pera. Parece como se os gurrados tivessem tomado posse do Mundo dos Cem Sóis. Nos últimos 700 anos realmente aconteceu muita coisa.

Os galácticos voam para o sistema com a KARMINA. A bordo estão apenas Atlan, Iruna von Bass-Teth, Perry Rhodan e Nuria Gaih Zahidi. Eles decidem fingir que vem de uma colônia mista em Andrômeda sob o domínio dos arcônidas.

* * *

Antes de finalmente chegar ao Mundo dos Cem Sóis, Iruna quer ver novamente Tavoor. No sonho zero ela penetra no tanque de hibernação do naat. Em vão, ela espera um contato mental por um impulso de pensamento. Ela chega à conclusão de que o último impulso não veio de Tavoor. Então, mais um tanque de hibernação deve estar sendo ocupado. Iruna von Bass-Teth reverte a manipulação que fez do sistema de controlo da câmara de sobrevivência, o que garante que os status dos tanques não exibam nada, porque escondido ela tinha escondido a presença do naat. Quando ativado os indicadores operacionais, ela vê que dois tanques estão ocupados e em operação. O segundo tanque ocupado é muito menor do que o de Tavoor. O passageiro clandestino não pode ser muito grande.

Com arma na mão Iruna abre o tanque e encontra um bebê okrill. Comunicar a Atlan é impossível, ela desonraria o seu Paladino, se não mantivesse em segredo a sua existência, enquanto ele estiver ferido e indefeso. Quando ela pega o bebê okrill no braço, ela sente instantaneamente um hesitante contato em seu cérebro. Consistentemente, ela assume a personalidade do okrill por pedotransferência e aprende a história de sua origem.

O lutador okrill, que estava perdido no mundo da morte Paghai junto com seu mestre de animais Chatman, o kamashita Tovari Lokoshan e o deus hereditário Lullog, tinha se dissolvido com seus companheiros na torrente de hiperenergia do compensador de matéria de Paghai, tinha irradiado o bebê, que estava amadurecendo no seu corpo, como um impulso hiperenergético e o 'depositado' em um tanque de hibernação médica da KARMINA, o que fez automaticamente o tanque ser ativado. Iruna decide nomear o bebê de Chatman e armazená-lo de volta no medotanque.

* * *

A KARMINA já atingiu seu objetivo e se aproxima do Mundo dos Cem Sóis a partir da direção de Andrômeda. Eles são recebidos pelo gurrado Gorrasch, e recebem permissão para pousar na estação espacial TORBORSCHER-I. Assim que a KARMINA pousa na borda exterior do anel de manutenção, o anel é envolto num campo defensivo, que é inundado com ar respirável. Os galácticos deixam a nave e protegem a mesma com um campo paratron.

Os galácticos são presos pelos gurrados e colocados em uma cela por dois dias. Em seguida, os quatro são levados para fora de sua prisão e acusados de mentir. Gorrasch, que está em constante ligação de rádio com os maahks, lhes diz que em Andrômeda não existe nenhuma colônia de arcônidas. E que os galácticos são hauris. Perry, o conhecido 'reator instantâneo' começa a variar a sua história. A colônia arcônida é uma grande nave espacial de gerações, e eles não sabem o que aconteceu nos últimos mil anos no Grupo Local.

Enquanto isso, a TS-CORDOBA chegou a formação e uma pequena demonstração de poder convence o comandante Gorrasch, a libertar os galácticos, os considerando hauris ou não. Sob o ataque eletrônico de toda a formação Tarkan, que interfere na estação dos gurrados, eles conseguem pousar com o KARMINA algumas centenas de quilômetros de distância das cúpulas do Plasma Central. Eles estão em um cemitério de naves espaciais, onde centenas de naves espaciais fragmentárias estão destruídas. Deixam a KARMINA no cemitério de espaçonaves, envolta na proteção contra localização, e voam com os seus SERUNs na direção das cúpulas. Eles encontram vazias as cúpulas do Plasma Central e sem medidas de segurança.

Os quatro desligam seus SERUNs e contam apenas com o efeito camaleão dos trajes, enquanto eles se esgueiram através dos gurrados habitantes de Suntown. Eles penetram em um edifício e passam por um poço antigravitacional ao submundo da cidade. Os galácticos pesquisam em Subtown em uma das salas de monitoração, que são usadas para monitorar Suntown, para obter uma visão geral. Eles chegam bem a tempo de assistir em uma das telas, como Covar Inguard, Eirene e Gucky são dominados pelas forças de segurança dos gurrados.

Eles conseguem ganhar dois willys das esteiras, Assenass e Nashredin, como aliados. Dos dois Willys eles aprendem que cerca de 500 anos atrás os pos-bis receberam a visita de Icho Tolot, na forma do profeta de quatro brações, e, em seguida, deixaram o Mundo dos Cem Sóis, para em busca de Perry Rhodan. O Plasma Central, abandonado por seus pos-bis, viajou com os willys das esteiras para Andrômeda, com a ajuda dos maahks e gurrados, para um local desconhecido. Os gurrados foram utilizados como administradores do Mundo dos Cem Sóis. No entanto, mais tarde Icho Tolot esteve lá. Os gurrados prenderam o halutense e queriam forçá-lo a retirar a lenda do sobrevivente Perry Rhodan, para que os pos-bis retornassem ao Mundo dos Cem Sóis. Finalmente, eles enviarem Tolot para os maahks.

Usando os willys das esteiras foi possível libertar Gucky, Covar Inguard e Eirene, e se reuniram com Gorrasch, que é convencido no final que era o lendário Perry Rhodan quem voltou, para negociar a passagem segura.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir