PR0463 - Os espiões de Siga

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PR463

“O grupo dos Thunderbolts rompe o bloqueio – Dois "meteoros" aterrissam no Planeta da Guerra.”

Título Original: Die Spione von Siga

Autor: William Voltz

Tradutor: Richard Paul Bisneto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 3/07/1970

Publicação no Brasil: 1989

Época: Dezembro de 3437

Local da ação: Gruelfin, Oldon

Personagens principais: Perry Rhodan, Harl Dephin, Dart Hulos, Mirus Tyn, Amos Rigeler, Cool Aracan, Drof Retekin, Jamenkou, Kormouk, Lonscholmon

Visão Geral

Resumo

A informação que o Iniciado Shekonu leva ao conhecimento do terranos, está correta em todos os aspectos.

O sistema Leykeo é isolado por mais de 5.000 grandes naves de combate dos takeres. A MARCO POLO está localizada muito fora do sistema. Ninguém entra no sistema. A civilização do planeta Oldon ainda não atingiu a idade de viagens espaciais. Existem apenas rumores sobre o sistema. Um boato é de que uma grande Estação Pedogoniométrica é construída o que é necessário para a invasão da Via Láctea.

Para se ter clareza sobre o que está acontecendo no planeta Oldon, duas espaçonaves de grande porte dos siganeses são transformadas em meteoros. Estas são introduzidas no sistema.

As tripulações das duas espaçonaves é fornecida pelo Thunderbolt Team. Um space-jet leva os meteoros o mais próximo possível do sistema Leykeo e, finalmente, os lança com o melhor curso-vetor que aponta para Oldon. Transmissor é a única maneira para os siganeses deixarem o sistema novamente.

Os dois meteoros puderam passar despercebidos através das unidades escalonadas estrategicamente perfeitas dos takerers. Os siganeses pousaram despercebidos em um platô, que está a cerca de 800 quilômetros da capital Mysonga. As primeiras localizações mostraram que não há espaçonaves estacionados em órbita ao redor Oldon e nenhuma decolagem ou pouso.

Em Oldon existem duas grandes nações, Feldron e Carschal que estão em luta. Esta guerra, é principalmente pela posse de terra, mas também por disputas religiosas. Ambas as nações adorarem o ganjo, que deve retornar. Quando Oldon ainda era de livre acesso, os moritatores tinham incentivado os oldonenses em sua fé.

Os siganeses primeiro procuram por uma caverna, que servirá como um esconderijo para os dois transmissores. Ao transportar o transmissor em uma caverna os siganeses, no entanto, são atacados por pequenos animais nativos, onde um transmissor é destruído. O segundo pode ser salvo. No entanto, algumas das peças têm que ser recuperadas a partir do estômago de um animal morto.

Antes de uma equipe partir para a capital, os siganeses descobrem um nativo que é, obviamente perseguido. Perto das espaçonaves siganesas ele entra em colapso. Os siganeses ajudam o refugiado e em troca obtém informações valiosas sobre os desenvolvimentos em Oldon.

O refugiado é Jamenkou e é um ex-membro da inteligência feldronense e um fraco telepata. Suas habilidades o fez perceber que seus clientes, que ele sempre suspeitou serem, realmente eram alienígenas.

Para os siganeses está agora claro que os takerers assumiram importantes oldonenses e influenciam os eventos em seu favor.

Em ambos os reinos se espera que pela chagada próxima do ganjo. Os takerer obviamente planejam executar um ensaio sobre Oldon, de seu falso ganjo.

Assim, a ordem dos siganeses foi cumprida. Harl Dephin se sente obrigado em estender suas obrigações. O objetivo agora é evitar o aparecimento do falso ganjo ou torná-lo implausível. Para obter informações mais detalhadas, Harl Dephin, Dart Hulos e Amos Rigeler vão para Mysonga.

No mar, eles observam uma batalha naval dos dois blocos de poder. Em terra, é claro que os oldonenses estão cansados de guerra. Fanáticos religiosos seguem pelo país e Dart Hulos impede que um suposto herege fosse queimado. Chegando em Mysonga, os siganeses tentam encontrar um lugar onde eles possam coletar informações, mas isso é bastante difícil. Primeiro, os siganeses querem ficar sob o telhado de uma casa no centro da cidade.

Quando Amos Rigeler e Harl Dephin dormem, Dart Hulos empreende arbitrariamente um corredor de patrulhamento para encontrar um pub. Ele encontra Kormouk, um soldado bêbados e o segue, mas seu dispositivo de voo fica danificado e sua sede passa rapidamente no local. Das divagações do bêbado não há nada para se aproveitar. Em um pub Hulos é descoberto e perseguido pelo bêbado. Ele é lavado em um bueiro de esgoto, ele só pode deixa-lo novamente nos subúrbios e assim escapar.

Harl Dephin e Amos Rigeler se preocupam com Dart Hulos, mas não se atrevem a fazer contato por rádio. O risco de ser alvo dos takerers é muito grande. Os dois deixaram em seu escondendo uma mensagem para Hulos e partem em exploração. Eles logo descobrem um prédio da administração e penetram. Lá, obviamente eles pesquisam por fins bélicos.

Um lugar-tenente do comandante de guerra chamado Lanscholmon chama a atenção deles. Os dois acabam em seus ombros e o conduzem pela força das armas. O lugar-tenente do comandante de guerra está consternada com os homenzinhos. Eles o obrigam a dirigir com um veículo a vapor.

No entanto, o lugar-tenente do comandante de guerra não se deixa sequestrar. Ele dirige o veículo de repente na contramão, onde a caldeira do veículo explode. Dephin e Rigeler podem se salvar por pouco do fogo, o lugar-tenente do comandante de guerra morre nas chamas. No acidente Rigeler sofre uma concussão, e sua mochila nas costas está danificada. Oldonenses que viram o acidente, abstiveram-se de qualquer tipo de assistência.

Enquanto isso Dart Hulos está tentando voltar para a cidade. Um trecho ele viaja como um clandestino em um transporte militar, até que ocorre um incidente. Um dos soldados está morrendo, e seus companheiros não estão de acordo com o que fazer. Um soldado mencionado que o ganjo deve aparecer amanhã. Assim, os siganeses têm dois dias para intervir.

O soldado morre e é jogado para fora do veículo, e Hulos não pode deixar o homem deitado. Ele tenta ajudá-lo, mas ele não pode salvá-los da morte.

Em uma fazenda na estrada Hulos tenta entrar em contato com os moradores. Em vez de ser ficar surpreendido, o homem imediatamente ataca. O oldonense é aparentemente assumido por um cappin. Hulos tem sucesso em sacar sua arma a tempo. Ele atira no oldonense assumido e ateia fogo para cobrir os rastros das armas.

Dart Hulos e bem-sucedido em conseguir sequestrar um veículo e encontrar de novo o edifício, onde eles passaram a última noite. Também Harl Dephin e Amos Rigeler já chegaram lá.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir