PR1944 - Ódio Contra Alashan

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PR1944

"Uma jovem descobre seu talento - uma entidade estrangeira quer retribuição"

Título Original: Haß gegen Alashan

Autor: Robert Feldhoff

Tradutor:

Artista da capa alemã: Susan Schwartz

Publicação na Alemanha: 24/11/1998

Publicação no Brasil: 

Época: Julho de 1290 NCG

Local da ação: DaGlausch, sistema Thorrtimer

Personagens principais: Tess Qumisha, Gia de Moleon, Perry Rhodan, Benjameen da Jacinta, Stendal Navajo, Saewena

Curiosidades: 

Visão Geral

Resumo

Alashan, 12 de julho de 1290 NCG: os terranos sob a liderança de Gia de Moleon e Stendal Navajo fazem os primeiros avanços na superação de seus problemas técnicos. Após a catástrofe, a GOOD HOPE III foi colocada completamente em ordem de novo. Além disso, seu propulsor Metagrav foi reparado com sucesso e até mesmo um novo criador virtual foi instalado, assim como um canhão conversor. Os técnicos de Alashan certamente puderam ficar orgulhosos de seu trabalho. Quando a ALVAREZ retorna de sua missão comercial, traz uma outra boa notícia. A bordo da nave mercante há dez propulsores lineares compactos. Com a ajuda desses mecanismos, os dez space-jets do SLT podem finalmente ser preparados para o voo superluminal.

Pouco depois do pouso da ALVAREZ, a GLIMMER de Eismer Stoermengord também aparece no sistema Thorrtimer. Perry Rhodan e Bull relatam a Gia de Moleon e Stendal Navajo sua ação em Century. Rhodan exige mais uma vez a entrega da GOOD HOPE III e a assistência de mil agentes do SLT para capturar a base de Shabazza. Os dois líderes da nação Alashan recusam impulsivamente as exigências do imortal. Sem a GOOD HOPE III, os habitantes de Alashan perderiam a única nave de batalha realmente útil. As discussões adicionais sobre o apelo de Rhodan são deixadas para um momento posterior.

Incógnito e afastado desses acontecimentos, encontra-se uma criatura estranha, que não pertence a Alashan ou aos thortimenses. Ela está sozinha e isolada, e observa os terranos e suas atividades a partir de seu esconderijo. O nome do ser é Saewena e ele sente pelos terranos apenas uma emoção – ódio, pois Saewena é um foote! Ás escondidas e principalmente à noite, Saewena abastece-se de alimentos e peças técnicas retirados dos depósitos dos terranos, a fim de levar seu plano à perfeição. O foote pretende chamar um outro clã dos dscherros para apanhá-lo. O ser monta um hiperemissor peça por peça e envia um pedido de socorro. Para ele não importa qual clã venha a receber seu chamado – o mais importante é que os terranos sejam destruídos após a detecção.

Tess Qumisha, uma jovem terrana de Alashan, sempre tinha achado que era diferente de seus amigos por ter um dom especial. Só mais tarde, com mais idade, é que ela teve pouco a pouco a consciência de que possuía capacidades telepáticas. Na verdade, Tess não era uma telepata muito forte, mas, com grande concentração sobre uma pessoa determinada, ela podia captar o conteúdo dos seus pensamentos. Algo também marcante em Tess era uma certa astenia por cores. Ela vestia-se primordialmente com tons pretos, brancos e cinzas. Por todo o tempo ela mantinha seu talento em segredo, pois queria viver uma vida normal, o que provavelmente não seria possível se fosse reconhecida como uma mutante. Em 12 de julho de 1290 NCG, porém, acontece algo que a atinge com um relâmpago vindo do céu. Tess recebe vibrações mentais que transmitem um ódio ardente contra Alashan e os terranos. As vibrações são tão fortes e ameaçadoras que tiram Tess de seu estado normal. A jovem terrana começa a investigar a questão.

Nesse momento, Tess não sabia que alguém já estava prestando atenção nela. É Benjameen de Jacinta, o jovem arcônida dotado da capacidade paranormal da visão de sonhos. O para-sonhador vê Tess em seus sonhos e sente um perigo que envolve todos os habitantes de Alashan. Ele percebe o medo dela e fica espantado ao notar que ela só consegue enxergar em preto e branco. Benjameen fica fascinado pela terrana e sonha constantemente com ela.

Desde o pouso em Thorrim, Mondra fica tentando arranjar um encontro com Rhodan. De início, o terrano evita as investidas de Mondra. Rhodan está convencido de que no momento sua atenção deve estar toda voltada para Thoregon e Shabazza. Quando Mondra visita-o uma noite em sua cabine, os dois conseguem esquecer os acontecimentos por um momento e passam a noite juntos.

Antes que Perry Rhodan e Bull encontrem-se novamente com Gia de Moleon para conversar sobre seus requerimentos, a chefe do SLT exige que o oxtornense Monkey apresente seu relatório. Monkey, que reporta-se puramente aos dados de sua avaliação, descreve a Gia de Moleon o comportamento circunspecto e responsável de Rhodan. O oxtornense mostra-se claramente como um defensor dos planos de Rhodan e recomenda a Gia de Moleon que coloque à disposição o mais rapidamente possível os equipamentos e pessoal requisitados.

Trabzon Karret está ocupado analisando os dados extraídos do computador particular de Shabazza e do korrago gigante. A maior parte dos dados mostra-se inutilizável ou sem importância. Apenas um longo código de cadeia de sinais mostra-se extremamente interessante. Ele representa um código de exterminação, com o qual se pode induzir o korrago à autodestruição. O comando consiste na própria ordem de extermínio e em um endereço que especifica o destinatário. Se alguém quiser levar um certo korrago à autodestruição, ele tem que saber o endereço de identificação do korrago para causar o curto-circuito.

Benjameen de Jacinta consegue encontrar a mulher de seus sonhos. As imagens que ele viu em seus sonhos através dos olhos dela levam-no até ela. Tess sente imediatamente uma afinidade espiritual entre ela e o jovem arcônida. Os dois se falam, conversam sobre seus dons e se aproximam. Assim que os dois mutantes passam a ficar juntos, Tess sente novamente o sentimento de ódio do emissor desconhecido. Tess descobre que o desconhecido tem a intenção de destruir Alashan. Assustada, ela vai à procura e descobre o esconderijo do estranho.

Rhodan apresenta seu último argumento na discussão com Gia de Moleon e Stendal Navajo. Ele fala a respeito das observações na central de controle de Century I. Através de uma gravação de vídeo, Rhodan prova que há muito tempo Shabazza estava informado a respeito de Alashan e poderia desfechar seu golpe de aniquilação a qualquer momento. A resistência contra as demandas de Rhodans desvanece-se. Com a GOOD HOPE III, os 1.000 especialistas e o comando de autodestruição dos korragos, Rhodan acredita ter boas chances contra as forças de seu adversário. Gia de Moleon acaba concordando.

Benjameen e Tess tinham encontrado a origem dos sentimentos de ódio. Saewena começa imediatamente a abrir fogo contra o planador dos dois mutantes. Como Benjameen e Tess estão desarmados, resta a eles apenas um método radical – eles abalroam o esconderijo do foote com seu planador e com isso matam a criatura. Tess descobre porém pelos pensamentos do foote moribundo que seu pedido de socorro já tinha alcançado um clã dos dscherros.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir Email

Você não tem permissão para comentar. Faça seu login no site ou se registre, caso não tenha um login no site.

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.