PR1945 - A Crise Robinson

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PR1945

"Dscherros sobre Alashan – a batalha pela sobrevivência começa"

Título Original: Krisenfall Robinson

Autor: Robert Feldhoff

Tradutor:

Artista da capa alemã: Alfred Kelsner

Publicação na Alemanha: 01/12/1998

Publicação no Brasil: 

Época: Julho de 1290 NCG

Local da ação: DaGlausch, sistema Thorrtimer

Personagens principais: Gia de Moleon, Stendal Navajo, Taka Hossos, Tess Qumisha, Benjameen da Jacinta, Don Kerk'radian, Chriztopher Kerk'radian

Curiosidades: 

Visão Geral

Resumo

Mal a GOOD HOPE III tinha partido de Alashan com Perry Rhodan e 1.000 especialistas do SLT, o localizador do sistema dispara o alarme. Uma gigantesca estrutura materializa-se e é identificada como uma fortaleza dos dscherros. O chamado de hiper-rádio enviado de Alashan pelo foote portanto tinha sido captado. Imediatamente é posto em marcha o programa de emergência “Róbinson” e os terranos armam-se para a defesa do planeta. Os terranos de Alashan não podem fazer muito contra a imensa força dos dscherros. Para a defesa do sistema estão espalhados pela órbita de Thorrim 55 bólidos dos dscherros da antiga fortaleza Gousharan, assim como 13 plataformas de carga capazes de voo espacial, pobremente montadas e que carregam um canhão conversor. As plataformas, denominadas Róbinson 1 a 13, medem 30x40x15 metros e possuem um reator eficiente, bem como um motor de impulsos que as capacita a manobras de evasão bastante rápidas. Os armamentos de defesa consistem em um escudo Paratron fraco que circunda a plataforma e garante uma pressão atmosférica no interior da sua esfera. A velocidade máxima das plataformas chega a 90% da velocidade da luz. Os mais importantes dispositivos de defesa são os criadores virtuais.

Além das plataformas, Alashan dispõe ainda de algumas centenas dos chamados “interceptadores”, construções retangulares simples feitas de aço de Thorrim, com tamanho de 4x4 metros. Os “caças” são equipados maciçamente com agregados e trabalham de forma desajeitada e improvisada. Na prática, seu valor está na montagem vantajosa assim como em sua manipulação e controle simples. Após a partida da GOOD HOPE III, porém, Gia de Moleon não tinha mais pessoal treinado suficiente para ocupar todos os “caças espaciais”. Quando a situação torna-se crítica e Taka Hossos não mostra dúvidas sobre suas intenções, Gia de Moleon assume abruptamente o comando da defesa do sistema. Stendal Navajo, que desde o alarme do sistema não encontrava mais apoio entre os agentes do SLT, nota com profunda amargura que todos os agentes seguem o comando supremo de Gia de Moleon e que ele não possuía mais nenhuma autoridade como prefeito de Alashan. Amargurado, Stendal pega um dos caças espaciais improvisados e ruma para as linhas de defesa em torno de Thorrim. Também Benjameen de Jacinta e Tess Qumisha tripulam um dos aparelhos e partem para o espaço.

As forças terranas postam-se diante de TUROFECS, a fortaleza dos dscherros comandada por Taka Hossos, com uma medida de 17x6 quilômetros. TUROFECS é assim a maior construção capaz de voo espacial existente em DaGlaush e representa um fator de poder incalculável. TUROFECS carrega em suas plataformas de pouso 38 bólidos, sendo que cada nave dessas possui várias centenas de metros. Quando o Taka dá a ordem de ataque, os terranos ativam os criadores virtuais, que volta e meia causam uma grande confusão entre os dscherros. De fato, os terranos conseguem derrubar cerca de 50% dos bólidos hostis dos dscherros.

Porém, quando Taka Hossos percebe os efeitos dos criadores virtuais, o chefe do clã altera sua estratégia e consegue também registrar alguns sucessos na luta. A batalha prossegue e traz perdas para os dois lados, porém as coisas pendem inequivocadamente a favor de Alashan. Quando os “interceptadores” dos terranos conseguem finalmente intervir, todos os 38 bólidos dos dscherros são destruídos. Num último recurso, a própria fortaleza inicia o pouso em Thorrim. Quando os dscherros conseguem pousar ao lado de Alashan e preparam-se para desembarcar seus guerreiros, o enclave terrano parece perdido. Em um último esforço, as plataformas de Alashan abrem fogo com suas armas de maior calibre contra a fortaleza. Através de uma brecha no escudo de TUROFECS, uma bomba conversora consegue ser mandada para o meio da fortaleza. Isso significa o fim para os dscherros. TUROFECS some em meio a um enorme clarão, que causa imensas catástrofes naturais nas proximidades do planeta. Dessa vez, os humanos conseguiram repelir com sucesso o ataque dos dscherros.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir