Perry Rhodan Neo

Perry Rhodan Neo é o título da nova série de romance em formato de livro de bolso do universo Perry Rhodan. Como seu subtítulo diz: “O futuro recomeça.”

Até 04 de agosto de 2011, o projeto também foi conhecido pelo codinome “Projeto segredo-X.” O primeiro volume foi lançado na Alemanha em 30 de setembro de 2011.

A série é um reboot da série principal. Ela começa com uma reinterpretação do primeiro livro de Perry Rhodan.

Enquanto a série principal iniciou-se pelos acontecimentos geopolíticos do mundo real e ficou sem metade do século 20, iniciando sua ação em um futuro próximo, Perry Rhodan Neo, inicia sua ação 50 anos depois do mundo real, no século 21, e também começa em um futuro próximo.

Perry Rhodan voa para a lua não em 1971, mas em 2036. A ação, assim, toma um curso alternativo, devido à alteração da posição inicial. Os motivos clássicos da série também são deslocados para um futuro próximo e interpretado em conformidade. Há a introdução de novos personagens e personagens conhecidos são mostrados sob uma nova luz.

A série não é fiel canônica em relação à série clássica. Segundo o testemunho de Klaus N. Frick, responsável pelo conteúdo editorial de toda a série Perry Rhodan, na quinta Weltcon 2011 em Mannheim, não há sobreposição ou referências entre as séries, como há na série Atlan. Perry Rhodan e Perry Rhodan Neo têm, cada uma, seu formato cósmico único. Desde 09 de janeiro de 2014 Perry Rhodan Neo tem o seu próprio web site. (http://perry-rhodan-neo.net/)

A série está em formato de livro de bolso e sai também como e-book e áudio livro. O Exposé-autor e também autor do primeiro volume é Frank Borsch. As capas são Dirk Schulz e Horst Gotta. Elke Rohwer assume a edição da série.

Cada livro de bolso é completo em si mesmo. Juntos, os romances contam uma história contínua, definida no futuro próximo do ano 2036. A série é dividida em temporadas (ciclos), com as três primeiras temporadas cada uma compreendendo oito livros de bolso, da quarta temporada em diante, este número passou para doze livros.

Em 30 de setembro de 2011 foi lançado “Visão Terrânia”, o primeiro romance da nova série Rhodan NEO. A série é publicada duas vezes por mês e foi planejado inicialmente para ter apenas oito livros de bolso, mas com o obvio sucesso foi então continuada desde então sem interrupção.

As temporadas (ciclos) inicialmente não tinha um nome próprio. Em novembro de 2012, os editores fizeram uma votação, em que os leitores puderam fazer sugestões para os nomes. A decisão veio em meados de dezembro de 2012. Posteriormente, os nomes foram fixados para as quatro primeiras temporadas.

No Brasil a série começou a ser lançada em janeiro de 2013, com periodicidade de um volume por mês e a partir do lançamento de setembro de 2014 (pré-lançamento em jun/14) tem três volumes lançados a cada 2 meses.

Como funciona Perry Rhodan NEO?

c neo21Desde 1961, a série PERRY RHODAN é escrita de uma maneira que se mostrou eficaz: os episódios são escritos por uma equipe que conta atualmente com onze autores, chefiada por um coordenador. Nas conferências dos autores, os rumos da ação são definidos em termos gerais.

O mesmo se aplica à série PERRY RHODAN NEO: um coordenador concebe o enredo de cada episódio, que então é escrito pelo respectivo autor. Com isso, são evitadas contradições e, portanto, o universo de PERRY RHODAN NEO permanece uniforme.

A diferença fundamental é que Frank Borsch, como coordenador, participa antecipadamente de negociações muito intensas com os escritores: por telefone ou “a quatro olhos”, que hoje em dia, graças ao Skype, é mais viável do que no passado. Nessas conversas preliminares, os dois autores desenvolvem juntos as ideias do coordenador para o episódio. As propostas do autor são aceitas e incorporadas sempre que possível e o coordenador revisa a sinopse.

Quando o autor termina seu episódio, ele o envia primeiro para Frank Borsch. Este verifica se há coerência quanto à substância e os dois discutem intensamente o texto.

Somente quando Borsch está satisfeito, o manuscrito vai para a editora. O manuscrito é revisado por Helmut Ehls, que, na condição de freelancer, trabalha novamente os detalhes de linguagem e conteúdo — só então o manuscrito é considerado acabado.

Em outras etapas da produção, o arquivo com o manuscrito é enviado para o departamento de reprodução da editora, isto é, o manuscrito é convertido para o padrão a ser seguido na impressão. Este, por sua vez, é encaminhado para as impressoras que finalmente concluem o trabalho.

Como surgiu PERRY RHODAN NEO?

c neo001As discussões iniciais sobre um possível reinício da série PERRY RHODAN foram feitas pelo autor Frank Borsch e o editor Klaus N. Frick já no início de 2000. Ambos amam quadrinhos norte-americanos e Frank Borsch tinha traduzido anteriormente algumas destas séries — assim, era natural que eles fossem inspirados pelos colegas norte-americanos. Por exemplo, séries como “Batman” ou “Homem-Aranha” sempre eram recomeçadas, com o intuito de atualizar a série e torná-la mais atraente, por exemplo, para uma adaptação cinematográfica.

Para a série PERRY RHODAN, uma ruptura radical com o passado naturalmente estava fora de questão: a série semanal ainda é um grande sucesso, tem dezenas de milhares de leitores, e não faria sentido simplesmente interromper esta história ficcional do futuro da Humanidade. No entanto, na redação se discutiu várias vezes como reiniciar a série PERRY RHODAN.

Com o quinquagésimo aniversário da série se aproximando, um possível novo começo estava perto. Em muitas discussões na editora, foi estabelecido um direcionamento geral enquanto Frank Borsch começava a elaborar o conteúdo. O autor, que já tinha mostrado em sua trilogia “Terra Alienígena” o quão bem sabia lidar com o “futuro próximo” levantou as questões fundamentais: como seria a Terra no futuro próximo, entre 2036 e 2037? Alguns desenvolvimentos atuais continuariam progredindo como até agora? Surgiriam conflitos e catástrofes naturais e o mundo ainda seria abalado por crises financeiras e terrorismo?

Deste modo, Frank Borsch extrapolou as estruturas existentes na Terra, tanto de natureza social quanto política, e refletiu como tudo isso poderia se desenvolver em um quarto de século. Como os humanos se comportariam em um período de crise e com uma nova guerra iminente, caso um humano se encontrasse com um alienígena?
Este homem era e é o astronauta Perry Rhodan, que também está no centro da ação em PERRY RHODAN NEO. O Rhodan da série NEO é mais do que um “teamplayer”, um homem do futuro próximo, que joga a responsabilidade para os ombros dos outros e, por exemplo, se comporta de forma muito pouco convencional quando se trata da imortalidade.

Durante o ano de 2010 surgiram inúmeras sinopses e, na primavera de 2011, os primeiros autores começaram seu trabalho. Dirk Schulz desenvolveu o projeto da arte de capa e a editora decidiu empregar até mesmo a publicidade televisiva para a nova série. Em paralelo, os parceiros na área de audiobooks e de e-books opinaram sobre a nova série. Todos trabalharam em conjunto em direção a uma data: 30 de setembro de 2011.

Paralelamente à Perry Rhodan-WeltCon 2011, que foi visitada por cerca de 2.700 pessoas no Centro de Congressos Rosengarten em Mannheim, foi publicado o primeiro episódio de PERRY RHODAN NEO. A resposta da imprensa foi enorme e os fãs de Rhodan no evento ficaram emocionados.

E uma nova série de ficção científica começou sua própria história de sucesso...

Como vai continuar PERRY RHODAN NEO?

Até agora PERRY RHODAN NEO seguiu em linhas gerais os temas da série “original”. Apesar de povos como os fantans ou os mehandors serem descritos de maneira diversa dos episódios clássicos dos anos 60, o enredo básico foi semelhante. No quinquagésimo volume, a série NEO se afasta ainda mais do original; nesse livro foram apresentadas algumas indicações muito claras disso.

Se mostra muito mais sobre quem é Perry Rhodan, um homem comum que viveu uma infância relativamente normal. Mas também vimos, sobretudo, que poderes alienígenas tentaram continuamente influenciar o menino.

A misteriosa Luta, que já foi mencionada várias vezes em PERRY RHODAN NEO, tem algo a ver com Rhodan; já em sua infância, poderes até então desconhecidos aumentam sua influência sobre a Terra. No curso dos próximos episódios, tanto Perry Rhodan quanto o leitor vão saber mais sobre a Luta...

PRNeo0091 - Guardião do Mundo Oculto

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

c neo91

Eles descobrem o Mundo Secreto

Título Original:Wächter der Verborgenen Welt

Autor: Oliver Plaschka

Tradutor: Dirceu Alvir Rudnick

Artista da capa alemã: Dirk Schulz / Horst Gotta

Publicação na Alemanha: 13/03/2015

Publicação no Brasil: Janeiro de 2018

Época: Meados de Janeiro do ano de 2038

Local da ação: Interior do Sistema Solar

Resumo

Parte I

Catorze dias após Perry Rhodan ter ajudado o Asskor Tavirr, o adormecido orristan, usando o ênteron, ele já estava recuperado. Acompanhado de Reginald Bull, Ras Tschubai, Frederik Andersson, o errkarem Kittur e o orristan Ovesst, eles partem na essat INNESAY em busca do Mundo Oculto. O adormecido sequestrado pelos errkarems vindos de Gesverr, o mundo central dos filhos das estrelas, dá aos dois inimigos a tarefa de aceitarem juntos o seu destino de guardiões do Mundo Quente. Um grande perigo ameaça o Mundo Quente. Como povo das estrelas, ou issgeran, juntos, eles devem procurar o Mundo Oculto. Primeiro, os terranos e Ovesst seguem uma dica de Kittur, que havia encontrado uma estação em um asteroide Atira; mas, na tentativa de entrar, quase perdem a vida. Ras Tschubai, o auscultador à distância, por causa de seu dom psi, também abre esta estação, porém o que eles acham é enigmático e cruel. O halaton, que também é abundante em toda parte, parece estar morto. Nos mitos issgeran há indicações de que ele vive e também desenvolve consciência própria. Nas profundezas da estação eles encontram um grande número de errkarems mortos e entre eles há cargas explosivas que são quase fatais para Ovesst. Embora Kittur, diante dos filhos do sol mortos, observe o orristan com desconfiança, mesmo gravemente ferido ele salva a vida de seu arqui-inimigo. A expedição sai da estação dos mortos e toma o caminho de volta.

Imprimir Email

PRNeo0092 - O Legado de Aurora

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

c neo92

Explode o barril de pólvora Terra

Título Original: Auroras Vermächtnis

Autor: Kai Hirdt

Tradutor: Marcel Vilela de Lima

Artista da capa alemã: Dirk Schulz / Horst Gotta

Publicação na Alemanha: 27/03/2015

Publicação no Brasil: Fevereiro de 2018

Época: 10 a 16 de Janeiro do ano de 2038

Local da ação: Terra, Esperança, Nova Terra

Resumo

Simon Freeman é vendedor em uma loja de tecnologia que vai mal das pernas. Com seu show do arlequim de Washington, além de videologger, ele faz troça com a administração da cidade. Seu colega Jeth tenta persuadi-lo a revelar sua identidade e a tirar proveito dela. Ele rejeita a proposta, especialmente porque sua amada irmã Aurora tinha começado em seu primeiro emprego na administração da cidade. Para que ela tivesse concluído a faculdade, ele tinha feito todos os sacrifícios. À noite, eles jantariam juntos. Quando ele, devido a um dos muitos controles de identidade efetuados pela Polícia da Terra, chega tarde em casa, tem de presenciar impotente a sua agonia. Dois investigadores da Polícia da Terra, o tenente Spence e o sargento di Scoglio encontram, no vídeo de vigilância da casa, o possível autor; mas, quando examinam o pod da sua irmã, mudam de ideia. Eles levam o pod. Na manhã seguinte, Simon acorda totalmente de ressaca devido ao resto de vinho arcônida que ainda tinha na geladeira. Quando abre a conta de e-mail da irmã, ele não pode acreditar no que vê. Aurora, intimamente abraçada com um arcônida. Na delegacia, ele é rejeitado quando chama a atenção de Spence e di Scoglio. A Polícia da Terra não vai mexer com arcônidas. Enfurecido por sua irmã não poder ter justiça, em seu show, ele acusa o arcônida de assassinato, revelando sua própria identidade.

Imprimir Email

PRNeo0093 - CULTIVADORA DE MUNDOS

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

c neo93

O bastião do dourado: a CULTIVADORA DE MUNDOS

Título Original: WELTENSAAT

Autor: Christian Montillon

Tradutor: Paulo Lucas

Artista da capa alemã: Dirk Schulz / Horst Gotta

Publicação na Alemanha: 10/04/2015

Publicação no Brasil: Fevereiro de 2018

Época: Meados de Janeiro do ano de 2038

Local da ação: CULTIVADORA DE MUNDOS

Resumo

Os mutantes John Marshall, Betty Toufry, Sue Mirafiore, Sid González e o ilt Gucky estão a caminho do sistema solar Kepler-90, onde, de acordo com o lazan Lee Va Tii, fica a base da CULTIVADORA DE MUNDOS. Anteriormente, eles tinham sido apanhados pelo fantan Set-Yandar, com sua nave NETER-KELP. Uma tentativa malsucedida de fuga com o cargueiro arcônida MEHIS os havia colocado em uma emergência espacial. Por acaso, os fantans captaram sua chamada de emergência e, para o deleite deles, eram quatro dos cinco mutantes que foram Besun. Não obstante, Marshall pôde convencer Set-Yandar que Besun de maior qualidade esperava por ele na CULTIVADORA DE MUNDOS e que ele dispensasse os mutantes. A CULTIVADORA DE MUNDOS é a nave de Pranav Ketar, o dourado, considerado pelos mutantes terrestres como o culpado pela Crise Gênese. O lazan, que escapou de uma armadilha dos pré-marcianos, mudou de lado após a revelação da traição de Pranav Ketar contra as santors e a dourada Cyra Abina. Ele agora é companheiro dos terranos e de Gucky. Só ele sabe o caminho para o dourado e a Aliança, adversários dos humanoides na Luta. Inicialmente, na chegada ao sistema Kepler-90, nenhuma espaçonave é vista. Com um truque, Set-Yandar chama a atenção do dourado para a sua nave fuso. Chega a chamada de Sirol Alnat Inamor Perttai, comandante da gigantesca nave anelar CULTIVADORA DE MUNDOS. Nas discussões que se seguem, o fantan prova ser um negociador astuto. Com informações que alega ter sobre os mutantes terrestres, ele força Pranav Ketar a uma audiência. Contudo, na NETER-KELP, há problemas com Gucky, de modo que a manobra de acoplamento é atrasada. Finalmente, na nave da Aliança, Set-Yandar habilmente excita a curiosidade de Pranav Ketar. Ele quer trocar a informação apenas por um Besun apropriado da nave anelar. O dourado permite que ele e o filho de sua filha deem uma olhada na CULTIVADORA DE MUNDOS. Assim, Set-Yandar também dá tempo para que os mutantes coloquem seu plano imaturo em prática. Eles simplesmente querem entrar na CULTIVADORA DE MUNDOS e sequestrar o representante da Aliança.

Imprimir Email

PRNeo0094 - Asseclas da Aliança

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

c neo94

Apenas Callibso, o marionetista, pode salvar a Humanidade

Título Original: Schergen der Allianz

Autor: Rüdiger Schäfer

Tradutor: Marcel Vilela de Lima

Artista da capa alemã: Dirk Schulz / Horst Gotta

Publicação na Alemanha: 24/04/2015

Publicação no Brasil: Março de 2018

Época: Meados de Janeiro do ano de 2038

Local da ação: Kedhassan, Terra

Resumo

Encontro em Kedhassan

Perry Rhodan retoma o seu verdadeiro objetivo. Junto com o mutante terrano Ras Tschubai, a ara Leyle e Jenny Whitman, alias Sannasu, a marionete de Callibso, ele novamente parte para Derogwanien. Ali, ele quer encontrar respostas à questão do papel da Humanidade e o seu próprio na Luta das forças universais. Reginald Bull o acompanha ao transmissor, ao qual são levados pela INNESAY. O amigo de Rhodan deve ficar no Sistema Solar. Ele deve manter um olho nos homens das estrelas, cujos ramos orristan e errkarem são inimigos. Apenas a tarefa comum que o Eterno Adormecido, Asskor Tavirr, lhe impingiu garante uma paz frágil. Por outro lado, Reginald Bull deve se dedicar ao recém-descoberto planeta escuro Vulcano. Ali está a porta de entrada para o Mundo Oculto. Segundo os mitos dos homens das estrelas, um lugar onde recursos de poder inimagináveis estão escondidos. No entanto, o acesso a eles é negado aos quentianenses, embora estes tenham sido considerados dignos.

Imprimir Email

PRNeo0095 - No Rio de Chamas

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

c neo95

O reekha ataca a Nova Terra — um aviso para a Humanidade!

Título Original: Im Fluss der Flammen

Autor: Rainer Schorm

Tradutor: Dirceu Alvir Rudnick

Artista da capa alemã: Dirk Schulz / Horst Gotta

Publicação na Alemanha: 8/05/2015

Publicação no Brasil: Março de 2018

Época: 19 e 20 de Janeiro do ano de 2038

Local da ação: AGEDEN, Kepler-186, Relé 15, boias de relé de retransmissão

Resumo

Mildred Orsons, Julian Tifflor e Orome Tschato fazem parte de um comando de operação formado por quinze membros, sob o comando de Joseph A. Crocker, que se infiltra na AGEDEN. Como foi comprovado no início de janeiro, eles entram na base Baikonur usando respirócitos, nanopartículas que suprem o sangue com oxigênio, e conseguem penetrar na nave capitânia junto com as provisões de água limpa. É necessária esta missão suicida, porque a frota do Protetorado de Larsaf põe-se em marcha para destruir a pequena frota terrana. Aparentemente, os arcônidas descobriram a base. A única maneira de dificultar a vida do reekha Chetzkel é executar um ataque interno de surpresa. Mas a operação começa muito mal. Após a transição do couraçado, Tschato mostra sinais de intolerância aos respirócitos. Tschato só sobrevive depois de sair do sistema de aquedutos. O próximo objetivo é um depósito de armas, que é aberto pelos especialistas em sistemas do comando de operações. Uma mão invisível parece ajudá-los. Como se fossem rotinas autoexecutáveis, que servem para ocultar e bloquear. Elas permitem que os terranos se equipem com trajes de combate, radiadores múltiplos e explosivos, sem que o acesso ao arsenal seja percebido pela positrônica da nave. Enquanto se preparam para o ataque à central de comando, Ryuter informa que Chetzkel acabou de atacar a Nova Terra. A partir destas informações, concluem que ele usou uma bomba de Árcon. Agora, só o comando de operações tem a chance de conseguir o tempo necessário para a evacuação da Nova Terra e apoiar suas próprias naves de combate, debilitando o couraçado. O ataque surpreende Chetzkel e a tripulação da central de comando. No entanto, o reekha e sua equipe reagem imediatamente à nova situação. No centro de comando da AGEDEN, origina-se uma escaramuça, na qual caem pessoas de ambos os lados. Quando a AGEDEN se envolve na batalha espacial e ativa seus sistemas de armas, a nave estremece com uma explosão. Plasma incandescente irrompe através do casco esférico interno e queima tudo em seu caminho. Antes da chegada do reforço arcônida, os últimos cinco integrantes do comando de operações se retiram. Orome Tschato, que cobre a retirada deles, é atingido e aprisionado. Através dos aquedutos, eles alcançam as áreas livres do casco exterior, de onde escapam usando as cápsulas de salvamento do couraçado, que ainda está em luta com as naves inimigas.

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.