Ciclo 05 - Os Senhores da Galáxia

Episódios 200 a 299 – Período da história: 2400 a 2406
Data de publicação na Alemanha: 1965 a 1967
Data de publicação no Brasil: 1983 a 1986


Seguindo indicações do halutense Icho Tolot, Perry Rhodan e seus companheiros descobrem a estrada de transmissores solares para Andrômeda e encontram-se nesta outra galáxia com os maahks, seres que respiram hidrogênio, e com os tefrodenses, seres humanoides semelhantes aos terranos. Através de uma viagem no tempo até uma época situada 50.000 anos no passado, Perry Rhodan toma conhecimento da história dos lemurenses, a Primeira Humanidade. Finalmente os terranos vencem os senhores da galáxia, os tirânicos senhores de Andrômeda.



PRBR 0200

Via Láctea

O halutense Icho Tolot voa para o planeta Opposite e traz consigo dois terranos da nave esférica OMARON, resgatados no espaço por Fancan Teik. Através do relato de Icho Tolot, os terranos a bordo da CREST II, a nova nave capitânia da frota, descobrem o transmissor solar no centro da Galáxia. Durante as buscas, a CREST II entra na área de influência do transmissor solar e é lançada no espaço vazio entre as galáxias, enquanto o resto da frota que a acompanhava ficam para trás. (PR 200)

 

Gêmeos

A CREST II aporta em um sistema desconhecido, no planeta Power do sistema de Gêmeos no espaço vazio. Icho Tolot, a única pessoa a bordo que não perdeu a consciência ao atravessar o transmissor, abre fogo com as armas de bordo no complexo de pirâmides. Os terranos encontram os destroços da OMARON e os corpos mumificados da tripulação. Na sequência, o planeta se dissolve gradualmente por um circuito de segurança devido a destruição das instalações e irradia sua matéria pelo transmissor solar. (PR 200)

O processo de dissolução de Power atua sobre os recursos hídricos da CREST II impedindo a reação entre os átomos de hidrogênio e oxigênio. A tripulação começa a morrer de sede. Com a destruição da estação em Septim, os escudos de energia dos planetas gêmeos foram enfraquecidos. (PR 201)

Com o fornecimento de provisões e equipamentos, e o hábil apoio de Reginald Bull com a BOX-8323 através do transmissor solar se conseguiu localizar a CREST II e resgatá-la no último segundo. Sendo localizada a distância, com o auxílio da SIGNAL em voo ultraluz no retorno do sistema de Gêmeos para a Via Láctea. (PR 202)

A nave capitânia da Frota Solar avançou até Quarta e descobriu a Cidade dos Proscritos, eles conseguem novas informações sobre os mestres da estrada de transmissores, mas com isso eles atraem o mal sobre si, e tem que fugir de Quarta. (PR 203)

Em Quarta, a tripulação foi infectada com o Drung. Ele tenta forçar a tripulação a levá-lo para casa. Graças a Icho Tolot, a criatura é expulsa com sucesso em Sexta. (PR 204)

Em Quinta, a tripulação da CREST II consegue ocupar a estação de ajuste do transmissor solar e fixar o caminho de volta à Via Láctea. O guardião da estação entra em combate com a BOX-8323 e é destruído, antes disso, no entanto, altera o destino, enviando a nave para Horror. (PR 205)


Horror

Os terranos têm que defender sua pele dentro do mundo oco. Partindo da concentração de energia no centro, o chamado núcleo de energia, quando a CREST II é acelerada como em um síncrotron e ameaça colidir com a superfície da concha esférica interior de Horror. Perry Rhodan e Icho Tolot conseguem anular o desastroso efeito. O comando de desembarque encontra o caminho da casca interna com o núcleo de energia para o alto, para o andar verde. (PR 206)

Lá, a tripulação da nave capitânia entra no conflito permanente entre os gurus e os eskies. Por causa dos paradons dos gurus as fontes de energia da nave falham por completo. A CREST II e duas corvetas tiveram que fazer um pouso de emergência. A frente gelada parapsíquica produzida pelos gurus ameaça congelar a tripulação até a morte. Eles arrastam dois shifts, num esforço sobre-humano para fora da esfera de influência dos eskies e gurus para atordoá-los com as armas paralisantes. Então, procuram o caminho para o próximo andar. (PR 207)

Após a transição para o andar vermelho eles precisam entrar em contato com os soberanos azuis que escravizam o povo dos tentaculares e desativá-los. Ele comanda um destacamento para despistar os soberanos azuis e destruir a conexão. (PR 208)

No andar amarelo a CREST II encontra os matadores aparentes que querem usar os terranos para efetuarem a sua vingança contra os superiores que mataram seus mestres. Gucky consegue dissuadi-los de seus planos. (PR 209)


Gêmeos

A ANDROTEST I chega ao sistema de Gêmeos e encontra os rastos da CREST II, que os levam para o sistema Horror. (PR 210)


Horror

Ao chegar no sistema Horror, a ANDROTEST I juntamente com a BOX-9780 e BOX-9781 encontram a CREST II, recém-libertada do mundo oco. (PR 210)

A CREST II se aproxima – atraída por mensagens de rádio vindas da superfície de Horror – e cai na esfera de influência do condensador potencial. As BOX dos pos-bis são destruídas, e nave capitânia e sua tripulação são reduzidos em 1.000 vezes. (PR 211)

Durante um voo teste com uma aeronave do tipo F-913 G, Don Redhorse e sua equipe são abatidos e são aprisionados pelos antigos habitantes da superfície de Horror – os cabeças-de-cúpula. Uma parte da equipe consegue libertar-se e fugir para CREST II. (PR 212)

Com a F-913 G, um grupo de terranos alcança o polo sul de Horror para destruir o condensador potencial local. Após grandes esforços, a equipe de operações consegue colocar uma bomba. No entanto, o plano falha, porque a força da explosão, não foi suficiente para destruir as instalações. (PR 213)


Kahalo

A MOHIKAN, sob o comando do coronel Ferro Kraysch, descobre o planeta Kahalo há muito procurado com a estação de ajuste do transmissor solar. Ele consegue tirar o controle da estação de ajuste do Cortador, o vigia robô, e repelir uma invasão dos maahks. (PR 214)


Horror

A ANDROTEST II avança até Horror e depois de lutar com uma fortaleza espacial dos maahks, também caí na esfera de influência do condensador potencial. (PR 215)

Os terranos encolhidos precisam recuperar um blindado voador abandonado no andar vermelho para avisar a tripulação da ANDROTEST III que estava sendo aguardada sobre o andar amarelo. (PR 216)

A fortaleza espacial dos maahks reaparece no sistema Horror e sequestra a CREST II, juntamente com a sua tripulação e os leva até o sistema de Gêmeos. (PR 217)


Gêmeos

Mais tarde a nave capitânia consegue libertar-se da fortaleza. (PR 217)

A frota terrana é bem-sucedida em repelir a fortaleza espacial dos maahks do sistema de Gêmeos pelo transmissor solar. (PR 218)

A fortaleza espacial se rematerializou em Kahalo. Eles conseguem destruí-los através da ação dos mutantes. Os maahks fogem com as naves auxiliares, mas os mutantes continuam desaparecidos. (PR 219)

Os mutantes caem nas mãos dos maahks em fuga e podem formar uma aliança com os aconenses. (PR 220)


Via Láctea

Allan D. Mercant recruta cinco doentes com a peste do centro e, assim, permite que eles libertem os prisioneiros maahks, enviando os cinco astronautas condenados a morte como espiões para a área de influência dos maahks. (PR 221)


Andro-Alfa

Com a ALTAI, os terranos vão para Andro-Alfa, onde os espiões são duplicados e depois mortos. (PR 221, PR 222)


Gêmeos

Os duplos terranos retornam ao sistema de Gêmeos. Atlan é duplicado em Quarta, no entanto, o duplo é destruído antes de estar concluído por uma equipe de resgate. (PR 223)

 

Kahalo

Um exame nos supostos terranos não fornece nenhuma indicação da peste do centro. No voo de regresso para Opposite eles sequestram a KITARA, matando a tripulação e encenando a destruição da nave. Uma esfera lhes traz mais equipamentos. (PR 224)


Via Láctea

O plano da Quinta Coluna, de preparar a invasão secreta da Via Láctea pelos maahks, por meio da chamada trilha de desvio de impulsos é descoberto. (PR 225)

Atlan usa os saltadores de ondas Tronar e Rakal Woolver para ir atrás da origem e os planos dos duplos. Aparentemente Tronar morre durante a espionagem na espaçonave dos maahks, quando seu corpo é duplicado. (PR 226)


Kahalo

O duplo de Tronar Woolver que é enviado por Grek-1 até os terranos é desmascarado antes mesmo da sua chegada e substituído por Rakal Woolver que retorna para os maahks como Tronar Woolver. (PR 227)


Via Láctea

Rakal Woolver frustra os planos de invasão dos maahks e danifica severamente a espaçonave maahk. (PR 228)

Gucky consegue fazer contato com Grek-1. Tronar Woolver retorna com a ajuda de Grek-1 depois da destruição de seu duplo. O maahk se entrega nas mãos dos terranos e destrói a sua espaçonave. (PR 229)

Através do interrogatório de um terrano capturado, os aconenses ficam conhecendo a estrada para Andrômeda. (PR 230)


Gêmeos

Uma frota aconenses ocupou o sistema de Gêmeos. De acordo com o plano de Grek-1, maahks leais aos senhores da galáxia atacam os aconenses. A batalha acontece no sistema de Gêmeos, no qual a estação de ajuste é destruída. O caminho de volta para casa é cortado para sempre para ambas as frotas – Grek-1 conclui a sua vingança sobre os aconenses que expulsaram os seus antepassados da Via Láctea e não está mais a serviço dos senhores da galáxia. (PR 230)


Chumbo de Caça

Por sugestão do novo aliado, Grek-1, os terranos vão até o Sistema dos Perdidos, confrontando-se com os habitantes, maahks mutantes. (PR 231)

Gucky é lançado no passado distante do sistema por uma armadilha temporal, testemunha a destruição do planeta natal dos maahks locais e auxilia os maahks em sua desesperada luta com os representantes dos senhores da galáxia. Como agradecimento, ele recebe o título honorífico de Matador Simultâneo em Toda a Parte. Ele volta ao tempo real para trazer o consenso entre os dois povos. (PR 232)

No sistema dos Perdidos, os terranos constroem num planetoide o satélite secreto Troia e contrabandeiam-no para a nebulosa de Andro-Beta. Assim começa uma sistemática campanha contra os senhores da galáxia. (PR 233)


Andro-Beta

Um moby engole Troia. Eles conseguem escapar da destruição do moby. (PR 233)

Depois destas experiências, a CREST II e sua tripulação tornam a entrar em um moby – o moby Tolot – e se tornam prisioneiros dos twonosers. (PR 234)

A fim de recuperar a liberdade, a tripulação da nave capitânia continua a alimentar os conflitos internos entre as três castas dos twonosers. (PR 235)

Enquanto o sistema de castas dos twonosers desmorona pela guerra civil instigada, os terranos fogem do moby. (PR 236)

A BAGALO que serve como escolta para seis naves transportadoras da classe ANBE, que compõem a frota de reabastecimento para Troia, cai em poder dos três irmãos siderais. Após a fuga bem-sucedida, eles encontram a CREST II. Enquanto Perry Rhodan está no hospital com uma fratura no crânio, Atlan toma as medidas necessárias para evitar mais conflitos com os twonosers e pode destruir o moby Tolot. (PR 237)

Enquanto espera o reabastecimento e a CREST II, Heske Alurin deixa o satélite secreto com a IMPERATOR camuflada e descobre o sistema Alurin. O planeta de gelo Arctis parece ser uma base ideal para os terranos. Segue-se a implantação da estação Louvre. (PR 238)

O primeiro planeta do sistema Alurin, Destroy, é examinado. Ele vem a descobrir os últimos laurins e desvenda a sua trágica história. Ao sair, os terranos acionam um circuito de segurança que ativa algumas naves robotizadas e uma estação de hiper-rádio remota. (PR 239)

As ondas de hiper-rádio ativaram os mobys supostamente mortos por toda a Andro-Beta. Um deles ataca Arctis, só com muito trabalho os terranos conseguem – usando ácido Stog e a ação dos irmãos Woolver – neutralizar e controlar aquele que está no sol Alurin. Segue-se a fuga dos terranos de Andro-Beta diante da ativação dos mobys. (PR 240)

Don Redhorse e quatro terranos retornam a Andro-Beta para localizar a origem dos sinais de hiper-rádio. Contrariando as ordens eles pousam no planeta Gleam no sistema Tri e conhecem os seus habitantes – os gleamors. (PR 241)

O grupo liderado por Don Redhorse descobre que a estação de hiper-rádio responsável pela ativação dos mobys está em Siren, a Lua de Gleam. Eles retornam à CREST II e informam sobre sua descoberta. (PR 242)

Um comando terrano avança para Siren para silenciar a estação de hiper-rádio. Por fim a lua é destruída com bombas de Árcon. Como resultado os mobys morrem novamente. (PR 243)

Os terranos avançam novamente para a nebulosa Beta, agora sem proteção. Recebem uma mensagem da superinteligência AQUILO, e Harno oferece sua ajuda aos terranos. No local indicado por Harno é construído a nova base dos terranos Power Center. (PR 244)

Os pedidos de ajuda parapsíquicos chamam a atenção dos terranos para o planeta Rando-1. Lá, eles encontram a célula originária do Plasma Central do Mundo dos Cem Sóis que abrangia todo o planeta, naves robotizadas colhiam a massa e transportavam para fora. Perry Rhodan se lembrava da promessa que ele havia dado ao Plasma Central e promete ajuda. Porém antes da estação de guarda no interior do planeta pudesse ser desligada, ela relata a decolagem dos terranos a um circuito de segurança e dispara um alarme para a frota de vigilância. O planeta Rando-1 explode após a queda de centenas de bombas robotizadas. (PR 245)

No planeta escuro Módulo, os terranos encontram Baar Lun, o último modular. Sob coação, ele produzia os monstros androides que atacaram os terranos da célula original fornecida pelo plasma celular. (PR 246)

Os terranos têm sucesso em abrir-lhe os olhos e fazê-lo perceber que ele, Baar Lun, estava sendo enganado e escravizado pelos senhores da galáxia, que ele é apenas uma ferramenta dos soberanos de Andrômeda. Estes ameaçavam destruir seu povo se ele se recusasse a prestar seus serviços. Finalmente ele se torna um aliado dos terranos, quando descobre que o seu povo há muito tempo havia sido extinto. (PR 247)


Andro-Alfa

A pedido de Grek-1, a CREST II vai até Alfa-Centro, um dos mundos centrais dos maahks no interior de Andro-Alfa. Grek-1 toma conhecimento de que os lideres maahks locais estão a serviço dos senhores da galáxia. Sua morte sacrificial inicia a rebelião dos maahks contra os senhores da galáxia, e eles começam a pôr em execução o seu plano que começou há 10.000 anos para derrubar os senhores da galáxia. (PR 248)


Chumbo de Caça

Maahks leais aos SdG envolvem-se em três ofensivas sobre o sistema Chumbo de Caça. Para Reggie, uma entidade criada a partir do mecanismo de controle do transmissor solar, a frota de Reginald Bull está travando uma batalha perdida, entra em ação e evita uma quarta onda de invasão. (PR 249)

 

Andro-Beta

O recém-projetado ultracouraçado da classe Galáxia, a CREST III, a nova nave capitânia da Frota Solar, chega em Gleam. (PR 250)


Andrômeda

Ao se aproximarem de Andrômeda, os terranos descobrem o estaleiro de reparação KA-barato, e depois de alguns mal-entendidos iniciais, entram em entendimento com o ambulante Kalak. (PR 250)

Encontram os biodegradadores na KA-barato que sequestram a CREST III. Um grupo liderado por Perry Rhodan consegue libertar-se da prisão dos biodegradadores. (PR 251)

Com um jato-mosquito que Gucky conseguiu retirar antes do sequestro da nave capitânia, Perry Rhodan voa com Atlan, Gucky, Kalak e Kildering, a ferramenta sagrada dos ambulantes, para Ollura, até o planeta natal dos biodegradadores, para retomar a CREST III. O jato-mosquito é abatido e Perry Rhodan cai em Boltra, a única cidade do planeta destruído e morto do povo dos biodegradadores. Kildering perece neste acidente. Os terranos removem o último biodegradador a bordo da CREST III e reconquistam a nave esférica. (PR 252)

Como uma indenização pela reparação da nave, Kalak exige que os terranos entrem na nebulosa escura Hades e procurem por outros ambulantes. No planeta Bengala no Sistema Esmeralda, eles encontram os ambulantes do estaleiro OL-Prestativo, que estão na defensiva contra as plantas inteligentes do mundo Bengal, os praems. Acontece que as inteligências e a fauna do planeta foram convertidas em plantas pelos moduladores de genes, por ordem dos senhores da galáxia. Os terranos caem em poder das plantas. (PR 253)

O Bluul, com o seu labirinto cósmico, dificulta a CREST III de resgatar os prisioneiros em Bengala. Por fim, conseguem libertar os terranos e ajudar os moduladores. Os praems se submetem à vontade de Baar Lun, que fez uma experiência com os cristais da ilusão. (PR 254)

Quando se aventuraram no centro da zona proibida de Andrômeda, os terranos são atacados pelos gaids e, em seguida, pelos tefrodenses, um povo surpreendentemente semelhante aos terranos. Quatro tefrodenses são resgatados no espaço e trazidos a bordo da CREST III. Uma tentativa de fuga falha, e dois tefrodenses se matam quando avistam Icho Tolot. (PR 255)

A operação de espionagem em Tefrod falha, os terranos não podem descobrir nada sobre o mundo principal dos tefrodense nem sobre sua origem. A incursão à residência oficial do Virth também falha, porque esta é cercada com para-armadilhas. Os terranos são obrigados a se retirar. (PR 256)


Andro-Alfa

Finalmente os maahks levantam-se contra os senhores da galáxia e destroem o transmissor solar em Alfa Centro. A corveta KI-33 sob o comando de Arl Tratlo, descobre no planeta Multimatador uma fábrica de estranhas moedas grandes – mais tarde, elas são identificadas como receptores de impulsos. (PR 257)


Andrômeda

A fim de investigar a tecnologia tefrodense da ASKAHA, uma espaçonave tefrodense, que foi danificada em uma batalha com os maahks, é apreendida e rebocada para o planetoide Runaway. Lá, os terranos encontram-se com Lucky Log o robô-psi. No entanto, a tripulação sedada com os radiadores narcotizantes acorda sob a influência do receptor de impulsos e ataca os terranos. Quando a situação se torna desesperadora para os tefrodenses, os seus receptores de impulsos recebem o impulso suicida. (PR 258)

A caminho do estaleiro de reparação KA-barato a ASKAHA é capturada por um transmissor situacional e irradiada junto com outros destroços tefrodenses para o sistema Redeye. No planeta-estaleiro Terminal, os terranos têm que lidar com a positrônica principal até o ataque dos tefrodenses. Só é possível para a CREST III resgatar a tripulação da ASKAHA no último segundo. (PR 259)

O planeta museu History é descoberto – e com ele, os terranos tomam consciência de que eles têm sido observados pelos senhores da galáxia. No planeta, pode ser encontrado, graças ao campo de ativação celular, as pessoas sequestradas de todas as eras da história da Terra. Entre eles está Bari Staunder. Ele foi sequestrado durante a luta contra os blues no século 24 e retorna para bordo da nave capitânia. (PR 260)

As investigações revelaram que os tefrodenses desligaram o campo de ativação celular depois da descoberta de History. A CREST III escapa do ataque tefrodense para o espaço linear, do qual é arrancada pelo ataque de uma espaçonave tefrodense. Eles encontram o planeta Multika, e os terranos descobrem uma infinidade de multiduplicadores. Eles conseguem capturar alguns duplos posicionados lá e afastam-se do planeta. No entanto, os prisioneiros morrem pouco depois através da ativação dos seus receptores de impulsos. (PR 261)

Para determinar a identidade dos invasores, os senhores da galáxia desenvolveram um plano mestre. Várias espaçonaves com multiduplicadores chamadas naves duplicadoras, as unidades são alocadas nas áreas envolvidas em conflitos com os maahks, logo que se confirma que uma espaçonave dos invasores se encontra lá. De acordo com o plano, a nave duplicadora SUSAMA sob o comando de Ko-Antin 201 é capturada pelos terranos. Gucky, André Noir e Icho Tolot vão a bordo. Eles são postos fora de ação por gás e duplicados. Enquanto isso, a SUSAMA se retira através de um transmissor situacional. (PR 262)

A CREST III segue a SUSAMA, tenta interceptar a nave duplicadora. Ambas as naves estão no grande sistema Big Blue. Quando o ataque dos duplos a CREST III começa, eles conseguem abater a SUSAMA sobre o planeta Vario. Os duplos sobreviventes são mortos. A segunda parte do plano mestre põe-se em movimento, mesmo sem a identidade dos invasores ser elucidada. (PR 263)

Atraída por gritos de socorro, a CREST III se aproxima do planeta Vario. Que prova a ser uma gigantesca armadilha. Máquinas titânicas abastecidas por sugadores solares são usadas para criar um campo de zero absoluto e atirar a CREST III 52.392 anos para o passado. Em seguida, a nave capitânia é conduzida por um transmissor situacional ao hexágono solar no centro galáctico de Andrômeda e de lá para Kahalo na Via Láctea. (PR 264)


Via Láctea

Face as frotas de vigilância do Almirante Hakhat que protege o planeta de ajuste, apenas Atlan possui as respostas certas para as suas perguntas. E assim passa-se por um tefrodense e passa na inspeção. A CREST III toma o caminho para a Terra, que naquela época é chamada Lemur, que está enfrentando uma nova era do gelo e é povoada pela Primeira Humanidade, que trava uma luta defensiva sem esperança contra os halutenses, nossos melhores amigos. Em Lêmur, o agente do tempo Orghon sobe a bordo, ele também vem do futuro e quer passar a identidade dos terranos para os senhores da galáxia. Conseguem matar Orghon e evitar a destruição da CREST III por um dispositivo explosivo detonado por ele. (PR 264)

Enquanto isso o agente do tempo e alto conselheiro Tam Frasbur em Kahalo recebe os comandos de um senhor da galáxia, e começa a elaborar uma armadilha para a CREST III, o comando especial Lemur sob o comando de John C. Shelton está em Lêmur e cai nas garras dos lemurenses. Graças à Lucky Log, o robô-psi, eles conseguem libertar-se. Um contato com a CREST III que fugiu diante das forças lemurenses não acontece. Dos quatro conselheiros Tam influenciados por Log, membros do Clube Luna, os homens dos comandos especiais receberam os Krish’un, mantos vivos da lua Washun de Darak. Log teleporta o grupo para a lua Suen na cidade M’adun em Lêmur. Lá, eles encontram o olho do tempo Angekok. Enquanto a CREST III escapa da armadilha de Frasbur, Log se conecta ao Olho do Tempo, e lá junta-se a essência do Dull, que leva o grupo para Darak, a partir de onde eles se transferem via transmissor para Washun. (PR 265)

Em Washun eles encontram os ambulantes do estaleiro cósmico MA-genial, que estão lutando contra os halutenses. Após a chegada da CREST III o enigma de Krish’un pode ser resolvido, e eles se envolvem na luta entre ambulantes e halutenses em favor dos ambulantes de MA-genial. Além disso, Baar Lun resolve o mistério da origem de seus antepassados. (PR 266)

Em Kahalo, os saltadores de ondas Tronar e Rakal Woolver tentam pegar o agente do tempo Frasbur, a fim de negociar a sua volta para o tempo real. Porém eles caem em uma armadilha de Korpel, que tortura Tronar com um psicogerador. Rakal consegue dominar Korpel e este, por sua vez, é conectado ao psicogerador. Korpel torna conhecido todos os detalhes da base de Frasbur e se entrega a discursos inflamados contra os senhores da galáxia. Como resultado, seu receptor de impulsos é ativado e mata-o. Eles conseguem acompanhar uma conversa entre Frasbur e Regnal-Orton. Aqui havia uma maneira de retornar ao futuro. Os saltadores de ondas sobem a bordo da espaçonave de Regnal-Orton. Eles se livram de uma de suas armadilhas e o dominam. Ao chegarem no futuro, o ativador celular de Regnal-Orton é removido sob as ordens de Reginald Bull. O senhor da galáxia morre instantaneamente. (PR 267)


Andrômeda e Via Láctea

Reginald Bull esperava com o General Deringhouse na proteção contra localização de um sol, 10.000 anos-luz da Zona Proibida, na HELPA. Eles trouxeram a HELLTIGER, uma espaçonave siganesa disfarçada como um pedaço de detrito, pilotada por Lemy Danger. Através de um plano elaborado e preciso os irmãos Woolver, Tako Kakuta e Lemy Danger atravessam para o outro lado de Vario no passado e na Via Láctea, onde a CREST III os aguarda. Enquanto os gêmeos e Tako partem para procurar o agente do tempo Frasbur, Lemy Danger se reúne com Gucky, que aterrissou lá em um voo de reconhecimento, em um planeta lemurense. Juntos, eles conseguem fugir e voltar para a CREST III. (PR 268)

Tako Kakuta, Tronar e Rakal Woolver chegam a Kahalo, e ali, no antigo Pavilhão Memorial caem em uma armadilha. Por um transmissor de espaço-tempo são transmitidos para o hiperespaço e se reúnem com Ernst Ellert e Harno. Frasbur os trouxe de volta, depois que ele teve uma ligação de rádio com um dos senhores da galáxia que quer interrogar os prisioneiros. Gucky e Lemy Danger a bordo da KC-1 também se apressam para chegar a Kahalo e onde eles se encontram com Frasbur. Depois de uma violenta batalha entre Gucky e os robôs de combate chamados para proteger Frasbur, eles conseguem capturar o agente do tempo.

Enquanto isso, a KC-1 com Don Redhorse encontra-se com uma inteligência coletiva unida a um ser energético.

Após o retorno da KC-1 para Kahalo, o comando de operação consegue escapar juntamente com Frasbur. Na CREST III inicialmente ele é preso em uma cabine. (PR 269)

Lá, Frasbur é interrogado telepaticamente a maior parte do tempo. Por um lado, ele fornece informações deliberadamente, por outro lado, oculta outras, para tentar destruir a CREST III. No entanto, suas atividades são conhecidas. Frasbur planeja propositadamente atrair a nave capitânia com as informações sobre o acesso direto ao transmissor solar a um determinado planeta. Supostamente a CREST III voltaria à Andrômeda em uma estação localizada naquela região sem patrulhamento da frota de vigilância lemuriana através do transmissor solar. Na verdade, é uma fortaleza defensiva fortemente armada, que supostamente poderia destruir a CREST III. Além disso, a estação também abriga um transmissor temporal, com a capacidade de 500 anos.

Enquanto isso, a plataforma do estaleiro cósmico MA-genial é destruída por uma frota lemuriana. O incidente demonstra a necessidade de desaparecer rapidamente deste período de tempo.

A investigação dos terranos revela que este planeta desconhecido é Pigell no sistema Vega. Depois de alcançar o sistema Vega os dois jatos-mosquito voam sobre Pigell sob a orientação de Atlan. Pelas imagens, foi desenvolvido um plano para destruir a fortaleza defensiva. O plano é colocado em operação. A CREST III voa em voo linear diretamente para Pigell e abre fogo imediatamente após a rematerialização. Com a salva sincronizada de todas as armas da nave esférica, a fortaleza robotizada alimentada pelo raio de sucção solar vai abaixo. Vinte bombas conversoras de pequeno calibre de 30 megatons completam a destruição.

Em seguida, a CREST III voa aparentemente desorientada sobre o planeta para ser transferida pela estação temporal. O plano é bem-sucedido, e a nave esférica se livra dos lemurenses ao se deslocar cerca de 500 anos no futuro. Uma vez no ano 49.488 aC, um destacamento da CREST III tenta conquistar a estação temporal. Quando eles ameaçam destruir a estação, seu comandante, o agente do tempo Neskin. Ele atira na tripulação da base e, em seguida, em si mesmo sem revelar aos terranos quaisquer segredos tecnológicos. (PR 270)

Para ir buscar a CREST III do passado e trazer para a Via Láctea e depois para Andrômeda no tempo presente, Reginald Bull envia o tênder da frota DINO III sob o comando de Rog Fanther. O tênder está transportando 3 unidades de conversores Kalup para a CREST III. O plano é transportar o Tender para 50.000 anos no passado, na armadilha do tempo de Vario e irradiá-lo para Kahalo através do transmissor solar. De lá, a DINO III deve, então, voar para encontrar-se com a CREST III no sistema de Vega e lhes entregar os três conversores Kalups. E então a CREST III deve usar os três conversores adicionais para criar uma ponte no espaço vazio entre a Via Láctea e Andrômeda e, em seguida, voltar ao presente através da armadilha temporal de Vario.

Pouco tempo depois o rato castor consegue dominar o SdG Nevis-Latan, e isto permite à Crest retornar para o tempo real do ano 2404.

Torna-se claro para os terranos que os lemurenses, desde a vitória dos halutenses, conseguiram viajar há 50.000 anos para Andrômeda com a ajuda dos engenheiros solares, que construíram os transmissores solares. Em pouco tempo os lemurenses conseguiram conquistar a galáxia, através de sua técnica avançada. Os maahks foram expulsos de sua pátria, e ao longo do tempo os lemurenses desenvolveram-se dando origem aos tefrodenses. Treze renegados da elite científica e militar assumiram o poder total e se tornaram os senhores da galáxia. Quando seis deles descobriram o segredo do mais poderoso SdG, o Fator I, eles foram eliminados, e os sete SdG restantes exerceram seu poder ilimitado com a ajuda de antiga técnica lemurense: as multidões de duplos e o domínio da viagem no tempo. Os SdG usam todos os meios para subjugar o império da Humanidade. Um ataque do SdG Miras-Etrin tenta destruir a Terra, mas Atlan consegue impedir este atentado.

Nesta época surge um objeto voador desconhecido de Andrômeda sobre Kahalo. Ele é uma espaçonave dos engenheiros solares. No ano 2405 eles descobrem o quanto foram usados pelos SdG, e libertam-se de seu poder quando se atiram no sol de seu sistema natal. Através desta ação eles retornam ao “Seio da Grande Mãe”, sua pátria, e passam a viver de uma maneira incompreensível.

Atlan procura os maahks na nebulosa Alfa, e finalmente chega a um tratado de paz com os velhos inimigos mortais de seu povo. Os metanitas se tornam aliados dos terranos, porém exigem como compensação pelo acordo a retirada dos terranos de Andrômeda ao término da luta contra os SdG, bem como a destruição da estrada de transmissores da Via Láctea para Andrômeda.

Para destruir o transmissor central de Andrômeda, os terranos criam um antissol e liberam com isso um inferno cósmico. Os homens precisam voar para fugir das forças cósmicas. A ponte entre as vias lácteas torna-se instável através da destruição do transmissor de Andrômeda e finalmente desativa-se completamente.

A força de combate de Rhodan estacionada em Andrômeda está isolada de sua galáxia natal, mas há entretanto estações espaciais dos maahks construídas há 50.000 anos no espaço vazio intergaláctico para funcionarem como estaleiros e estações de suprimentos num caminho seguro entre Andrômeda e a Via Láctea Na antiga estação espacial dos forrils os terranos encontram informações sobre as estações. Quando os terranos chegam à Estação Central, a estação próxima de Andrômeda, Miras-Etrin já havia organizado uma armadilha para Rhodan, que entretanto não chega a acontecer. O senhor da galáxia morre durante a explosão da estação espacial. Na estação Midway Rhodan, que vinha de Andrômeda, encontra-se com Bull, que vinha da estação Lookout, próxima à Via Láctea Bull traz informações sobre o centro de poder dos SdG, Multidon, a central das frotas de duplos dos SdG. Após uma encarniçada luta o mundo industrial é destruído por um incêndio atômico. Proht Meyhet, o comandante deste mundo e um senhor da galáxia, morre.

A bela Mirona Thetin, Conselheira Tam do sistema Sulvy, é salva de uma emergência espacial e avisa de um iminente atentado contra a Terra. Agentes dos SdG estão ativos na Terra e desejam transformar homens e animais em feras furiosas através de um psicoemissor. No último segundo o projeto é frustrado.

Fator I, o impiedoso líder dos SdG, deseja voltar a roda da história através da destruição da nave de Thora antes do primeiro voo lunar de Rhodan. O Fator II, Trinar Molat, envia uma nave tefrodense por transmissor temporal para o ano 1971, que contudo fracassa na tentativa de destruir o cruzador de pesquisa arcônida. Neste meio tempo, terranos, pos-bis e maahks atacam o mundo central dos SdG. A Tamânia se assemelha a uma superfortaleza, de onde é controlada toda a Nebulosa de Andrômeda. Trinar Molat morre devido a um ataque dos terranos e maahks ao seu bastião.

Nesta época, quando a luta contra os senhores da Nebulosa de Andrômeda atinge um ponto culminante, chega um homem misterioso quase despercebido para o anúncio da paz: Tengri Lethos, um dos últimos hathors vivos, que chama a si próprio de “Guardião da Luz”.

O Fator I, cada vez mais acuado, tenta por si próprio ir ao passado para destruir o cruzador arcônida, mas este ataque fracassa. E então os terranos conhecem a inacreditável verdade: o Fator I é ninguém menos que Mirona Thetin, que havia ajudado os terranos há pouco tempo. Quando ela entretanto não deseja abandonar seu poder, ela trava um duelo com Atlan e o Fator I morre tragicamente.

O poder dos senhores da galáxia é finalmente quebrado, e os calendários registram na Terra o mês de fevereiro de 2406. Rhodan retorna à Terra, onde Mory Rhodan-Abro havia dado a luz a seus filhos Suzan Betty e Michael Reginald em agosto do ano anterior.

Veja abaixo os detalhes em nossos resumos!

PR0279 – Os Conquistadores do Tempo

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PRBR-0279

“Ele é um dos Senhores da Galáxia – e só ele é capaz de derrubar a barreira do tempo.”

Título Original: Die Bezwinger der Zeit

Autor: William Voltz

Tradutor: Ayres Carlos de Sousa

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 06/01/1967

Publicação no Brasil: 1986

Época: 49488 aC / 2404

Local da ação: Vario.

Personagens principais: Perry Rhodan, Atlan, Gucky, Tannwander, Nevis-Latan, André Noir, Dromm.

Curiosidades:

Visão Geral

Resumo

Perry Rhodan, Atlan, Tako Kakuta, André Noir, Don Redhorse, Brazos Surfat, Chard Bradon, Olivier Doutreval, Lastafandemenreaos Papageorgius e Gucky em 30 de outubro 2404, tempo real, informam a CREST III, que se escondera a 5,6 anos-luz de Lemuria num planeta de metano, que haviam descoberto o senhor da galáxia procurado.

Imprimir Email

PR0280 – Detetives Cósmicos Entram em Ação

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PRBR-0280

“Eles viajam em missão secreta – e descobrem uma base de apoio dos conspiradores contra o Império Solar”

Título Original: Die Weltraumdetektive greifen ein

Autor: H. G. Ewers

Tradutor: Ayres Carlos de Sousa

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 13/01/1967

Publicação no Brasil: 1986

Época: Novembro de 2404

Local da ação: Ojun, Gleam, Terra.

Personagens principais: Jean-Pierre Marat, Roger McKay, Dr. Jeremy Traver, Helen Ayara, Perry Rhodan, Homer G Adams, Reginald Bull, Atlan.

Curiosidades:

Visão Geral

Resumo

Desde que enormes frotas dos tefrodenses se concentram na localização do estaleiro KA-Barato em Andrômeda, Kalak o transfere em novembro de 2404 para o sistema Tri em Andro-Beta.

Imprimir Email

PR0281 – Luta no Fundo do Mar

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PRBR-0281

“O Jaguar Negro caça no fundo do oceano – e penetra na fortaleza dos duplos”

Título Original: Kampf in der Tiefsee

Autor: H. G. Ewers

Tradutor: Ayres Carlos de Sousa

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 20/01/1967

Publicação no Brasil: 1986

Época: 2404

Local da ação: Terra.

Personagens principais: Perry Rhodan, Homer G Adams, Jean-Pierre Marat, Roger McKay, Reginald Bull, Atlan, Alchinom.

Curiosidades:

Visão Geral

Resumo

A depressão econômica do Império Solar aumenta. Desde que utiliza o ativador celular, Homer G Adams não mostra um esgotamento psíquico e físico como o que está agora submetido, e com a aprovação de Perry Rhodan ele se retira para a recuperação em um sanatório submarino na fossa de Guam. Roger McKay e Jean-Pierre Marat, denominado Jaguar Negro, acompanham o Ministro das Finanças.

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.