PR2876 - O Hóspede Temporal

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PR2876

“Nas profundezas de Torus V - no rastro de um crime cósmico”

Título Original: Der Zeitgast

Autor: Leo Lukas

Tradutor:

Artista da capa alemã: Swen Papenbrock

Publicação na Alemanha: 30/09/2016

Publicação no Brasil: 

Época: Julho do ano de 1522 NCG

Local da ação: Orpleyd

Personagens principais: Perry Rhodan, Cuttra Yass, Attilar Leccore, o advogado, Xervan, Laccess, Astirra As-Karrok

Visão Geral

Resumo

A frota tiuphorense alcança a periferia da galáxia Orpleyd. Caradocc Maxal Xommot recebe a mensagem de que algo está errado com Orpleyd. A galáxia abrange apenas uma fração dos 20 milhões de anos-luz de distância estimados. Ela se distancia três mil anos-luz do lugar em que deveria estar, de acordo com as extrapolações. Além disso, Orpleyd gira demasiadamente lenta.

Nem todos os tiuphores do passado acreditam em seus congêneres da SHEZZERKUD, especialmente uma vez que não está completamente claro, sobre quem deve assumir o comando supremo. Cuttra Yass, membro da tripulação da CIPPACOTNAL e um dos vários candidatos ao posto vago de oráculo-mensageiro de Paqar Taxmapu, até mesmo questiona a autenticidade da mensagem para a reunião. Yass desconfia de Taxmapu e o teme. Ele se considera o novo oráculo, mesmo assim, como um inimigo, mesmo quando Taxmapu garante que Yass seja nomeado Oráculo-Mensageiro.

Attilar Leccore que ainda atua como Taxmapu, está em perigo de se perder na falsa identidade. Na verdade, ele nomeou Yass, porque o jovem tiuphore era a melhor escolha – Leccore, assim, agiu em conformidade com os tiuphores. Taxmapu é responsável pelo treinamento do novo Oráculo-Mensageiro. Porque é obrigado por Xommot, finalmente a assumir seu lugar de direito na gaiola-oráculo, Leccore deve deixar o formando estudando por contra própria. Ele da a Yass a ordem para se tornar especialista sobre a possibilidade de recuperação dos componentes espirituais do Catiuphat.

Por acaso, Yass descobre os corpos de Perry Rhodan e Pey-Ceyan. Ele gostaria de pegar o ativador de celular do terrano para si mesmo, mas quando ele fica pronto após uma preparação cuidadosa para remover o chip, ele é pego em flagrante pelo oráculo que retorna da central de comando. Leccore faz com que este incidente pareça como se fosse parte de um teste, que Yass já passou. Leccore afirma que o Catiuphat está em risco. Elementos perturbadores teriam que ser extraídos, e não somente banidos na consolação no anel mais externo. Leccore atrai Yass com a perspectiva de fama, que estaria associada ao resgate do Catiuphat. Dali em diante, os dois trabalham juntos para devolver a lare e o terrano, novamente aos corpos viáveis.

Perry Rhodan é interceptado na incursão nas camadas mais profundas do Catiuphat pelo consolador, mas não obstante, pôde enganá-lo. Na terceira saliência, Rhodan se comporta muito chamativamente. Ele é atacado e cai. Um ser espiritual, que chama a si mesmo de o advogado, atenua a queda de Rhodan. Rhodan considera o advogado como um velho errático. O advogado reconhece a reverberação de um "certificado" em Rhodan (isso é um remanescente da Aura de Cavaleiro) e conclui que Rhodan é um "justo". Portanto, o advogado concede o pedido de Rhodan e o leva para a quinto saliência. Além disso, ele envia Rhodan em uma jornada espiritual ao período anterior antes da redenção dos tiuphores na existência ligada ao planeta.

Rhodan se encontra no corpo de um tiuphore em Tiu, o lar original de todos os tiuphores na faixa luminosa do sistema solar duplo. O mundo é usado como um depósito de lixo. Um grupo de tiuphores vegeta nos resíduos tóxicos e radioativos, e foge quando uma nave espacial descarrega a sucata. Rhodan salva Astirra, uma menina que fica para trás, do perigo mortal e é aceito pelo grupo. Do avô de Astirra, o oráculo Xervan Ace Karrok, ele descobre que os tiuphores desenvolvera a astronáutica superluminal há cento e cinquenta anos, assim chamando a atenção dos gyanlis. Estes seres humanoides anfíbios, são os mestres despóticos sedentos de poder de Orpleyd. Sua política governamental, a coesão, toma posse de todos os planetas habitados por culturas astronáuticas. Os governadores, conhecidos como os operadores-Gyan, controlam o conhecimento e a tecnologia. Cientistas e intelectuais de todos os povos são controlado pela chamada "restrição" ou até mesmo eliminados. O operador-Gyan de Tiu é particularmente sádico, Koykonol. Ultimamente um gyanli de alta patente com o nome Ongyand, também está envolvido.

A Phat, referida por alguns tiuphores como ficção religiosa, considerado por outros como um Domínio Intemporal, é o único caminho para os tiuphores sair da existência miserável, em que a vida se degenerou desde a ocupação de sua terra natal pelos Gyanli. Durante décadas, um mito emerge entre os tiuphores, que após a morte eles cavam espiritualmente as estruturas de um tipo de espaço mais elevado com a ajuda de xamãs, e, portanto, podem continuar a viver em um nível espiritual. Um dia surgirá Zimu Miacylloc, um coletor que será capaz de guiar os tiuphores ao Phat. O grupo de Rhodan viaja com ele para a capital Tonhuon. Lá estão dois tiuphores que trazem a salvação ao seu povo: o velho oráculo Pfaunyc Tomcca e o talentoso cientista Catccor Turrox. Na cidade, o grupo encontra dois operadores-ortodoxos (opeort) dos gyanlis. Eles derrubam Miacylloc com traktatores1. Essa arma é uma mistura de arpão e indutor de dor. Miacylloc é forçado através de tortura, a revelar o paradeiro dos dois salvadores. Rhodan intervém com a arte marcial Dagor e apaga o gyanlis. Depois, ele é liberado, com a opção de uma continuação da viagem espiritual do advogado em "outro lugar".

Em 27 de julho do ano de 1522 NCG, Rhodan e Leccore falam sobre suas experiências recentes. Em relação à desaceleração de Orpleyd, Leccore rompe as cesuras do conceito subtemporais. O chefe do STL tem boas notícias. A constante FRESS de Pey-Ceyan foi extraída das faixas sextadim e voltou ao corpo. Ela está passando bem. Yass já está perdido em seu charme. O espírito de Rhodan também pode ser colocado no corpo. Uma viagem de retorno ao Catiuphat seria então suscetível de ser excluída. Portanto, Rhodan renuncia inicialmente a extração. Primeiramente, Ele irá aprender mais sobre o passado dos tiuphores.

1 Nota do revisor: Provavelmente uma referência ao Traktator ou Kommendatar, pessoas que agiam em nome próprio, mas por conta do cliente. Eles poderiam compartilhar os lucros ou conduzir os negócios por uma taxa fixa (comissão) durante uma comenda – uma forma temporária de sociedade. Ou seja, literalmente, os gyanlis usam os traktatores para “agir por eles” durante os combates. Inclusive em alguns jogos de RPG o traktator é o carrasco.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir