PR0518 - Corrida Para a Morte

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PRBR 0518

Dez mil homens e mulheres estão preparados — querem quebrar o poder do ídolo vermelho

Título Original: Sturmlauf in den Tod

Autor: H. G. Francis

Tradutor: Richard Paul Neto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 23/07/1971

Publicação no Brasil: 1991

Época: Meados de Novembro de 3441

Local da ação: Via-Láctea

Personagens principais: Perry Rhodan, Tracs Potchyban, Sal Almong, Tocha Tchehars, Af Atramo, Ana Atramo

Resumo

No planeta Hitchera Pearl, com uma população de apenas 42 mil colonos, Tracs Potchyban é tenente-coronel e o único imune, o resto da população viraram vítimas do Enxame quando caíram na imbecilização.

Quando ele repara em certas coisas na capital Roseata, ele fica com a impressão de que algo está errado. Fica estupefato vendo como quase todos estavam escondidos em suas casas. Um robô destruído por um tiro de raio é encontrado na rua, uma garota chamada Ana tentou avisá-lo, mas já era tarde demais: um planador antigravitacional vem em direção a ele, ocupado por dois homens com armas energéticas prontas para disparar. Mas eles parecem confusos; um tiro é disparado para o céu, em seguida, eles batem o planador em uma casa. Um segundo tiro energético atinge o interior do planador que explode.

O prefeito Af Atramo e Potchyban descobre que os terroristas são dois dos "novos professores" os homo superiores, que querem destruir toda a tecnologia "agressiva" e levar os imbecilizados a uma maneira de vida agrícola. Eles são um grande problema para Potchyban e os colonos. Da agricultura não se têm nenhum conhecimento e, portanto, nenhuma colheita será bem-sucedida este ano. Por outro lado, eles impedem o fornecimento de conservas dos grandes armazéns da base para os colonos. E esta não foi a primeira tentativa para assassinar Potchyban.

Mas algo mudou. Os colonos agora parecem estar menos imbecilizados. Em vez de brincar com pedras como no dia anterior, agora podem pensar razoavelmente bem. Por outro lado, os homo superiores, são afetados, eles não estão estúpidos, mas a sua inteligência decaiu significativamente. Talvez isso se deva a uma enorme nave espacial em forma de cogumelo, que aterrissou há dois dias no continente.

Potchyban leva o ex-engenheiro de reator Sal Almong em um voo para a estranha nave espacial, que se estende a cinco mil pés no ar. O telhado abaulado tem um diâmetro de sete mil metros, um talo na parte inferior numa espessura de dois mil metros. Em seguida, eles voam para a base, um estaleiro grande de naves onde Potchyban era mestre de armamentos. Eles assistem algumas filmagens do trabalho dos instaladores do Enxame na nave cogumelo e eles observam que uma pequena espaçonave em forma de disco decola do teto da nave-cogumelo.

Na capital Roseata um amante da paz homo superior planeja um novo ataque: ele sequestra Ana, a filha do prefeito, e coloca ela desacordada com uma bomba de megaton em um planador, dirigido por piloto automático para o campo defensivo da base de Potchyban. A bomba é programada para explodir quando o planador parar. Isso deveria matar Potchyban e destruir a base quando ele tentasse salvar Ana. Mas Potchyban vê através do plano. Ele liberta Ana com o planador em pleno voo antes de a bomba explodir e a radioatividade contaminar o ambiente ao redor da base.

Potchyban começa a equipar os colonos com armas para lutar contra a nave-cogumelo e há armas suficientes para cerca de dez mil colonos. Há novamente atentados dos homo superiores. Tocha Tchehars, que havia sequestrado Ana, tenta assassinar Potchyban, ele é capturado e feito prisioneiro. Grandes perdas acontecem quando uma homo superior nomeada de "Linda” infiltra-se no treinamento de armas: foi mostrado a ela o controle de uma plataforma antigravitacional, então ela começa a atirar contra a multidão. Várias armas explodem, incluindo a sua plataforma e há dezenas de mortes.

O ataque está previsto para o dia seguinte. Tchehars quer evitar a luta, ele voa com um companheiro em um planador para nave-cogumelo e tenta contato por rádio. O resultado é que o planador é abatido por disparos, os ocupantes são mortos.

Em 17 de novembro de 3441, os colonos foram para o ataque. Eles até conseguiram causar algum dano na nave-cogumelo, mas, em seguida, eles são obrigados a recuar. Potchyban constrói uma bomba com um propulsor que deve ter uma força explosiva de cerca de 100 megatons. Um ataque para desviar a atenção é realizado para trazer a bomba e deixar mais próximo do alvo, mas a tentativa falha: a bomba não explode. Então a nave-cogumelo ataca brutalmente: chovem "lágrimas vermelhas", que destroem completamente uma grande área ao redor da nave. Nenhum dos colonos atacantes sobrevive.

Potchyban decide evacuar os demais colonos, pois as "lágrimas vermelhas" da nave-cogumelo causam explosões atômicas em todos os lugares. Roseata é evacuada a poucos minutos antes de uma explosão que destrói a cidade. Todos os colonos restantes são evacuados para o continente sul, Yellow.

Potchyban retorna à base que é atacada por robôs e bombas. Quando o bombardeio começa, ele descobre que a base havia sido fortemente danificada, mas ainda havia um space-jet no pavilhão de montagem. Pouco antes de a base ser destruída, ele voa e é recebido pela GOOD HOPE II, que passava por ali por mero acaso. A batalha por Hitchera Pearl estava perdida.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.