PR0090 – Atlan em Perigo

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PRBR 0090

"O ódio que o filho nutre pelo pai faz o Universo estremecer!"

Título Original: Atlan in Not

Autor: Kurt Brand

Tradutor: Richard Paul Neto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 24/05/1963

Publicação no Brasil: 1978

Época: 2044

Local da ação: Archetz

Personagens principais: Perry Rhodan, Thomas Cardif, Atlan, Frank Lemmon, Reginald Bull, Cokaze, Gucky, Atual, Ortece

Resumo

As atenções da Defesa do Império Solar são atraídas para o físico hindu Rabintorge. Ele escreveu recentemente um artigo provando que a propulsão linear dos druufs era uma farsa. Ainda assim, parece ser um gênio e é recrutado por Rhodan para trabalhar na equipe de cientistas que estudam a propulsão linear.

Perry Rhodan é informado de que Thomas Cardif está agora no Sistema Rusuma, mais precisamente no planeta Archetz, o mundo central dos saltadores. Cardif revela a toda a Galáxia que Atlan é quem está por trás das ordens do Regente. Em 1º de julho de 2044, Atlan confidencia a Perry Rhodan suas preocupações sobre os últimos acontecimentos em Árcon.

Alguns acontecimentos inexplicáveis ocorrem no departamento de pesquisa de propulsão linear. Reginald Bull suspeita de Rabintorge, o que chama a atenção de Rhodan pelo fato de Bull geralmente não exibir tais suspeitas sobre alguém sem uma prova irrefutável. Acontece que Bull foi colocado sob um bloqueio hipnótico. Três indivíduos no departamento de pesquisa são detidos e descobre-se que usaram uma droga dos Aras que temporariamente dão a eles alguns poderes psíquicos. Todos são ligados à GHC Company localizada na África do Sul, mais precisamente na Cidade do Cabo. Em uma busca nas instalações da companhia na Cidade do Cabo, descobre-se um radiocomunicador que está ligado diretamente com Cokaze.

Enquanto isso, Cokaze, Cardif e alguns outros saltadores se encontram com Ortece, presidente do principal banco dos saltadores, objetivando forjar uma aliança que agirá contra Atlan. Ortece recusa a aliança e Cokaze anuncia que ele será obrigado a lidar com os Aras. Ele também anuncia que seu clã vai retirar todas as suas contas do banco. Thomas Cardif está por trás desses planos de aliança, influenciando Cokaze e aconselhando-o a fomentar revoltas nos mundos do Império Arcônida.

Atlan parece preocupado com a série de movimentos revoltosos dentro do Império Arcônida e ameaça os planetas rebeldes com a retirada de todas as naves arcônidas da Frente de Batalha dos Druufs.

As luas de um dos sistemas revoltosos são brutalmente destruídas, mas para Thomas Cardif é uma prova de que Atlan é que está por trás das ordens do Regente já que o cérebro positrônico teria destruído o planeta inteiro. Atual e Ortece, os chefes do “Banco”, finalmente aceitam a oferta de Cokaze e eles desencadeiam uma inflação generalizada em todo o Império Arcônida.

A equipe de Bradley e Rabintorge finalmente conclui um detector de propulsão linear. Rhodan desencadeia então a Operação “pega-moscas” e Atlan coloca algumas unidades robóticas no Sistema de Rusuma.

O CALIFÓRNIA, equipada com o detector, é capaz de encontrar as três mil naves dos druufs em fuga. O detector é transferido para a DRUSUS que parte para encontrar a frota druufiniana. Atlan informa a Rhodan que a confusão reina no Império Arcônida: a inflação está subindo, os Aras não vendem mais medicamentos e uma parte das tropas e das espaçonaves se rebelam. E quando Atlan pergunta ao antigo regente qual é o responsável por essas confusões, este dá apenas uma resposta: “Rhodan”. Ele não especifica se é o pai ou o filho o responsável por tudo.

A DRUSUS faz contato com a frota dos druufs e Perry Rhodan propõe um acordo: ele indicaria aos druufs o caminho em direção ao seu próprio universo e em troca sua frota deve aparecer acima de um planeta específico para uma manobra de intimidação. Dois reféns iriam voluntariamente a bordo de uma nave de reconhecimento druufiniano: o teletransportador Tako Kakuta e o doutor Brigonne. A nave druuf parte em direção a Archetz e os dois terranos colocam um transmissor em miniatura em uma câmara para que Atlan possa monitorá-los (já que ele não têm um detector de propulsão linear em Árcon). Os druufs notam a presença dos transmissores, mas Kakuta intervém e fecha o acesso à câmara usando uma solda. No entanto, os dois reféns ainda são os principais suspeitos da ação e acabam presos pelos druufs.

Árcon retira suas unidades mais fortes dos arredores de Archetz e Thomas Cardif rastreia os movimentos da frota arcônida aconselhando Cokaze a se retirar também do sistema Rusuma. Quando a nave de reconhecimento druuf volta do sistema Rusuma, Gucky troca o transmissor por outro dispositivo inofensivo que desvia a suspeita dos druufs de traição dos terranos.

A frota druufiniana então ataca Archetz e, contrariamente ao acordo previsto, devasta o planeta. A frota druufiniana por sua vez é aniquilada pelos cruzadores robotizados de Árcon. Os dois reféns são resgatados a tempo e Perry Rhodan acredita que seu filho morreu em Archetz no momento do ataque. Todas as rebeliões dentro do Império cessam, uma vez que percebem que a frota arcônida controlada por Atlan ainda é necessária para proteger todos os planetas do Império de Árcon da ameaça de algum ataque dos druufs.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções!

Clique aqui para criar uma Conta e, para saber como adquirir sua cópia oficial e ainda ter os benefícios de ser um integrante do Projeto Traduções, entre em contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.