PR0070 – Últimos Dias de Atlântida

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

PRBR 0070

"Atlan sacrificou vida arcônidas para salvar nosso planeta!"

Título Original: Die letzten Tage von Atlantis

Autor: K. H. Scheer

Tradutor: Richard Paul Neto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 04/01/1963

Publicação no Brasil: 1977

Época: 2042, 8000 aC.

Local da ação: Universo Vermelho, Planeta Peregrino.

Personagens principais: Perry Rhodan, Reginald Bull, Gucky, Homunk, Atlan, Tarts, Inkar, Ursaf, Cunor

Resumo

Em 05 de maio de 2042 determinou-se que a passagem de Bull pelo fisiotron do planeta Peregrino não foi bem-sucedida e ele começa a ter efeitos colaterais inesperados tornando-se cada vez mais jovem. Se o processo não for interrompido em três semanas, ele irá tornar-se novamente uma criança. A única solução é fazer com que Bull passe novamente pela ducha celular, mas desta vez no semiespaço. O fisiotron é desmontado e instalado em uma plataforma antigravitacional. A DRUSUS abre um portal para o universo druuf e a nave atravessa. Para surpresa dos terranos, o tempo agora passa somente quatro vezes mais lento no universo druuf. As condições do semiespaço são simuladas enquanto um escudo energético de proteção é construído em torno da plataforma. Bull entra no fisiotron enquanto várias naves auxiliares protegem a plataforma a partir da intervenção das naves pontiagudas dos druufs. O tratamento é bem-sucedido e eles retornam para Peregrino. Lá, são informados de que novos planetas foram desabitados. Para Atlan, o desaparecimento de seres humanos e animais esta ocorrendo com o objetivo de equilibrar os dois planos temporais.

O Imortal contata Gucky e diz-lhe que, como resultado de sua experiência recente no semiespaço, perdeu uma parte de seu poder psíquico e precisa descansar. Uma das declarações de AQUILO possui um grande efeito sobre Atlan e as lembranças de seus tempos em Atlântida voltam a tona.

Atlan, que ainda está no sistema Larsaf, recebe uma mensagem do Conselho de Árcon. Ele é instruído a fazer de Larsaf uma base avançada do Império Arcônida para defender o sistema e incentivar sua colonização. Ao contrário do que Atlan pede, nenhum reforço é enviado. O rápido cruzador MATONI parte levando uma mensagem para o Imperador. Se Atlan não receber reforços nas próximas semanas, ele abandonará o sistema.

Pouco depois, uma nave auxiliar da TOSOMA pousa em Atlântida. Seu comandante anuncia que um campo de relatividade está se espalhando em Larsa e ele também viu um gigantesco funil se formando no espaço de onde vieram quatro naves desconhecidas que o atacaram. A TOSOMA e a PAITO deixam Larsaf II. Depois de oito dias de espera, as naves desconhecidas surgem. Atlan as analisa e nota que as naves não atravessam os funis a menos que permaneçam estáveis por, pelo menos, três horas. Quando algumas naves pontiagudas aparecem novamente em um funil, os dois cruzadores de Atlan entram imediatamente em ação. Eles se materializam diante da esquadra hostil, que é imediatamente destruída, e então mergulham no funil emergindo em um universo onde a cor dominante é o vermelho. Depois de atacarem um planeta que possuía espaçoportos e fábricas, eles voltam para o universo normal.

Após seu regresso ao espaço normal, Atlan é informado que nove dias se passaram desde que se ausentou do planeta. Cerca de cem naves estão agora atacando Larsaf III. Eles contra-atacam rapidamente, mas a PAITO é destruída e a TOSOMA está muito danificada. Sendo a única pessoa capaz de abrir a cúpula submarina, Atlan é forçado pelo comandante da TOSOMA, Tarts, que também é seu velho amigo e mentor, a deixar a nave. Na companhia do tenente Cunor, Atlan atinge a superfície testemunhando a destruição da TOSOMA e lamentando a perda de seu mestre e amigo.

Enquanto Atlântida está sendo devastada por explosões atômicas, Atlan e Cunor passam quatro meses em animação suspensa. Ao acordarem, eles só encontram vida primitiva na superfície. Cunor acabou sendo morto a pedradas por um bárbaro do norte e Atlan agora está sozinho. Ele instala um dispositivo que reage à menor perturbação da continuidade e em seguida entra em hibernação durante quinhentos anos. O robô Rico é encarregado a vigiá-lo.

Após a narração de Atlan, A DRUSUS deixa o planeta Peregrino e volta para a Terra após emocionantes aventuras.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções!

Clique aqui para criar uma Conta e, para saber como adquirir sua cópia oficial e ainda ter os benefícios de ser um integrante do Projeto Traduções, entre em contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.