PR0081 – A Nave dos Antepassados

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PRBR 0081

"A revolução do homem contra a máquina! E Gucky interferiu..."

Título Original: Raumschiff der Ahnen

Autor: Clark Darlton

Tradutor: Richard Paul Neto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 22/03/1963

Publicação no Brasil: 1977

Época: Dezembro de 2043

Local da ação: Nave dos Antepassados

Personagens principais: A-3, Ps-5, M-4, M-7, R-75, Gucky, Wilmar Lund, cadete Brugg

Resumo

Por milênios, uma nave arcônida gigantesca viaja através do universo em uma velocidade mais lenta do que a luz.

A bordo, o maquinista conhecido como M-7 tenta falar com seu colega M-4 e depois com o médico-chefe, D-3, mas sem sucesso. O primeiro oficial, O-1, já não tem mais paciência em esperar pela morte do comandante da nave, C-1. Três homens, Ps-5 (psicólogo), D-3 e R-75 (Reparador), pedem uma entrevista com C-1 e fazem a ele uma pergunta muito importante: qual é o propósito de suas vidas? Eles então transmitem algumas informações muito importantes para C-1 em relação às suas recentes atividades.

Alguns dias atrás, D-3 tinha atraído um robô em uma armadilha e desmontado suas armas com a ajuda de M-4. Enquanto isso, R-75 e um colega invadiram um setor proibido da nave para consertar uma peça quebrada na maquinaria – um setor em que havia recipientes cheios de pessoas aparentemente mortas. No entanto, alguns guardas chegaram e mataram o colega de R-75 que escapou por pouco de ter o mesmo destino. Os três homens, Ps-5, D-3 e R-75, voltam para o quarto proibido e descobrem que seus antepassados são mantidos em um sono criogênico. Assim que estavam saindo da sala, são detidos por robôs e uma batalha começa com eles sendo obrigados a destruir três dos robôs antes de conseguir fugir.

Durante a entrevista com C-1, este se recusa a responder as perguntas e os ameaça com a morte no conversor com base na acusação de fomentar um motim. Mas Ps-5 descobre que o comandante é o único informado sobre todos os acontecimentos de seu mundo e que ele deve passar todo o seu conhecimento para o sucessor antes de morrer. A fim de permanecer vivo para transmitir esse conhecimento, C-1 é forçado a capturar os três homens em sua cabine para revelar-lhes o maior segredo da nave. Ao mesmo tempo, M-4 informa M-7 em seus esforços recentes de desativar robôs em torno da nave, e M-7 permite a M-4 conhecer a identidade dos outros conspiradores inclusive a de D-3 que é seu líder.

Na cabine do comandante, os quatro homens (C-1, D-3, Ps-5 e R-75) são recepcionados pela imagem de seu ancestral que pergunta ao comandante o porquê de ter trazido outras pessoas com ele e pede-lhe para chamar os robôs para que os levem ao conversor. O comandante se recusa. O-1 pede uma entrevista com C-1, mas este se recusa, pensando que O-1, que se encontrava ansioso demais em assumir o comando, queira assassiná-lo. Os quatro homens finalizam um plano de ação a fim de ter o verdadeiro controle da nave. M-4 e M-7 são encarregados de continuar a desabilitar o maior número possível de robôs e recuperar suas armas. O segundo oficial da nave, O-2, é informado da conspiração e recruta novos conspiradores, entre eles T-39. Infelizmente, este estava no final de sua vida útil e deveria, pelas regras vigentes, ser levado para o conversor pelos robôs.

Final de dezembro de 2043: o cruzador terrano ÁRTICO emerge no espaço a vinte mil anos-luz da Terra. Gucky estava a bordo da nave retornando de uma missão em Blisher III e acaba captando uma chamada telepática de socorro vindo de outra nave, e se teletransporta para a nave em questão. Ele se rematerializa na sala no exato momento em que os robôs estavam já empurrando T-39 para o conversor. Durante a conversa que se segue, ele pede a C-1 que revogue a ordem para executar T-39. Os robôs querem empurrar Gucky no conversor, mas ele defende-se enviando o próprio robô para o conversor enquanto se teletransporta com segurança. Ele conhece M-4 em outra sala que estava tentando convencer alguns membros da tripulação para participar de um motim, com o apoio do comandante. Depois de sua surpresa inicial com a aparência de Gucky, M-4 informa-o da situação atual da “Nave dos Antepassados”.

Os conspiradores decidem informar O-1 do motim. Neste momento, os cinco robôs restantes do comando da morte chegam à sala de controle, objetivando mandar C-1 para o conversor por ter desobedecido às ordens do Mestre – supostamente devido à revogação da execução de T-39. H-7 desativa dois dos robôs enquanto Ps-5 destrói outros dois e o último é destruído por D-3. M-4 informa C-1 da chegada de Gucky, o seu novo aliado que teletransporta com M-4 para a sala de controle e é apresentada a imagem do “mestre” no monitor. Depois de alguns minutos, ele informa os conspiradores que o mestre é apenas um robô.

Fica-se sabendo que depois de T-39 ser colocado no chamado conversor, este dispositivo, na verdade, iniciaria o processo de colocá-lo no sono criogênico. Gucky, Ps-5, D-3 e R-75 vão para o quarto proibido, onde as pessoas estão armazenadas em contêineres. Em um dos recipientes, eles ficam surpresos ao reconhecer T-39 e Gucky explica que os conversores não existem e que os homens designados para a morte, são, de fato, colocados em um sono criogênico. Os robôs atacam a sala de controle da nave, mas são aniquilados. Gucky se teletransporta para o centro da nave – em uma sala cheia de pessoas adormecidas. Enquanto isso, Ps-5, D-3 e R-75 são atacados por robôs e R-75 é morto enquanto tentava fugir. No meio da batalha, os robôs param repentinamente. Gucky reaparece e explica que os robôs são controlados remotamente e que são doravante inofensivos porque ele cortou sua fonte de força.

Gucky agora revela aos conspiradores o quadro geral a bordo da nave. O mestre é, na verdade, um robô que utilizava uma projeção usando um rosto humano. As ditas pessoas que aparentemente foram jogadas no conversor para morrer estão realmente colocadas em um sono criogênico a fim de serem despertadas no futuro para fundar uma nova raça assim que a nave chegar a um planeta que possa suportar qualquer forma de vida e serem então destinadas a servir de escravos para os robôs. Como resultado desta nova informação, todos os robôs são reprogramados para obedecer à tripulação da nave (que na verdade, são arcônidas) e Gucky retorna a ÁRTICO, onde não informa o comandante Wilmar Lund sobre o que ocorreu na nave. Ele acredita que apenas Perry Rhodan deve saber o que realmente aconteceu na Nave dos Antepassados.

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções!

Clique aqui para criar uma Conta e, para saber como adquirir sua cópia oficial e ainda ter os benefícios de ser um integrante do Projeto Traduções, entre em contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.