PR0450 - A Partida da MARCO POLO

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

PR450

“Uma espaçonave sai numa longa viagem que a levará para NCG 4594, a galáxia dos povos cappins.”

Título Original: Aufbruch der MARCO POLO

Autor: K. H. Scheer

Tradutor: Richard Paul Bisneto

Artista da capa alemã: Johnny Bruck

Publicação na Alemanha: 03/04/1970

Publicação no Brasil: 1989

Época: Julho de 3437.

Local da ação: Terra, Gruelfin

Personagens principais: Perry Rhodan, Ovaron, Atlan, coronel Elas Korom-Khan, Senco Ahrat, Mentro Kosum, tenente-coronel Menesh Kuruzin, Shoslschowo

Visão Geral

Resumo

Três anos se passaram desde a explosão do Satélite da Morte. Na Via Láctea, após um curto período de tempo aparecem cappins, assumem as principais personalidades e os obrigam a fazer coisas que eles não fariam normalmente. Os cappins foram, até o momento, identificados rapidamente. Para Perry Rhodan, o risco de uma invasão mais organizado ainda é real.

Perry Rhodan está preparando uma expedição para esclarecer por que os cappins estão agindo na Via Láctea, e por que eles querem desestabilizar a situação. O segredo em torno desta expedição é grande e uma nova espaçonave, ainda sem nome, espera no espaçoporto de Terrânia. Na nave, todos usam uniformes neutros sem qualquer indicação de posição de comando. A caminho da espaçonave no espaçoporto, Mentro Kosum e Menesh Kuruzin se encontram pela primeira vez. Ambos se dão bem imediatamente, é o início de uma longa amizade. Os dois admiram a nova nave capitânia da Frota Solar que será chamada de MARCO POLO. É um ultracouraçado da classe portadora.

A nave está preparada para a expedição à galáxia NCG 4594, também conhecida como galáxia Sombrero por causa de sua forma. Os cappins a chamam de Gruelfin. A nave está equipada com o novo propulsor dimessexta, que ao contrário do propulsor dimetrans também permite que haja interrupções na viagem e, portanto, aumenta tremendamente a segurança.

A viagem é tranquila. Através de antigos mapas estelares do depósito de Ovaron, num aglomerado estelar, alguns mundos base dos ganjásicos são abordados. Todos os planetas foram destruídos cerca de 200.000 anos atrás. O que restou foram mundos cinzas totalmente queimados.

Na galáxia Gruelfin há uma guerra permanente. Os governantes destroem os habitantes de planetas que avançam diretamente para o espaço para eliminar futuros concorrentes. Os moritatores têm uma certa liberdade em Gruelfin. Falam dos velhos tempos, de paz e de amizade. A nave do moritator Shoslschowo testemunha um ataque num planeta cujos habitantes aprenderam a dominar apenas a energia nuclear.

Ovaron recebe com seu dispositivo de comando de pulso um código criptografado de emergência da frota do Império Ganjásico. Shoslschowo é o remetente. O sistema de origem da chamada de emergência, a 200 anos-luz a partir da MARCO POLO. Os terranos não podem dar mais nenhuma ajuda, o planeta cai vítima do fogo nuclear. Os atacantes são identificados como takerers e expulsos sem esforço. As espaçonaves terranas são claramente superiores as takerers. No entanto Ovaron assume que na borda externa de Gruelfin estão a serviço as unidades mais antigas.

Shoslschowo pode ser resgatado dos escombros de sua espaçonave mais morto do que vivo. Perry Rhodan e Ovaron têm esperança de conseguir obter informações sobre as condições na casa de Ovaron. Quando Ovaron visitou o ferido, ele desperta e repetidamente diz as palavras: Ganjo virá!

Gostou deste resumo? Participe do Projeto Traduções! Clique aqui para criar uma Conta.

 

Imprimir Email

Login

A Chave secreta é necessária somente se você habilitou o Google Autenticador em seu perfil.